PRAGMÁTICA NA ANÁLISE DO DISCURSO

Autores

  • Sírio Possenti UNICAMP

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v30i0.8637041

Resumo

-l

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALTHUSSER, L. “Marx e Freud”. in: Freud e Lacan; Marx e Freud. Rio de Janeiro, Graal, 1978, pp. 75-93.

AUTHIER-RÉVUZ “Heterogeneidade(s) enunciativa(s). in: Cadernos de Estudos Lingüísticos, 19. Campinas, IEL/Unicamp. 1990. pp. 25-42. (número especial sobre Análise do Discurso, organizado por Orlandi, E. P. e Geraldi, J. W.), (1984).

BAKHTIN, M./Voloshinov, V. N. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo, Hucitec. 1986 (1930).

BAKHTIN, M. Questões de literatura e de estética. São Paulo, Unesp-Hucitec. 1988 (1975).

BUNGE, M. Teoria e realidade. São Paulo, Perspectiva. Coleção Debates, 1974.

CHIARO, D. The language of jokes. London-New York, Routledge, 1992.

COSTA, J. F. “Introdução: como nos espelhos, em enigmas”. in: A ética e o espelho da cultura. Rio de Janeiro, Rocco, 1994a, pp. 17 - 55.

______. “Pragmática e processo analítico: Freud, Wittgenstein, Davidson, Rorty”. in: Costa, J. F. (org.). Redescrições da psicanálise. Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 1994b, pp. 9 - 60.

DASCAL, M. “Language use in jokes and dreams: sociopragmatics vs. psychopragmatics”. in: Language & Communication, 5 (2), 1985, pp. 96-106.

FREUD, S. Os chistes e sua relação com o inconsciente. Rio de Janeiro, Imago, 1905.

GRICE, H. P. “Lógica e conversação”. in: Dascal, M. (org.). Fundamentos metodológicos da lingüística. vol. IV. Campinas, Edição do Autor, 1967, pp. 81 - 103.

LAKATOS, I. “O falseamento e a metodologia dos programas de pesquisa científica”. In: Lakatos, I. e Musgrave, A. (orgs.) A crítica e o desenvolvimento do conhecimento. São Paulo, Edusp-Cultrix, 1965, pp. 109 - 243.

LÖWY, M. As aventuras de Karl Marx contra o Barão de Münchhausen. São Paulo, Busca Vida, 1987.

PÊCHEUX, M. e Fuchs, C. “A propósito da análise automática do discurso: atualização e perspectivas”. in: Gadet, F. e Hak, T. (orgs.). Por uma análise automática do discurso. Campinas, Editora da Unicamp, 1975, pp. 163 - 252.

ROBIN, R. História e lingüística. São Paulo, Cultrix, 1975.

SERRANI, S. M. A linguagem na pesquisa sociocultural; um estudo da repetição na discursividade. Campinas, Editora da Unicamp, 1993.

SHERZER, J. “Puns and jokes”. in: van Dijk, T. A. Handbook of discourse analysis. vol. 3. London, Academic Press, 1985, pp. 213 - 221.

SPERBER, D. e Wilson, D. Relevance. Oxford, Basil Backwell Ldt., 1986.

Downloads

Publicado

2011-08-22

Como Citar

POSSENTI, S. PRAGMÁTICA NA ANÁLISE DO DISCURSO. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 30, 2011. DOI: 10.20396/cel.v30i0.8637041. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637041. Acesso em: 3 jul. 2022.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>