Das vicissitudes da fala da criança e de sua investigação

Autores

  • Cláudia Thereza Guimarães Lemos Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v42i0.8637140

Palavras-chave:

Linguística.

Resumo

Respondo ao convite de Eni Orlandi para dizer da Psicolingüística ou de seu lugar na “História das Idéias Lingüísticas, particularmente no Brasil”, neste volume por ela organizado, com o texto que se segue e, a começar, pelo titulo que o anuncia. Nele o que se lê não é nem Psicolingüística nem Aquisição de Linguagem, mas “fala da criança”. Nele o que se lê, ao invés de “desenvolvimento lingüístico”, é “vicissitudes”, termo que significa o que é próprio da “vez” (do latim, vicis), do que, no tempo, toma seu lugar, nele sucedendo seja sob a forma de revezamentos seja sob a dos reveses, referidos aqui tanto às mudanças que a fala da criança pode mostrar quanto às mudanças de posição do investigador ao discerni-las.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudia Thereza Guimarães Lemos, Universidade Estadual de Campinas

Atualmente é professor voluntário da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

ANDERSON, J. (1971). The Grammar of Case: Towards a Localistic Theory. Londres: Cambridge University Press.

ANDRADE, L. (1998). The status of linguistic data in language assessment procedures. Comunicação apresentada em painel na Sixth International Pragmatics Conference, Rheims, França. A sair em: M.F. Lier-de Vitto (org.) Sobre Aquisição, Patologias e Clínica de Linguagem.

ANDRADE, L. (2000) Os efeitos da fala como acontecimento na clínica fonoaudiológica. Comunicação apresentada no Sexto ENAL( a sair em Letras de Hoje)

ARANTES, L. (2000). As múltiplas faces da especularidade. Texto apresentado no I Encontro Internacional de Aquisição de Linguagem e V Encontro nacional de Aquisição de Linguagem, PURGS, Porto Alegre e a ser publicado.

ARANTES, L. (2001). Diagnósticos e Clínicas de Linguagem. Tese de doutorado (inédita). LAEL-PUCSP.

ATKINSON, M. & GRIFFITHS, P. (1973). Here’s here’s, there’s here and there. EWPL 3 (29-73)

ATKINSON, M. (1974). Pre-requisites for reference. Trabalho apresentado no Seminário da BAAL, Universidade de Newcastle-upon-Tyne.

BALDWIN, J.M. (1899). Interprétation sociale et morale des principes de développement mentale. Paris: Alcan.

BELLUGI, U. (1982). The acquisition of a spatial language. Em T. Kessel (org.) The development of language and language researchers: Essays in honour of Roger Brown. Londres: Erlbaum.

BOWERMAN, M. (1982). Reorganizational processes in lexical and syntactic development. In E. Wanner & L.R. Gleitman (Eds.), Language Acquisition: The State of the Art. Cambridge: CUP (142-78).

BROWN, R. & BELLUGI, U. (1971[1964]). Three Processes in the Child’s Acquisition of Syntax. Em A. Bar Adon & W.F. Leopold(orgs.) Child Language: A Book of Readings. Englewood Cliffs: New Jersey: Prentice-Hall (307-318).

BRUNER, J. (1975). The Ontogenesis of Speech Acts. J.Ch. Lang. 2 (1-19).

CAMAIONI, L., GERBINO, W., STEFANI. L. (1978). L’interazione sociale tra bambini coetanei e tra bambini e adulto. Giornale Italiano di Psicologia IV-2 (291-321)

CARVALHO, G. (1995). Erro de pessoa: levantamento de questões sobre o equívoco em Aquisição de Linguagem. Tese de doutorado(inédita). DL-IEL-UNICAMP.

CARVALHO, G. (2000). Children’s errors and the problematic status of recognition of communicative intentions. Comunicação apresentada em painel na Seventh International Pragmatics Conference, Budapest, Hungria.

CARVALHO, G. (a sair). O êrro em Aquisição da linguagem: um impasse. Em M.F. Lier-de Vitto (org. ) Aquisição, Patologia e Clínica de Linguagem.

CHOMSKY, N. (1959). Review of Skinner, Verbal Behavior. Language 35 (26-58).

CHOMSKY, N. (1965). Aspects of the Theory of Syntax. Cambridge, Mass. The MIT Press.

CHOMSKY, N. (1971[1964]). Formal discussion of Miller’s and Ervin’s The Development of Grammar in Child Language. Em A. Bar-Adon & W. Leopold (orgs.) Child Language: A Book of Readings (340-343).

CHOMSKY, N. (1986). Knowledge of Language: its nature, origin and use. New York: Praeger.

CHOMSKY, N. (1995). The Minimalist Program. Cambridge, Mass.: The MIT Press.

CLARK, H.H. (1973). Space, time, semantics and the child. Em T.E. Moore (org.) Cognitive Development and the Acquisition of Language. Nova York: Academic Press (28-64).

CLARK, R. (1974a). Performing without competence. Journal of Child Language 1 (1-10)I

CLARK, R. (1977). What’s the use of imitation? Journal of Child Language 4 (341-358)

DOWTY, D.R. (1972). Studies in the logic of aspect and time reference in English. Tese de doutorado. Austin: Universidade do Texas.

FARIA, N.R.B. ( 2001) A difícil aritmética do corpo e da linguagem: reflexões sobre o input e a aquisição de linguagem. Tese de doutorado (inédita). Programa de Pós-Graduação em Lingüística, UFAL.

FIGUEIRA, R.A. (1984). The development of causativity expressions : a syntactic hypothesis. Journal of Child Language11-1 (109-127).

FIGUEIRA, R.A. (2000). L’acquisition du paradigme verbal du portugais. Les multiples directions des faute. Calap 20 (45-64).

FIGUEIRA, R.A. (2002). Marcas Insólitas na Aquisição de Gênero. Trabalho apresentado em mesa-redonda no XIII Congresso Internacional da ALFAL. A sair em Lingüística.

FONSECA, S.C. (1995). Afasia: a fala em sofrimento. Dissertação de mestrado(inédita). LAEL-PUCSP.

FONSECA, S. & LIER-DE VITTO (no prelo). Lingüística, Aquisição de Linguagem e Patologia: Relações possíveis e restrições obrigatórias. Anais do V Encontro Nacional sobre Aquisição de Linguagem: outubro 2000.

FREUD,S. (1976[1900]). The Interpretation of Dreams. Harmondsworth: Penguin Books.

GRIFFITHS. P. (1974). That there deixis I. Trabalho apresentado em Seminário na Universidade de Edimburgo.

GRUBER, J. (1967). Topicalization in Child Language. Foundations of Language 3 (37-65).

JAKOBSON, R. (1963[1956]). Deux aspects du langage et deux types d’aphasie. Em Essais de Linguistique Générale. Paris: Minuit.

JAKOBSON, R. (1963[1960). Linguistique et Poétique. Em Essais de Linguistique Générale (209-248).

JAKOBSON, R. (1973). Le paralléllisme grammatical et ses aspects russes. Questions de Poétique. Paris: Seuil( 234-279).

LACAN, J. (1988[1973]). O Seminário- Livro 11: Os Quatro Conceitos Fundamentais da Psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar.

LACAN, J. (1961-1962). Séminaire IX: L’Identification. Publicação interna da Associação Freudiana, Paris.

LACAN, J. (1998[1966]). Escritos. Rio de Janeiro: Zahar.

DE LEMOS, C.T.G. ([1975] 1987). Ser and estar in Brazilian Portuguese with particular reference to child language acquisition. Tübingen: Gunter Narr Verlag.

DE LEMOS, C.T.G. (1981). Interactional processes in the child’s construction of language. In W. Deustch (Ed.) The Child’s Construction of Language. Cambridge: CUP (57-76).

DE LEMOS, C.T.G. (1982). Sobre Aquisição de Linguagem: e seu Dilema(Pecado) Original. Boletim da ABRALIN 3 (97-136).

DE LEMOS, C.T.G. (1985). Specularity as a constitutive process in dialogue and language acquisition. Em L. Camaioni & C. de Lemos (orgs.) Questions on Social Explanation: Piagetian Themes Reconsidered. Amsterdam: John Benjamins (23-31).

DE LEMOS, C.T.G. (1991). Saber a língua e o saber da língua. Aula inaugural do ano letivo de 1991. Campinas: Setor de Publicações do IEL, UNICAMP.

DE LEMOS, C.T.G. (1992a). Los procesos metafóricos y metonímicos como mecanismos de cambio. Substratum 1 (121-136)

DE LEMOS, C.T.G. (1992b) From dialogue processes nad narrative perspectives. Em M.S.Z. de Paschoal e M.A. Cellani (orgs.) Lingüística Aplicada: da aplicação da Lingüística à Lingüística transdisciplinar. São Paulo: EDUC (83-98).

DE LEMOS, C.T.G. (1995a). Da morte de Saussure o que se comemora? Psicanálise e Universidade 3 (41-52).

DE LEMOS, C.T.G. (1995b). Língua e discurso na teorização sobre aquisição de linguagem. Letras de Hoje 102 (9-29).

DE LEMOS, C.T.G. (1997). Native speaker’s intuitions and metalinguistic abilities: what do they have in common from the point of view of language acquisition? Cadernos de Estudos Lingüísticos 33 (5-14).

DE LEMOS, C.T.G. (1998a). Interrelações entre a Lingüística e outras ciências. Boletim da ABRALIN 22 (19-31).

DE LEMOS, C.T.G. (1998b). Interrelações entre a Lingüística e outras ciências. Boletim da ABRALIN 22 (19-31).

DE LEMOS, C.T.G. (1999). A criança com(o) ponto de interrogação. Em Regina Lamprecht(org.) Aquisição de Linguagem:Questões e Análises. Porto Alegre: EDIPUCRS (39-50).

DE LEMOS, C.T.G. (2000). Questioning the notion of development: the case of language acquisition. Culture & Psychology 6(2) (169-182).

DE LEMOS, C.T.G. (no prelo). Sobre fragmentos e holófrases. Anais do Encontro organizado pelo LEPSI-USP.

DE LEMOS, C.T.G. (a sair). O paralelismo, sua extensão e a disparidade de seus efeitos. Em M.F.Lier-de Vitto (org.) Sobre Aquisição, Patologias e Clínica de Linguagem.

DE LEMOS, C.T.G. (a sair). Sobre o estatuto lingüístico discursivo da narratva na fala da criança. Trabalho apresentado em mesa redonda do XIII Congresso Internacional da ALFAL. A sair em Lingüística.

DE LEMOS, C.T.G. (a sair). Corpo e Corpus. Trabalho apresentado na I Jornada Corpo e Linguagem e a ser publicado em coletânea em preparação.

LEMOS, M.T. (1994) A língua que me falta: uma análise dos estudos de aquisição de linguagem.Tese de doutorado inédita, IEL-UNICAMP. A sair: Campinas: Mercado de Letras.

LÉVI-STRAUSS, C. (1974[1958]). Anthropologie Structurale I. Paris: Plon.

LIER-DE VITTO, M.F. ([1995] 1998). Os Monólogos da criança: delírios da Língua. São Paulo: EDUCFAPESP.

LIER-DE VITTO, M.F. (1997). (org.) Fonoaudiologia: no sentido da linguagem. São Paulo: Cortez.

LIER-DE VITTO, M.F. (2002) A confluência língua-discurso nos monólogos da criança. Trabalho apresentado em mesa redonda no XIII Congresso Internacional da ALFAL. A ser publicado em Lingüística.

LYONS, J. (1975). Deixis as a source of reference. Em E. Keenan (org.) Formal Semantics of Natural Languages. Londres: Cambridge University Press (61-83).

MILNER, J.-Cl. (1989). Introduction à une Science du Langage. Paris: Seuil.

MILNER, J.-Cl. (2002). Le périple structural: figures et paradigme. Paris: Seuil.

NOVAES, M. (1996). Os Dizeres nas Esquizofrenias: Uma cartola sem fundo. São Paulo: Escuta.

OLIVEIRA, M.T. (2001). Ecolalia-Quem fala nessa voz? Dissertação de mestrado inédita. LAEL-PUCSP.

PECHEUX. M. (1982). Sur la (dé)construction des théories linguistiques. DRLAV 27 (1-24).

PEREIRA DE CASTRO. M.F. (1992 [1985]). Aprendendo a argumentar: Um momento do processo de aquisição de linguagem. Campinas: Editora da UNICAMP.

PEREIRA DE CASTRO. M.F. (2002). A argumentação na fala da criança: entre fatos da língua e de discurso. Trabalho apresentado em mesa-predonda do XIII Congresso Internacional da ALFAL. A sair em Lingüística.

PERRONI, M.C. (1983/1992). Desenvolvimento do discurso narrativo. São Paulo: Martins Fontes.

PETERS, A. (1983). The units of language acquisition. New York: Cambridge University Press.

PIAGET, J. (1928). Logique génétique et sociologie. Revue Philosophique 53,3/4 (167-205).

PINKER, S. (1987). The bootstrapping problem in language acquisition. Em B. MacWhinney (org.) Mechanisms of Language Acquisition. Hillsdale, N.J.: Lawrence Erlbaum.

PINKER, S. (1989) Learnability and cognition: The acquisition of argument structure. Cambridge, Mass.: The MIT Press.

PINKER, S. (1995). The Language Instinct. Londres: Penguin Books.

RADFORD, A. (1990). Syntactic Theory and the Acquisition of English Syntax: The Nature of Early Child Grammars in English. Oxford: Blackwell.

SAUSSURE, F. de (1916/1972). Cours de Linguistique Générale. Édition critique préparée par Tullio de Mauro. Première édition, 1916. Paris: Payot.

SILVEIRA, E. (2000). Embaraço. Texto inédito.

SCARPA, E.M. (1984). The development of intonation and dialogue processe in two Brazilian children. Tese de doutorado inédita. SOAS, Universidade de Londres.

SNOW, C. (1972). Mothers’ speech to children learning language. Child Development 43 (549-65). VERAS, V. (2000). A inter-dicção do singular. Cadernos de Estudos Lingüísticos.

VORCARO, A. (1999). Crianças na Psicanálise: clínica, instituição e laço social. Rio de Janeiro: Companhia de Freud .

WALLON, H. (1949). Les origines du caractère chez l’enfant. Paris: PUF.

VYGOTSKI, L. ([1930]1978). Mind in Society: The development of Higher Psychogical Functions.. Cambridge, Mass.: Harvard University Press.

Downloads

Publicado

2011-08-08

Como Citar

LEMOS, C. T. G. Das vicissitudes da fala da criança e de sua investigação. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 42, p. 41–70, 2011. DOI: 10.20396/cel.v42i0.8637140. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637140. Acesso em: 30 nov. 2021.