O tópico discursivo como categoria analítica textual-interativa

Autores

  • Clemilton Lopes Pinheiro Universidade Federal do Rio Grande do Norte

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v48i1.8637254

Palavras-chave:

Linguística.

Resumo

Our purpose is to show that the discursive topic can be taken as analytic category in the studies of textual-interactive processes. We will discuss this thesis taking the analysis of metadiscourse, process textualinteractive current in genre textual, spoken and written.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clemilton Lopes Pinheiro, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Professor associado II na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Referências

BROWN, G. & YULE, G. (1983). Discourse analysis. Cambridge: Cambridge University Press.

FÁVERO, L. L., ANDRADE, M. L. da C. V. de O. e AQUINO, Z. G. O. (1999). A correção do texto falado: tipos, funções e marcas. In: NEVES, M. H. de M (org.). Gramática do português falado, vol VII. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, Campinas/SP: Editora da Unicamp.

GIVÓN, T. (1993). English grammar: a functional-basead introduction. Philadelphia: J. Benjamins.

GORSKI, E. (1994). O tópico semântico-discursivo na fala e na escrita. Tese (Doutorado em Letras), UFRJ, Rio de Janeiro.

JUBRAN, C. C. A. S. et al. (1992). Organização tópica da conversação. In: ILARI, R. (org.). Gramática do português falado, vol. II. Campinas/SP: UNICAMP, São Paulo: FAPESP.

JUBRAN, C. C. A. S. (2000). Metadiscurso em entrevista televisiva: um enfoque interacional. Scripta, v. 4, n.7.

JUBRAN, C. C. A. S. (2002). Marcadores metadiscursivos em entrevista televisiva: funções textuais-interativas. Estudos Lingüísticos, XXXI, CD Room.

KOCH, I. G. V. (1999). Segmentação: uma estratégia de construção do texto falado. In: NEVES, M. H. de M (org.). Gramática do português falado, vol VII. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, Campinas/SP: Editora da Unicamp.

KOCH, I. G. V. et al. (1994). Proposta teórica do grupo de organização textual-interativa do Projeto de Gramática do Português Falado. (mimeo).

MARCUSCHI, L. A. (1999). A hesitação. In: NEVES, M. H. de M (org.). Gramática do português falado, vol VII. São Paulo: Humanitas/FFLCH/USP, Campinas/SP: Editora da Unicamp.

MONDADA, L. (2001). Gestion du topic et organisation de la conversation. Cadernos de estudos lingüísticos,41.

NEVES, M. H. de M (org.). (1999). Gramática do português falado, vol VII. São Paulo: Humanitas/FFLCH/ USP, Campinas/SP: Editora da Unicamp.

PINHEIRO, C. L. (2005). Estratégias textuais-interativas: a articulação tópica. Maceió: EDUFAL.

Downloads

Publicado

2011-08-01

Como Citar

PINHEIRO, C. L. O tópico discursivo como categoria analítica textual-interativa. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 48, n. 1, p. 43–52, 2011. DOI: 10.20396/cel.v48i1.8637254. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637254. Acesso em: 28 nov. 2022.