Gestão do tópico e relevância conversacional na interação entre afásicos e não-afásicos, ou quando uma mão lava a outra

Autores

  • Edwiges Maria Morato Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v48i1.8637258

Palavras-chave:

Linguística.

Resumo

This article analyses a conversational episode among aphasic and non-aphasic individuals in an inter-active situation. My purpose is to briefly contemplate two reflexive movements derived from the definition of aphasia as a metalinguistic problem or as a loss/alternation of linguistic competence: i) the first problem
stands out processes of establishment and maintenance of discourse topic; ii) the second distinguishes that the co-occurrence of semiotic processes is essential both to the conversational relevance and to the discourse topic maintenance.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edwiges Maria Morato, Universidade Estadual de Campinas

Professora-Associada II (Livre-docente) do Departamento de Linguística do Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas.

Referências

DASCAL, M. (1982). Introdução – Fundamentos Metológicos da Lingüística. Dascal. M. (org.). Pragmática. Vol. IV. Campinas: Edição do Autor.

FRANÇOIS, F. (1993). Pratiques du l’oral. Dialogue, jeu et variations des figures du sens. Paris: Nathan Pédagogie, 1993.

GOODWIN, C. (2004). A Competent Speaker Who Can’t Speak: The Social Life of Aphasia Journal of Linguistic Anthropology December 2004, Vol. 14, No. 2, pp. 151-170. University of California, Los Angeles

HYMES, D. (1984). Vers la compétence linguistique. Paris: Hatier-Credif.

JUBRAN, C.C.A.S. (2006). Revisitando a noção de tópico discursivo (neste número).

JUBRAN, C.C.A.S. URBANO, H. et al. (1992). Organização tópica da conversação. In. Rodolfo Ilari (Org.). Gramática do português falado. Campinas: Editora da UNICAMP, vol. II – Níveis de análise lingüística, pp. 357-439.

KOCH, I.G.V. (2004). Introdução à Lingüística. São Paulo: Contexto.

MARCUSHI, L. Do código para a cognição: o processo referencial como atividade cognitiva. Juiz de Fora, MG: Veredas 13: 43-62, 2002.

MARCUSCHI, L. A. & Salomão, M.M. (2004). Introdução. In: MUSSALIN & Bentes) Introdução à Lingüística – fundamentos epistemológicos. São Paulo: Cortez.

MONDADA, L . (2005) la coordination de la parole-en-interaction et de l´inscription dans l´elaboration collective des topics, in Bouchard, R. Mondada, L. eds Un processus de la rédaction collaborative, Paris : Harmattan, 131-164.

MONDADA, L. (2003).Cognition et parole-en-interaction. Veredas (10): 131-39.

MORATO, E.M. et al. (2005).Análise da competência pragmático-discursiva de sujeitos afásicos que freqüentam o Centro de Convivência de Afásicos (CCA-IEL/UNICAMP). Relatório Final de Pesquisa, FAPESP, processo 03/02604-9.

MORATO, E.M. (2005). Referenciação e subjetividade nas práticas de um Centro de Convivência de Afásicos e nãoafásicos. I Congresso Internacional Interação e Linguagem. UNISINOS. São Leopoldo (RS).

MORATO, E.M.. et al.(2002). Sobre as afasias e os afásicos – subsídios teóricos e práticos elaborados pelo Centro de Convivência de Afásicos (Universidade Estadual de Campinas). Campinas: Unicamp.

MORATO, E.M.. & Bentes. A. C. (2002). Das intervenções de Bourdieu no campo da lingüística: reflexões sobre competência e língua legítima. Horizontes 20: 31-48.

RISSO, M.; JUBRAN, C.C.A S. (1998). O discurso auto-reflexivo: Processamento metadisursivo do texto. DELTA 14.

SPERBER, D. & WILSON, D. (1986). Relevance: Communication and Cognition. Oxford: Basil Blackwell.

Downloads

Publicado

2011-08-01

Como Citar

MORATO, E. M. Gestão do tópico e relevância conversacional na interação entre afásicos e não-afásicos, ou quando uma mão lava a outra. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 48, n. 1, p. 105–114, 2011. DOI: 10.20396/cel.v48i1.8637258. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637258. Acesso em: 6 dez. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>