O material didático de inglês da rede pública Estadual Paulista: produção de sentidos na perspectiva da análise de discurso de linha francesa

Autores

  • Maisa de Alcantara Zakir Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v55i2.8637295

Palavras-chave:

Material de inglês. Currículo oficial do estado de São Paulo. Análise de Discurso de linha francesa.

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar os sentidos produzidos por professores de inglês da rede pública estadual paulista, participantes de uma turma de um curso semipresencial de especialização lato sensu, sobre o material didático de inglês distribuído pela Secretaria de Estado da Educação. A partir da perspectiva teórica da Análise de Discurso de linha francesa, buscamos compreender o que os professores de inglês pensam sobre o material com o qual trabalham em suas aulas e analisar as posições-sujeito que ocupam nesse contexto. Os dados analisados consistem em postagens de um fórum virtual proposto no curso em questão e evidenciam a não homogeneidade e a ideologia como traços constitutivos do discurso, objeto de análise da teoria formulada por Michel Pêcheux.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maisa de Alcantara Zakir, Universidade Estadual Paulista

Doutoranda pelo Programa de Pós Graduação em Estudos Linguísticos da Univerdidade Estadual Paulista campus São José do Rio Preto

Referências

ALTHUSSER, L. Ideologia e Aparelhos Ideológicos do Estado. 3. ed. Lisboa: Editorial PresençaMartins Fontes, 1980.

CAZARIN, E. A. A heterogeneidade discursiva de uma posição-sujeito. Disponível em: http://www.ufrgs.br/analisedodiscurso/anaisdosead/2SEAD/SIMPOSIOS/ErciliaAnaCazarin.pdf. 200? Acesso em: 14 abril 2011.

MARIANI, B. Ideologia e inconsciente na constituição do sujeito. Gragoatá, n. 5, Rio de Janeiro, EdUFF, 1998.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso. In: LAGAZZI-RODRIGUES, S., ORLANDI, E. P. (Orgs.). Introdução às ciências da linguagem: discurso e textualidade. Campinas, SP: Pontes, 2006, p. 13-31.

ORLANDI, E. P. Análise de Discurso: princípios e procedimentos. 6. ed. Campinas, SP: Pontes, 2005.

ORLANDI, E. P. Discurso, imaginário social e conhecimento. In: Em Aberto, n.61, ano 14. Brasília: INEP, jan./ mar. 1994, 53-59. Disponível em: http://www.rbep.inep.gov.br/index.php/emaberto/article/viewFile/911/817. Acesso em: 11 abril 2011.

PÊCHEUX, M. Análise automática do discurso (AAD 69). Trad.: Eni Pulcinelli Orlandi. In: GADET, F.; HAK, T. (Orgs.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Trad. Bethania S. Mariani [et al]. 4. ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 2010, p. 59-158.

PÊCHEUX, M. O discurso: estrutura ou acontecimento. Trad.: Eni Pulcinelli Orlandi. 5. ed. Campinas, SP: Pontes, 2008.

PÊCHEUX, M. Semântica e discurso: uma crítica à afirmação do óbvio. Trad.: Eni Pulcinelli Orlandi [et al]. 4. ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2009.

PÊCHEUX, M.; FUCHS, C. A propósito da análise automática do discurso: atualização e perspectivas (1975). Trad. Péricles Cunha. In: GADET, F.; HAK, T. (Orgs.). Por uma análise automática do discurso: uma introdução à obra de Michel Pêcheux. Trad. Bethania S. Mariani [et al]. 4. ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 2010, p. 159-249.

PESSOA, F. Livro do desassossego. Por Bernardo Soares. Edição de Richard Zenith. Lisboa: Assírio & Alvim, 2006.

Downloads

Publicado

2013-12-19

Como Citar

ZAKIR, M. de A. O material didático de inglês da rede pública Estadual Paulista: produção de sentidos na perspectiva da análise de discurso de linha francesa. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 55, n. 2, p. 147–162, 2013. DOI: 10.20396/cel.v55i2.8637295. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8637295. Acesso em: 4 dez. 2022.

Edição

Seção

Artigos