A aquisição das Fricativas Coronais no português europeu

Autores

  • Clara Amorim Universidade do Porto
  • Carmen Lúcia Barreto Matzenauer Universidade Católica de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v56i2.8641476

Palavras-chave:

Linguística

Resumo

Este artigo pretende contribuir, com base em dados empíricos, para a discussão sobre a aquisição das fricativas coronais em português europeu (PE). Assumindo-se que a ordem de aquisição é determinada pelo grau de robustez da coocorrência de traços consonânticos, foi feito um estudo transversal com quarenta crianças falantes nativas da variedade setentrional do PE, cujos resultados foram comparados com os dados do português do Brasil (PB). Os resultados mostram um percurso de aquisição diferente do atestado para o PB, pois a assimetria na aquisição das coronais é determinada, em PE, pela sonoridade do segmento‑alvo e não pelo ponto de articulação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Clara Amorim, Universidade do Porto

Colaboradora do Centro de Linguística da Universidade do Porto

Carmen Lúcia Barreto Matzenauer, Universidade Católica de Pelotas

Possui graduação em Letras Licenciatura Plena pela Universidade Católica de Pelotas, graduação em Direito pela Universidade Federal de Pelotas, mestrado em Linguística e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul e doutorado em Linguística e Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atualmente é Professora Titular da Universidade Católica de Pelotas.

Referências

ALMEIDA, L. Acquisition de la structure syllabique en contexte de bilinguisme simultané portugais-français. Dissertação de doutoramento. lisboa: Faculdade de letras da Universidade de Lisboa, 2011.

ALMEIDA, L., Costa, T. E Freitas, M. J. “Esta portas e janelas: assimetrias na aquisição das sibilantes em Português europeu”. In Textos selecionados do XXV encontro nacional da associação Portuguesa de linguística, lisboa: aPl/Colibri, 2010.

BERNHARDT, B.H. & J.P. STEMBERGER. Handbook of Phonological Development (from the perspective of Constraint-Based Non-Linear Phonology). California: academic Press, 1998.

CLEMENTS, G. N. “The role of features in speech sound inventories”. in eric raimy & Charles Cairns, eds., Contemporary Views on Architecture and Representations in Phonological Theory. Cambridge, ma: mit Press, 2009.

FIKKERT, P. On the Acquisition of Prosodic Structure. Dordrecht: Hil. FREITAS, M. J. (1997). Aquisição da estrutura Silábica do Português europeu. Dissertação de Doutoramento. lisboa: Faculdade de letras da Universidade de Lisboa, 1994.

AMORIM & BARRETO MATZEAUER – A aquisição das Fricativas Coronais no Português ... JAKOBSON, R. Child Language, Aphasia and Phonological Universals. the Hague & Paris: mouton, 1941/1968.

LAZZAROTTO-VOLCÃO, C. Modelo Padrão de Aquisição de Contrastes: Uma proposta de avaliação e classificação dos Desvios Fonológicos. Dissertação de doutoramento. Pelotas: Universidade Católica de Pelotas, 2009.

MATZENAUER-HERNANDORENA, C. l. “Palatal Consonants in the acquisition of Brazilian Portuguese: representation in modern Phonology”. in Faria, i. H. e m. J, 1995.

FREITAS (eds). Studies on the Acquisition of Portuguese. Lisboa: Colibri.

OLIVEIRA, C. C. “Sobre a aquisição das fricativas”. in R.R. LAMPRECHT (ed.), Aquisição fonológica do português: Perfil de desenvolvimento e subsídios para a terapia (pp. 83-94). Porto alegre: Artmed, 2004.

SANKOFF, D.; TAGLIAMONTE, S.; SMITH, e GOLDVARB X: a variable rule application for Macintosh and Windows. Department of linguistics. University of Toronto, 2005.

YAVAS, M., C. L. HERNANDORENA & R. R. LAMPRECHT. Avaliação fonológica da criança. Porto alegre: artmed editora, 2002.

Downloads

Publicado

2015-06-29

Como Citar

AMORIM, C.; MATZENAUER, C. L. B. A aquisição das Fricativas Coronais no português europeu. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 56, n. 2, p. 235–246, 2015. DOI: 10.20396/cel.v56i2.8641476. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8641476. Acesso em: 5 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos