Revisitando a Palavra Prosódica no Português Brasileiro

Autores

  • Priscila Marques Toneli Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v59i3.8650986

Palavras-chave:

Fonética-Fonologia. Acento. Palavra prosódica.

Resumo

Este artigo apresenta uma definição para o domínio da Palavra Prosódica (PW) no Português Brasileiro (PB). Para cumprir esse objetivo, eu reviso os principais trabalhos realizados no PB sobre a fonologia da palavra e o referencial teórico utilizado para a definição de PW. Na sequência, discuto os fenômenos fonológicos que podem tomar a PW como domínio de aplicação e aqueles que podem funcionar como diagnósticos para identificá-la e/ ou caracterizá-la. Por fim, analiso a prosodização de palavras funcionais e de palavras lexicais, incluindo os afixos átonos, em relação ao comportamento prosódico como sílabas átonas ou como PWs.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Marques Toneli, Universidade Estadual de Campinas

Graduada em Licenciatura em Letras pela UNESP-RIO PRETO (2004), mestrado e doutorado em Linguística pela UNICAMP

Referências

ABAURRE, M. B. e FERNANDES-SVARTMAN, F. R. Secondary stress, vowel reduction and rhythmic implementation in Brazilian Portuguese. In: Leda Bisol e Claúdia R. Brescancini (Orgs.). Contemporary Phonology in Brazil. Newcastle: Cambridge Scholars Publishing, 2008, pp. 54-83, 2008.

ABAURRE, M. B e PAGOTTO, E. G. Nasalização fonética e variação. In: Maria Bernadete Marques Abaurre (Org.). A construção fonológica da palavra. 1ed. São Paulo: Contexto, 2013, v. 1, pp. 141-164.

ABAURRE, M. B. M.; PAGOTTO, E. G. Nasalização No Português do Brasil.. In: Ingedore Grunfeld Villaça Koch. (Org.). Gramática do Português Falado VI. 1ª ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 1996, v. 1, pp. 495-526.

ABAURRE, M. B. M.; SANDALO, F. Acento secundário em duas variedades de português: uma análise baseada na OT. In: Gabriel A. Araújo. (Org.). O acento em português: abordagens fonológicas. São Paulo: Parábola Editorial, 2007, pp. 145-167.

BISOL, L. Mattoso Câmara Jr. e a palavra prosódica. Delta, 20: especial, 2004, pp. 59-70.

BISOL, L. O clítico e seu hospedeiro. Letras de hoje. Porto Alegre. V. 40, nº 3, 2005, pp. 163-184.

BOOIJ, G. Cliticization as Prosodic Integration: The case of Dutch. The Linguistic Review 13, 1996, pp. 219-242.

BRISOLARA, L. B. A prosodização dos clíticos pronominais no sul do Brasil: uma análise variacionista com base na regra de elevação da vogal átona /e/. Dissertação de Mestrado. 2004. Universidade Católica de Pelotas, Pelotas, 2004.

BRISOLARA, L. Os clíticos pronominais do Português Brasileiro e sua prosodização. Tese de Doutorado. 2008. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

CAMARA Jr, M. Estrutura da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro, Petropólis, 1970.

CAMARA Jr, M. História e estrutura da Língua Portuguesa. Rio de Janeiro. Padrão, 1975.

CAMARA Jr, M. Problemas de Linguística Descritiva. Petrópolis, RJ: Vozes, 1975

COOK, V. J. e NEWSON, M. Chomsky's Universal Grammar - an introduction (second edition). Oxford: Blackwell Publishers, 1996.

COLLISHONN, G. Um estudo do acento secundário em português. 1993. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 1993.

FERNANDES, F. R. Ordem, focalização, e preenchimento em Português: sintaxe e prosódia. 2007. Tese de Doutorado. Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

FERNANDES-SVARTMAN, F. R. 2009 Acento secundário, atribuição tonal e ênfase em português brasileiro (PB). Estudos Lingüísticos (São Paulo), v. 38, 2009, pp. 47-58.

INKELAS, S. Prosodically constrained syntax. In: INKELAS, S. e ZEC, D. (Orgs.). The phonology-syntax connection. Cambridge: The University of Chicago Press, 1990.

LEIRIA, L. L. Em busca da palavra prosódica. 2000. Tese de doutorado. Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2000.

MIOTO, C.; SILVA, M. C. F.; LOPES, R. E. V. Novo Manual de Sintaxe. Florianópolis, Insular, 2004.

NESPOR, M.; VOGEL, I. Prosodic Phonology. Dordrecht: Foris Publications, 1986.

SCHWINDT, L. C. O prefixo do português brasileiro: análise morfofonológica. 2000. Tese de Doutorado. Rio Grande do Sul: PUCRS, 2000.

SELKIRK, E. The prosodic structure of function words. In: BECKMAN, J. ET AL. Papers in Optimality Theory. Amherst, Mass.: GLSA University of Massachussetts Occasional Papers, 18, 1995, pp. 439-469.

TENANI, L. E. Domínios prosódicos no Português. 2002. Tese de Doutorado. Universidade Estadual de Campinas, Campinas. 2002.

TONELI, P. M. A palavra prosódica no Português Brasileiro: o estatuto prosódico das palavras funcionais. 2009. Dissertação de Mestrado. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2009.

TONELI, P. M. A palavra prosódica no Português Brasileiro. 2014. Tese de doutotrado. Universidade Estadual de Campinas. Campinas, 2014.

TONELI, P. M.; VIGARIO, M.; ABAURRE, M. B. M. Distinguishing emphatic and Prosodic Word inital stresses: evidences from Brazilian Portuguese. In: Proceedings of the 4th International Symposium on Tonal Aspects of Languages, Nijmegen. 4th International Symposium on Tonal Aspects of Languages, 2014.

VIGÁRIO, M. On the prosodic status of stressless function words in European Portuguese. In: Studies on the phonological word. Current Issues in Linguistic Theory. Amsterdam/ Philadelphia, 1999.

VIGÁRIO, M. The Prosodic Word in European Portuguese. Berlin/New York: Mouton de Gruyter, 2003. (Tese de Doutorado. Lisboa: Universidade de Lisboa, 2001).

Downloads

Publicado

2017-12-04

Como Citar

TONELI, P. M. Revisitando a Palavra Prosódica no Português Brasileiro. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 59, n. 3, p. 519–535, 2017. DOI: 10.20396/cel.v59i3.8650986. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8650986. Acesso em: 17 jan. 2022.