Análise fonético-acústica de disfarces vocais com aplicações para a fonética forense

Autores

  • Renata Regina Passetti Universidade Estadual de Campinas
  • Plínio Almeida Barbosa Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/cel.v60i3.8651760

Palavras-chave:

Disfarce de voz. Imitação. Fonética forense.

Resumo

Esta pesquisa avaliou quais parâmetros acústicos foram modificados e quais permaneceram inalterados na fala de indivíduos durante a utilização de dois disfarces vocais: um envolvendo a utilização de um lápis posicionado atrás dos dentes incisivos e outro buscando imitar a fala do apresentador de televisão Sílvio Santos. O corpus foi composto por amostras de fala de três locutores do sexo masculino que leram a transcrição de um discurso deste apresentador em três situações: (1) utilizando seus padrões de fala habituais; (2) imitando o apresentador Sílvio Santos; e (3) utilizando um lápis na boca. Foram analisadas as frequências dos dois primeiros formantes; frequência fundamental, por meio dos descritores estatísticos mediana e valor de base; ênfase espectral; duração das vogais orais do português brasileiro e das pausas silenciosas; e a duração entre dois picos consecutivos da frequência fundamental. Os resultados mostram que os locutores conseguiram desviar da própria fala por meio de alterações na entonação, no esforço vocal, em alongamentos vocálicos e por alterações no tempo global do discurso. As alterações nas frequências formânticas resultaram na reconfiguração do espaço vocálico. Essas modificações estavam associadas ao desejo de alcançar o registro vocal do locutor-alvo, no caso da imitação, ou às restrições impostas pelo uso do lápis na boca. Não foram atestadas modificações significativas nos valores obtidos para a duração interpicos da frequência fundamental para nenhum dos locutores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renata Regina Passetti, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas, Brasil(2018). Professora Substituta da Universidade Federal de São Carlos, Brasil.

Plínio Almeida Barbosa, Universidade Estadual de Campinas

Prof. Dr. do Instituto de Estudos da Linguagem da Unicamp.

Referências

BARBOSA, P.; MADUREIRA, S. Manual de Fonética Acústica Experimental: aplicações a dados do português. São Paulo: Editora Cortez, 2015.

BOERSMA, P.; WEENINK, D. Praat: doing phonetics by computer (Versão 6.0.36). Disponível em: http://www.praat.org. Acesso em 2017.

Brasil. Ministério da Justiça, 2014. Departamento Penitenciário Nacional. Levantamento Nacional de Informações Penitenciárias. INFOPEN – Dezembro 2014.

COLE, J.; SHATTUCK-HUFNAGEL, S. The phonology and phonetics of perceived prosody: What do listeners imitate? In: Proceedings of the Interspeech 2011. Florence, Italy, 21-31 August, p. 969-972, 2011.

ERIKSSON, A. The disguised voice: imitating accents or speech styles and impersonating individuals. In: LLAMAS, C; WATT, D. (Orgs.) Language and Identities. Edinburgh: Edinburgh University Press, 2010. Cap.08, p. 86-96. 15

ERIKSSON, A.; WRETLING, P. How flexible is the human voice? – A case study of mimicry. In: Proceedings of the European Conference on Speech Technology, v.2, 1997.

FIGUEIREDO, R.; BRITTO, H. A report on the acoustic effects of one type of disguise. In: Forensics Linguistics 3 (1), 1996. P. 168-175.

KÜNZEL, H. J. Effects of voice disguise on speaking fundamental frequency. In the International Journal of Speech Language and the Law, v.7, n.2, p.150-179, 2000.

LINDH, J.; ERIKSSON, A. Robustness of Long Time Measures of Fundamental Frequency. In: Proceedings of the Interspeech 2007. Anwerp, Belgium, 27-31 August, p. 2025-2028, 2007.

LOBANOV, B. M. Classification of Russian vowels spoken by different listeners. In: Journal of Acoustical Society of America, v. 49, p. 606-608, 1971.

R DEVELOPMENT CORE TEAM, version 3.4.3. R: A language and environment for statistical computing. R Foundation for Statistical Computing, Vienna, Austria. ISBN 3-900051-07-0. Disponível em: http://www.Rproject.org. Acessado em 2017.

TRAUNMÜLLER, H.; ERIKSSON, A. “Acoustic effects of variation in vocal effort by men, women, and children”. Journal of the Acoustical Society of America, 107(6): 3438-3451, 2000.

Downloads

Publicado

2018-11-22

Como Citar

PASSETTI, R. R.; BARBOSA, P. A. Análise fonético-acústica de disfarces vocais com aplicações para a fonética forense. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 60, n. 3, p. 567–583, 2018. DOI: 10.20396/cel.v60i3.8651760. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8651760. Acesso em: 26 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos