Banner Portal
Estruturas causativas, reflexivas, recíprocas e anticausativas na língua Tenetehára-Guajajára (Família Tupí-Guaraní)
PDF

Palavras-chave

Tupí-Guaraní
(Anti)Causação
Anáforas

Como Citar

CASTRO, Ricardo Campos; CAMARGOS, Quesler Fagundes. Estruturas causativas, reflexivas, recíprocas e anticausativas na língua Tenetehára-Guajajára (Família Tupí-Guaraní). Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 60, n. 3, p. 669–690, 2018. DOI: 10.20396/cel.v60i3.8652079. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8652079. Acesso em: 23 jul. 2024.

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar uma análise das estruturas causativas, reflexivas, recíprocas e anticausativas na língua Tenetehára. Pretendemos demonstrar que esta língua apresenta dois morfemas causativos, a saber: (i) o morfema {mu-}, que causativiza verbos intransitivos, introduzindo uma causação direta, e (ii) o morfema {-kar}, cuja função é causativizar verbos transitivos, introduzindo uma causação indireta. Além disso, como será visto, as construções que vêm marcadas por meio do morfema {ze-} exibem propriedades de estruturas reflexivas, recíprocas e anticausativas. De forma sucinta, este morfema afixa-se apenas a verbos transitivos, diminuído sua valência. Adicionalmente, buscaremos analisar as propriedades morfossintáticas e semânticas da coocorrência do prefixo {ze-} com os morfemas causativos {mu-} e {-kar}. Finalmente, verificaremos como se dá o mecanismo de retomada anafórica, a ordem linear em que estes afixos ocorrem, e a semântica relacionada à dinâmica das forças perceptíveis no evento, que é sensível às derivações pertinentes.

https://doi.org/10.20396/cel.v60i3.8652079
PDF

Referências

ALEXIADOU, A.; ANAGNOSTOPOULOU, E.; FLORIAN, S. The properties of anticausatives crosslinguistically. In: FRASCARELLI, M. (Ed.). Phases of Interpretation. Berlin: Mouton de Gruyter, 2006. p. 187–211.

BENDOR-SAMUEL, D. Hierarchical structures in Guajajára. Oklahoma Norman: Summer Institute of Linguistics, 1972. 214 p.

BOUDIN, M. H. 1966. Dicionário de Tupi Moderno: dialeto tembé-ténêtéhar do alto rio Gurupi, vol. 1. São Paulo: Conselho Estadual de Artes e Ciências Humanas, 1966. 342 p.

CÂMARA JR, J. M. Estrutura da língua portuguesa. Petrópolis: Vozes, 1975. 126 p.

CAMARGOS, Q. F.; CASTRO, R. C. Paralelismo entre DP e CP a partir das nominalizações na língua Tenetehára. Revista da ANPOLL, v. 32, n. 2, p. 393-434, 2013.

CAMARGOS, Q. F.; CASTRO, R. C. Morfemas causativos nas línguas indígenas brasileiras. Revista Sociodialeto do Grupo de Pesquisa e Estudos Sociolinguísticos e Dialetológicos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (GPESD – UEMS), v. 5, ed. 15, p. 198-218, 2015.

CAMARGOS, Q. F. 2017a. Aplicativização, causativização e nominalização: uma análise unificada de estruturas argumentais em Tenetehára-Guajajára (Família Tupí-Guaraní). 2017a. 256 f. Tese de Doutorado (Doutorado em Linguística). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2017.

CAMARGOS, Q. F. 2013. Estruturas Causativas em Tenetehára: uma abordagem minimalista. 2013. 255 f. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Linguística). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2013.

CAMARGOS, Q. F. Exploring agreement displacement from the Internal to the External Argument in the Tenetehára language (Tupí-Guaraní family). Revista Diadorim, v. 19, n. especial, p. 252-268, 2017b.

CARVALHO, M. G. P. Sinais de morte ou vitalidade? Mudanças estruturais na língua Tembé: contribuição ao estudo dos efeitos de contato linguístico na Amazônia Oriental. 2001. 120 f. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Linguística). Belém: Universidade Federal do Pará, 2001.

CASTRO, R. C. 2007. Interface morfologia e sintaxe em Tenetehára. 2007. 90 f. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Linguística). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2007.

CASTRO, R. C. Morfossintaxe Tenetehára (Tupí-Guaraní). 2017. 205 f. Tese de Doutorado (Doutorado em Linguística). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2017.

CENNAMO, M. The loss of the voice dimension between late Latin and early Romance. In: SCHMID, M. et al. (Eds.). Historical Linguistics. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 1998. p. 77-100.

CENNAMO, M. The Reanalysis of Reflexives: a Diachronic Perspective. Naples: Liguori, 1993.

CHOMSKY, N. The Minimalist Program. Cambridge: MIT Press, 1995.

COMRIE, B. Language universals and linguistic typology: syntax and morphology. Chicago: University of Chicago Press, 1981.

DUARTE, F. B.; CASTRO, R. C. Inergatividade, estrutura causativa e incorporação nominal em Tenetehára. In: CABRAL, S. A. C.; RODRIGUES, A. D.; DUARTE, F. B. (Orgs.). Línguas e Culturas Tupí. Campinas: Curt Nimuendajú, 2010. p. 43-62.

DUARTE, F. B. Análise gramatical das orações da Língua Tembé. 1997. 95 f. Dissertação de Mestrado (Mestrado em Linguística). Brasília: Universidade de Brasília, 1997.

DUARTE, F. B. Estudos de morfossintaxe Tenetehára. Belo Horizonte: Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, 2007.

DUARTE, F. B. Manifestação de traços de tempo em D/NPS na língua Tenetehára. Revista de Estudos Linguísticos do Grupo de Estudos Linguísticos do Estado de São Paulo, v. 35, 2005. p. 773-881.

DUARTE, F. B. Ordem dos constituintes e movimento em Tembé: minimalismo e anti-simetria. 2003. 203 f. Tese de Doutorado (Doutorado em Linguística). Belo Horizonte: Universidade Federal de Minas Gerais, 2003.

DUARTE, F. B. The Split-S System and the source of the absolutive Case in Tenetehára. Revista LinguíStica, Rio de Janeiro, v. 13, n. 2, p. 317-367, 2017.

FOLLI, R. Constructing telicity in English and Italian. Unpublished doctoral dissertation, University of Oxford, 2002.

GENIUS̆IENĖ, E. The typology of reflexives. Berlin/New York/Amasterdam: Mouton de Gruyter, 1987.

HARRISON, C. The interplay of causative and desiderative in Guajajara. Revista dos Cursos de Pós-Graduação em Letras, Belém, n. 4, 1995.

HASPELMATH, M. More on the typology of inchoative/causative verb alternations. In: COMRIE, B.; POLINSKY, M. (Eds.). Causatives and transitivity. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 1993. p 87-120.

HASPELMATH, M. The grammatilization of passive morphology. Studies in Language, v. 14, n. 1, 1990, p. 25-71.

HASPELMATH, M. Transitivity alternations of the anticausative type. Arbeitspapiere des Instituts für Sprachwissenschaft., Cologne, n. 4, 1987.

KEMMER, S. The Middle Voice. Typological Studies in Language, v. 23. Amsterdam/ Philadelphia: John Benjamins Publishing, 1993.

KOONTZ-GARBODEN, A. Anticausativization. Natural Language and Linguistic Theory, n. 27, p. 77-138, 2009.

KOONTZ-GARBODEN, A. Aspectual coercion and the typology of change of state predicates. Journal of Linguistics, n. 43, p. 115-152, 2007.

LEITE, Y. As construções causativas em Tapirapé. Revista Latinoamericana de Estudios Etnolingüísticos, n. 3, p. 73-86, 1994.

LEMOS BARBOSA, A. Curso de Tupi Antigo: Gramática, Exercícios, Textos. Rio de Janeiro: Livraria São José, 1956.

LEVIN, B. English Verb Class and Alternations: A Preliminary Investigation. Chicago: University of Chicago Press, 1993.

MEL’CUK, I. A. Cours de morphologie generale, Vol. 1. Montreal: Les Presses de l'Universite de Montreal, 1993.

MICHAELIS, L. Aspectual Grammar and Past-Time Reference. London: Routledge, 1998.

NEDJALKOV, V. P.; SILNICKIJ, G. The Typology of Morphological and Lexical Causatives. In: KIEFER, F. Trends in Soviet Theoretical Linguistics. Doordrecht: Reidel, 1973. p. 1-32.

RODRIGUES, A. D. Morfologia do Verbo Tupi. Revista Letras, v. 1, p. 121-152, 1953.

SCHÄFER F. The Syntax of (Anti-)Causatives. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 2008.

SEKI, L. Gramática do Kamaiurá: Língua Tupí-Guarani do Alto Xingu. Campinas: Editora da UNICAMP, 2000.

SHIBATANI, M. Passives and related constructions: a prototype analysis. Language, v. 61, n. 4, p. 821-848, 1985.

SIEWIERKA, A. The Passive: A Comparative Linguistic Analysis. London: Croom Helm, 1984.

SILVA, T. F. História da língua Tenetehára: contribuições aos estudos histórico-comparativos sobre a diversificação da família Tupí-Guaraní do tronco Tupí. 2010. 1145 f. Tese de Doutorado (Doutorado em Linguística). Brasília: Universidade de Brasília, 2010.

SMITH, C. Jesperson’s ‘move and change’ class and causative verbs in English. In: ALI JAZAYERY, M. et al. (Eds.). Linguistic and Literary Studies in Honor of Archibald A. Hill, Vol. 2. Amsterdam: John Benjamins Publishing, 1970. p. 101-109.

WHALEY, L. Introduction to typology: the unity and diversity of language. London: Sage, 1977.

ZRIBI-HERTZ, A. L’Ergativité réflexive en français moderne, In: Le français moderne, v. 55, p. 23-54, 1987.

O periódico Cadernos de Estudos Linguísticos utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.