Estrutura sintática e morfofonológica da posse na língua Aweti

Palavras-chave: Alomorfia, Prefixos, Aweti.

Resumo

Este artigo investiga fenômenos de alternância morfofonológica na realização dos morfemas prefixais possessivos da língua Aweti, língua da família Tupi falada no estado do Mato Grosso, Brasil. Inicialmente, é feita uma descrição do sistema pronominal possessivo a partir da qual, como resultados, são apresentadas uma proposta para a estrutura sintática para o DP possessivo e uma proposta de análise morfofonológica para a alomorfia prefixal e seus condicionamentos fonológicos e semânticos/extra-linguísticos com base no modelo teórico gerativo da Morfologia Distribuída. A investigação sintática do DP perpassa a discussão sobre os tipos de posse presentes na língua, alienável e inalienável, e as melhores propostas de representação a partir da literatura geral sobre o tema. O artigo propõe que os dois tipos de posse, alienável e inalienável, no Aweti sejam representadas por dois tipos de estruturas sintáticas. A investigação morfofonológica sugere uma diminuição na quantidade de alomorfes geralmente propostos para os prefixos possessivos e a inserção de regras de reajuste fonológico. Além disso, sugere-se que a informação sobre o gênero do falante é gramaticalmente codificada na língua, dada sua relevância para a inserção de vocabulário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gustavo Silva, Universidade Federal de São Paulo

Departamento de Letras da Universidade Federal de São Paulo. Área de estudos da linguagem.

           
Indaiá Bassani, Universidade Federal de São Paulo

Doutorado em Linguística pela Universidade de São Paulo, Brasil(2013).

     



Referências

AGUIAR, A. G. G.; LIMA-SALLES, H. M. Prefixos relacionais R2 e R4 em construções genitivas e atributivas em línguas Tupí-Guaraní. Goiânia, Revista Signótica, p. 331-352, 2014.

ALEXIADOU, A. Possessors and (in)definiteness. Lingua, vol. 115, p. 787-819, 2005.

ALEXIADOU, A. Some notes on the structure of alienable and inalienable possessor. In: Coene, M.; Hulst, Y (Eds). From NP to DP: The expression of possession in noun phrases, Editora John Benjamins, Amsterdã, 2003.

ALEXIADOU, A. WILDER, C. Possessors, Predicates and Movement in the Determiner Phrase. Amsterdã, Editora John Benjamins, 1998.

BORELLA, C. Aspectos morfossintáticos da língua Aweti (Tupi). Dissertação (mestrado em Linguística) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

CABRAL, A. S. A. C. Prefixos relacionais no asuriní do Tocantins. Belém, Moara - Revista dos cursos de pós-graduação em Letras da UFPA, n. 8. p. 7-14. 1997.

DEN DIKKEN, M. Particles: On the Syntax of Verb Particle, Triadic, and Causative Constructions. Oxford Studies in Comparative Syntax, New York, Oxford University Press. 1995.

DEN DIKKEN, M. Relators and linkers: the syntax of prediction, predicate inversion, and copulas. Cambridge, MIT Press. 2006.

ESPAÑOL-ECHEVARRIA, M. Inalienable possession in copulative contexts and the DP structure. Lingua, 101 (3–4), p. 211–244. 1997.

HARLEY, H. NOYER, R. Distributed Morphology. Glot International, volume 4. Leiden: State-of-the-article, p. 3-9, 1999.

LARSON, R.; CHO, S. Temporal adjectives and the structure of possessive DPs. In: BIRD, S. CARNIE, A. HAUGEN, J. D. (orgs) Proceedings of the Eighteenth West Coast Conference on Formal Linguistics. Sommerville, Cascadilla Press, p. 299-311. 2000.

MEIRA, S. Stative verbs vs. nouns in Sateré-Mawé and the Tupian Family. In: Rowicka, G.; Carlin, E. (eds.). What’s in a verb? Studies in the verbal morphology of the languages of the Americas. Utrecht, the netherlands, Lot., p. 184-214. 2006.

MEIRA, S.; DRUDE, S. Sobre a origem histórica dos “prefixos relacionais” das línguas tupi-Guarani. Cadernos de Etnolingüística, v. 5, n. 1, p. 1-31, 2013.

MEIRA, S.; DRUDE, S. A summary reconstruction of Proto-MAweti-Guarani segmental Phonology. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, v. 10, n. 2, p. 275-296, 2015.

MINUSSI, R. D.; NÓBREGA, V. A interface sintaxe-pragmática na formação de palavras: avaliando os pontos de acesso da Enciclopédia na arquitetura da gramática. Veredas (UFJF), v.18, n. 1,p. 161-184, 2014.

MONSERRAT, R. M. F. Prefixos pessoais em Aweti. Boletim do Museu Nacional Lingüística III, p. 15-28, 1976.

RODRIGUES, A. D.; CABRAL, Ana S. A. C. (Org.). Novos estudos sobre línguas indígenas. 1. ed. Brasília, Editora Universidade de Brasília, 2005.

RODRIGUES, A. D. Argumento e predicado em Tupinambá. Boletim da Associação Brasileira de Linguística. Maceió, v. 19, p. 6-18. 1996.

Publicado
2020-01-08
Como Citar
Silva, G., & Bassani, I. (2020). Estrutura sintática e morfofonológica da posse na língua Aweti. Cadernos De Estudos Lingüísticos, 61, 1-19. https://doi.org/10.20396/cel.v61i0.8654864