Banner Portal
Uma prévia do futuro do que nos acostumamos a chamar de (a) linguagem
PDF (English)

Palavras-chave

Futoro de lingua(gem)
‘God’s truth’ vs ‘Hocus pocus”
“Coisificação’ de referentes
Geopolíticas em transição

Como Citar

RAJAGOPALAN, K. Uma prévia do futuro do que nos acostumamos a chamar de (a) linguagem. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 65, n. 00, p. e023011, 2023. DOI: 10.20396/cel.v65i00.8673458. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8673458. Acesso em: 24 fev. 2024.

Resumo

Neste texto, pretendo deixar correr solta a minha imaginação a fim de tecer algumas ponderações sobre o que o futuro nos resguarda no que diz respeito à(s) língua(s). Assumo essa tarefa confessadamente arriscada com base em palpites razoavelmente bem-fundamentados e pistas bastante confiáveis sobre o que de fato transcorre no mundo real. Começando com a premissa de que o que chamamos de língua e de línguas não passa de reflexos semióticos e seus subprodutos de dadas configurações geopolíticas, pleiteio que o cenário geopolítico de alta rotação e de transformações radicais em curso na forma como o mundo se encontra configurado e sendo reconfigurado constantemente devem nos fornecer motivo de pausa para pensar e voltar ao tabuleiro no intuito de repensar os rumos. Deve nos propiciar uma ideia do que nos espera em frente, num futuro não tão-distante. Esses voos especulativos de imaginação têm, como pretendo arguir, a capacidade de liberar as nossas mentes e prepará-las para lidar com as mudanças drásticas, muitas das quais ainda muito além dos nossos mais estapafúrdios sonhos que sinto estarem no virar da esquina em termos de linguagem.

https://doi.org/10.20396/cel.v65i00.8673458
PDF (English)

Referências

BORGHI, Anna M. (2020). A Future of Words: Language and the Challenge of Abstract Concepts. Journal of Cognition. 3. 1. 42. p. 1–18.

DAVIDSON, David. A nice derangement of epitaphs. In: LePore, Ernest ed. Truth and Interpretation. Perspectives on the philosophy of Donald Davidson. Oxford: Basil Blackwell. p. 433-446. 1986.

DUMMET, MICHAEL. A nice derangement of epitaphs: some comments on Davidson and Hacking. In: LePore, Ernest ed. Truth and Interpretation. Perspectives on the philosophy of Donald Davidson. Oxford: Basil Blackwell. p. 459-476. 1986.

GRADDOL, David. (1997). The Future of English? London: The British Council.

GRAY Russell D. , ATKINSON Quentin D. , and GREENHILL Simon J. Language evolution and human history: what a difference a date makes. Philosophical Transactions of the Royal Society. 366 (1567). P. 1090-1100. 2011.

KHOKHLOVA, Natalia. Understanding abstract nouns in linguistic disciplines. Procedia – Social and Behavioral Sciences. 136, p. 8-11, 2014.

LAMB, Sydney. (2004 [1986]). Language and Reality. (Edited by Jonathan Webster). London and New York: Continuum.

MULDER, Jan W. F. How Real Are Linguistic Entities? La Linguistique, 29, 2, p. 141–67. 1993.

PAVEY, Louisa; CHRUCHILL, Susan and SPARKS, Paul. Proscriptive injunctions can elicit greater reactance and lower legitimacy perceptions than prescriptive injunctions. Personality and Social Psychology Bulletin. 48,5, p. 676–689. 2022 May.

RAJAGOPALAN, Kanavillil. The language issue in the 21st century and the centuries ahead: an exercise in crystal-ball gazing. D.E.L.T.A. 35.1. 2019.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Cadernos de Estudos Linguísticos

Downloads

Não há dados estatísticos.