Banner Portal
Investigação e Emancipação: “Um Sol Amarelo”
PDF

Palavras-chave

Emancipação

Como Citar

RIBAS, Jéssica Luíza de Sousa; ROJO, Sara. Investigação e Emancipação: “Um Sol Amarelo”. Conceição/Conception, Campinas, SP, v. 3, n. 1, p. 16–27, 2014. DOI: 10.20396/conce.v3i1.8647690. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conce/article/view/8647690. Acesso em: 14 abr. 2024.

Resumo

Resultado de um continente que sofreu com incessantes abusos ao longo de sua história, a América Latina, explorada e molestada pelo poder político, econômico, social, militar e ideológico, é, principalmente, reconhecida por suas constantes lutas. Desde os primórdios, na conquista inicial do território, os povos indígenas resistiram diante do controle e da força bruta dos colonizadores, travando duras batalhas para defender o seu espaço e não ter sua autonomia roubada. Injustiças como estas não cessaram com o passar dos anos. Seja por tirania ou até mesmo preconceito minorias foram e permanecem sendo violentadas direta e indiretamente. Povos ainda segregados por sua raça, classe, etnia, nacionalidade, sexo ou orientação sexual. Mas que, apesar disso, mantém também sua configuração inicial de ajuntamento a fim de constituir proteção e uma barreira frente às opressões.
https://doi.org/10.20396/conce.v3i1.8647690
PDF

Referências

ADVERSE, Helton. Maquiavel. In AVRITZER, Leonardo (org.). Corrupção: ensaios e críticas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012, 2a ed, p.31.

ASSMANN, Aleida. Espaços da recordação: formas e transformações da memória cultural. Campinas: Ed. UNICAMP, 2011.

AVELAR, Idelber. Alegorias da derrota: a ficção pós-ditatorial e o trabalho do luto na América Latina. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

AVELAR, Idelber. Entrevista: A narrativa rendida, conversa com Idelber Avelar. 2012. http://primeirafonte.blogspot.com.br/2012/02/narrativa-rendida-conversa-com-idelber.html Acesso em 17/01/2014 às 13h15.

BRIE, César. Em um sol amarelo. Trad. Consuelo Maldonado e Patrícia Leonardeli. Salvador: EDUFBA, 2010.

COSTA, Maria Iranilde Almeida. Histórias dentro da história: estudo das alegorias em Noturno do Chile, de Roberto Bolaño. Revista Garrafa 27, 2012. http://www.letras.ufrj.br/ciencialit/garrafa/garrafa27/mariairanilde_historias.pdf Acesso em 06/jan/2014 às 10h28.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. Trad. Paulo Neves. São Paulo: Ed. 34, 1998.

DIDI-HUBERMAN, Georges. Sobrevivência dos vaga-lumes. Trad. Vera Casa Nova e Márcia Arbex. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2011.

GIORDANO, D.F. Breve Ensaio sobre o conceito de Teatro Documentário. Performatus, v.1, p.performatus.net. 2013. ISSN 2316-8102.

MAQUIAVEL, Nicolau. Comentários sobre a primeira década de Tito Lívio. Trad. Sérgio Bath. Brasília, Editora UnB, 1994, 3a ed, p.387.

PATRIOTA, Rosangela. Teatro brasileiro. In AVRITZER, Leonardo (org.). Corrupção: ensaios e críticas. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012, 2a ed, p.242

ROJO, Sara. Crítica latino-americana de teatro e cinema: imagens. In ROJO, Grínor; ROJO, Sara; RAVETTI, Graciela. Para uma crítica política da literatura: três perspectivas latino-americanas. Belo Horizonte: Nandyala, 2012. p. 93

ROJO, Sara. Teatro e pulsão anárquica: estudos teatrais no Brasil, Chile e Argentina. Belo Horizonte: Nandyala, 2011. p.25 - 52.

TAYLOR, Diana. O arquivo e o repertório: performance e memória cultural nas Américas. Trad. Eliana Lourenço de Lima Reis. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2013.

VIEIRA, Elise. História oral e autobiografia no Teatro Documentário. Belo Horizonte: Dissertação de Pós Graduação em Artes, UFMG, 2013.

Licença Creative Commons
A Conceição/Conception utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto. A revista permite que o autor retenha os direitos de publicação sem restrições.

Downloads

Não há dados estatísticos.