Movimentos de uma performer-pesquisadora amazônida entre risos ameríndios

Andréa Bentes Flores

Resumo


Neste artigo, cartografo aproximações teóricas e poéticas que atravessam a experiência de meu mapa performativo sobre epistemologias do riso ameríndio na Amazônia. Eu o desenvolvo em três atos de escrita, que perpassam as geografias outras criadas por meu mapa encorporado, a noção de Riso Makunaima e seu caráter grotesco, trapaceiro e obsceno entre comicidades ameríndias, além dos devires da performer em cena, em instabilidade ontológica.


Palavras-chave


Mapa. Riso Makunaima. Amazônia. Ameríndios.

Texto completo:

PORTUGUÊS ENGLISH (English)

Referências


ALBUQUERQUE, Maria Betânia Barbosa. ABC do Santo Daime. Belém: EDUEPA, 2007. 96p. ISBN 978-85-88375-18-5

ANDRADE, Mário de. Macunaíma, o herói sem nenhum caráter. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2012.

BARCELLOS, Larisse; LAMBERT, Cleber. Entrevista com Eduardo Viveiros de Castro. Revista Primeiros Estudos, São Paulo, n. 2, p. 251-267, mai. 2012. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/primeirosestudos/article/view/45954. Acesso em: 20 mar. 2017.

BARCELOS NETO, Aristóteles. Apapaatai: rituais de máscaras no Alto Xingu. São Paulo: Edusp/ Fapesp, 2008. 336p. ISBN 978-85-314-1066-6

CABRAL, Cleber Araújo; ROCHA, João. Desocidentar-se: aberturas e caminhos para o outro, entrevista com Maria Inês de Almeida. Em Tese, Rio de Janeiro, v.19, n.3, p.178-180, set./dez. 2013. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/emtese/article/viewFile/5500/4913. Acesso em: 20 mar. 2017.

CARVALHO, Fábio Almeida de. Makunaima/Makunaíma, antes de Macunaíma. Revista Crioula, São Paulo, n.5, s/p., mai. 2009. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/crioula/article/view/54943. Acesso em: 18 mar. 2017.

CESARINO, Pedro de Niemeyer. Oniska: poética do xamanismo na Amazônia. São Paulo: Perspectiva: Fapesp, 2011. 423p. ISBN 978-85-273-0906-6

COELHO. José Rondinelle Lima. Cosmologia Tenetehara Tembé: (re)pensando narrativas, ritos e alteridade no Alto Rio Guamá – PA. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) – Museu Amazônico, Universidade Federal do Amazonas, Manaus, 2014.

DELEUZE, Gilles. O que é a filosofia?. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992. 279p. ISBN 85-85490-02-0

DELEUZE, Giles; GUATTARI, Félix. 28 de novembro de 1947- Como criar para si um corpo sem órgãos. In: DELEUZE, Giles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol.3. São Paulo: Ed. 54, 1996. p.9-29. 107p. ISBN 85-7326-017-3

DELEUZE, Giles; GUATTARI, Félix. Devir-intenso, devir-animal, devir-imperceptível. In: DELEUZE, Giles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol.4. São Paulo: Ed. 54, 1997. p.8-99. 176p. ISBN 85-7326-050-5

FARIA, Daniel. Makunaima e Macunaíma: entre a natureza e a história. Revista Brasileira de História. São Paulo, v. 26, n. 51, p. 263-280, jan./jun. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0102-01882006000100013&script=sci_arttext. Acesso em: 18 mar. 2017.

FAUSTO, Carlos. Inimigos fiéis: história, guerra e xamanismo na Amazônia. São Paulo: Edusp, 2014. 592p. ISBN 978-85-314-0574-7

FÉRAL, Josette. Por uma poética da performatividade: o teatro performativo. In: FÉRAL, Josette. Além dos limites: teoria e prática do teatro. São Paulo: Perspectiva, 2015. p.113-131. 424p. ISBN 973-85-2731027-7

FERREIRA, Jerusa Pires. Prefácio: desocidentar/desorientar. In: ALMEIDA, Maria Inês de. Desocidentada: experiência literária em terra indígena. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009. p.13-15. 147p. ISBN 978-85-7041-756-5

FLORES, Andréa Bentes. Palhaçaria feminina na Amazônia brasileira: uma cartografia das subversões poéticas e cômicas. 2014. Dissertação (Mestrado em Artes) – Instituto de Ciências da Arte, Universidade Federal do Pará, Belém, 2014.

KOPENAWA, Davi; ALBERT, Bruce. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Cia. Das Letras, 2015. 729p. ISBN 978-85-359-2620-0

LAGROU, Els. A fluidez da forma: arte, alteridade e agência em uma sociedade amazônica (Kaxinawa, Acre). Rio de Janeiro: Topbooks, 2007. 565p. ISBN 85-7475-130-8

LAGROU, Els. O riso grotesco e o riso festivo: narrativas e performances kaxinawa. In: CAVALCANTI, Maria Laura Viveiros de Castro; GONÇALVES, José Reginaldo Santos. (Orgs.). As festas e os dias: ritos e sociabilidades festivas. Rio de Janeiro: Contra Capa, 2009. p.169-196. 272p. ISBN 978-85-7740-012-6

MARQUEZ, Renata Moreira. Geografias portáteis: arte e conhecimento espacial. 2009. Tese (doutorado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

MEDEIROS, Sérgio (Org.). Makunaíma e Jurupari: cosmogonias ameríndias. São Paulo: Perspectiva, 2002. 413p. ISBN: 85-2733-0301-9

MENCARELLI, Fernando Antonio. Mapas e Caminhos: práticas corpóreas e transculturalidade. Revista Brasileira de Estudos da Presença, Porto Alegre, v. 3, n. 1, p. 132-143, jan./abr. 2013. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/presenca. Acesso em: 20 mar. 2017.

OVERING, Joanna. The efficacy of laughter: the ludic side of magic within amazonian sociality. In: OVERING, Joanna; PASSES, Alan (Orgs.). The anthropology of love and anger: the aesthetics of conviviality in native Amazonia. Londres: Routledge, 2000. p. 64-81. 305p. ISBN 978-0-415-22418-5

RANGEL, Sonia. O olho desarmado. Salvador: Solisluna, 2009. 132p. ISBN: 978-85-89059-17-6

RANGEL, Sonia. Trajeto criativo. Lauro de Freitas: Solisluna, 2015. 79p. ISBN: 978-85-89059-70-1

RESENDE, Catarina. A escrita de um corpo sem órgãos. Fractal Revista de Psicologia, Niterói, v.20, n.1, p.65-76, jan./jun. 2008. Disponível em: < http://www.uff.br/periodicoshumanas/index.php/Fractal/article/view/26>. Acesso em: 20 mar. 2017.

ROTHENBERG, Jerome. Etnopoesia no milênio. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2006. 254p. ISBN 85-88338-51-3

SÁ, Lúcia. Tricksters e mentirosos que abalaram a literatura nacional: as narrativas de Akúli e Mayuluaípu. In: MEDEIROS, Sérgio (Org.). Makunaíma e Jurupari: cosmogonias ameríndias. São Paulo: Perspectiva, 2002. p.245-259. 413p. ISBN: 85-2733-0301-9

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Metafísicas canibais: elementos para uma antropologia pós-estrutural. São Paulo: Cosac Naify, 2015. 288p. ISBN 978-85-405-0930-6

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Os pronomes cosmológicos e o perspectivismo ameríndio. Mana, Rio de Janeiro, v.2, n.2, p.115-144, out. 1996. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-93131996000200005&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 10 mar. 2017.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. O medo dos outros. Revista de Antropologia. São Paulo, v. 54, n. 2, p.885-917, 2011. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/ra/article/view/39650. Acesso em: 10 mar. 2017.




DOI: https://doi.org/10.20396/conce.v6i2.8648552

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Conceição/Conception

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons