Infância e cena contemporânea

os direitos das crianças no contexto da arte e da cultura

Palavras-chave: Cena contemporânea, Infância, Direitos da criança.

Resumo

Este artigo propõe uma reflexão sobre os direitos da criança no contexto da experimentação artística. O trabalho discute questões estéticas, éticas e políticas acerca da participação de crianças na cena contemporânea por meio da análise de performances e espetáculos que colocam em xeque concepções conservadoras de infância que, principalmente nos últimos dois anos, vem respaldando condutas de censura e ataques à artistas e obras no Brasil e no mundo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Melissa da Silva Ferreira, Universidade Estadual de Campinas

Pós-doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Artes da Cena da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

Referências

ABRAMOWICZ, Anete. Estudos sobre a criança e a infância: nas fronteiras entre a Sociologia e a Educação. In: OLIVEIRA, Fabiana Luci de; RODRIGUES, Tatiana Consentino (Orgs.). Conversas metodológicas. UFSCar, 2016. Disponível em: http://www.neab.ufscar.br/?page_id=5744. Acesso em: 14 ago. 2019.

BOENISCH, Von Peter M. Other people live: rimini protokoll and their ‘Theatre of Experts’. Contemporary Theatre Review, v. 18, n. 1, p. 80–113, 2008.

BRASIL. Artigo 227. Constituição Federal de 1988. Promulgada em 5 de outubro de 1988. Disponível em: https://www.senado.leg.br/atividade/const/con1988/con1988_06.06.2017/art_227_.asp. Acesso em: 14 ago. 2019.

BROOK, Peter. A porta aberta: reflexões sobre a interpretação e o teatro. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2000.

BRUM, Eliane. A invenção da infância sem corpo. In: El País Brasil, mai. 2018. Disponível em: https://brasil.elpais.com/brasil/2018/03/12/opinion/1520873905_571940.html. Acesso em: 29 jul. 2019.

CAPRON, Stéphane. Romeo Castellucci censuré au Mans: le Préfet fait supprimer une scène du Concept du visage du fils de Dieu. Sceneweb.fr, 13 abr. 2018. Disponível em: https://sceneweb.fr/romeo-castellucci-censure-au-mans-le-prefet-fait-supprimer-une-scene-du-concept-du-visage-du-fils-de-dieu/. Acesso em: 14 ago. 2019.

CROYDEN, Margaret. Conversations with Peter Brook, 1970-2000. Nova York: Theatre Communication Group, 2009.

DASTÈ, Catherine. Una actriz em la clase. In: El niño, el teatro y la escuela. Traducción: Carmen Hierro. Madrid: Editorial Villalar, 1978.

FERREIRA, Melissa da Silva. Isto não é um ator: o teatro da Socìetas Raffaello Sanzio. São Paulo: Perspectiva, 2016.

FISCHER-LICHTE, Erika. The transformative power of performance. London and New York: Routledge, 2008.

LAFRANCE, Maude B. Quand le réel entre en scène: la figure de l’enfant chez Castellucci. In: Jeu Revue du Théâtre. Montreal, n.142, p.90-97, 2012.

LE MANS La SACD dénonce la «censure» d'une pièce de Romeo Castellucci. Le Maine Libre, 2018. Disponível em: http://www.lemainelibre.fr/actualite/le-mans-la-sacd-denonce-la-censure-dune-piece-de-romeo-castellucci-18-04-2018-217674. Acesso em: 14 ago. 2019.

MUSEU DE ARTE DO RIO. O nome do medo. Rio de Janeiro, Museu de Arte do Rio, 2017. Disponível em: https://www.museudeartedorio.org.br/sites/default/files/releaseonomedomedo_final.docx_.pdf. Acesso em: 14 ago. 2019.

TONEZZI, José. A cena contaminada – um teatro das disfunções. São Paulo: Perspectiva, 2011.

Publicado
2019-08-28
Como Citar
Ferreira, M. da S. (2019). Infância e cena contemporânea. Conceição|Conception, 8(1), 42-54. https://doi.org/10.20396/conce.v8i1.8654771
Seção
Artigos Temáticos