Dobrar a morte, despossuir a violência

corpo, performance, necropolítica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v9i00.8661341

Palavras-chave:

Performance, Necropolítica, Racismo

Resumo

O objetivo deste artigo é indagar como a performance, não apenas responde e ilustra condições necropolíticas, mas pode ativar narrativas silenciadas e espectros de mundos que pareciam inadmissíveis. Para tanto, contextualizamos o debate proposto por Achille Mbembe, em diálogo com autoras como Judith Butler e Denise Ferreira da Silva; e, em seguida, analisamos a videoperformance Aiku’è (R-existo), de Zahy Guajajara e a performance coreográfica “Gente de Lá”, criada por Wellington Gadelha.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pablo Assumpção Barros Costa, Universidade Federal do Ceará

Doutor em Estudos da Performance pela New York University. Professor Adjunto dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Dança do Instituto de Cultura e Arte da Universidade Federal do Ceará. 

Christine Greiner, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Professora livre-docente em Comunicação e Artes pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. 

Referências

BUTLER, Judith. Vida precária: os poderes do luto e da violência. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2019.

BUTLER, Judith. Quadros de guerra: quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2015.

BUTLER, Judith; ATHANASIOU, Athena. Dispossession: The Performative in the Political. Queensland, Australia: Polity Books, 2013.

BUTLER, Judith; GAMBETTI, Zeynep; SABSAY, Leticia (Orgs.). Vulnerability in Resistance. Durham, NC.: Duke University Press, 2016.

BUTLER, Judith; SPIVAK, Gayatri Chakravorty. Quem Canta o Estado-Nação?: Língua, Política, Pertencimento. Brasília: Editora UnB, 2018.

FERREIRA da SILVA, Denise. A Dívida Impagável. São Paulo: Oficina de Imaginação Política/Living Commons/A Casa do Povo, 2019a.

FERREIRA da SILVA, Denise. Em estado bruto. Revista ARS, São Paulo, v. 17, n. 36, 2019b. Disponível em: < http://www.revistas.usp.br/ars/article/view/158811. Acesso em: 19 set. 2020.

FERREIRA da SILVA, Denise. Ninguém: Direito, Racilidade e Violência. Revista Meritum, Belo Horizonte, v. 9, n. 1, 2014. Disponível em: < http://www.fumec.br/revistas/meritum/article/view/2492. Acesso em: 19 set. 2020.

FERREIRA da SILVA, Denise. Toward a Global Idea of Race. Minneapolis: University of Minnesota Press, 2007.

LEPECKI, André. Exaurir a Dança: performance e a política do movimento. São Paulo: Annablume, 2017.

MCMILLAN, Uri. Introduction: skin, surface, sensorium. Women & Performance: a journal of feminist theory, Nova Iorque, v. 28, n. 1, 2018. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/0740770X.2018.1427351. Acesso em: 19 set. 2020.

MBEMBE, Achille. Crítica da Razão Negra. Lisboa: Antígona, 2014.

MBEMBE, Achille. Necropolítica. São Paulo: N-1 Edições, 2018.

MIZRAHI, Mylene. A estética funk carioca: criação e conectividade em Mr. Catra. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2014.

NASCIMENTO, Abdias. O Genocídio do negro brasileiro: Processo de um Racismo Mascarado. São Paulo: Perspectiva, 2016.

NOVAES, Dennis; PALOMBINI, Carlos. O labirinto e o caos: narrativas proibidas e sobrevivências num subgênero do funk carioca. In: LOPES, A. C.; FACINA, A.; SILVA, D. N. Nó em Pingo D’água: Sobrevivência, Cultura e Linguagem. Rio de Janeiro: Mórula, 2019.

RIBEIRO, Felipe. Terrorismo Erótico na pós-colônia In: OLIVEIRA JUNIOR, A. W. O corpo implicado. Fortaleza: Expressão Gráfica e Editora, 2011.

SIMAS, Luiz Antonio. Os Ibejis e a Morte. O Globo, Rio de Janeiro, 11 set. 2018. Disponível em: https://oglobo.globo.com/rio/os-ibejis-a-morte-23057103. Acesso em: 16 set. 2020.

SIMAS, Luiz Antonio; RUFINO, Luiz. A Ciência Encantada das Macumbas. Rio de Janeiro: Mórula, 2018.

TAUSSIG, Michael. Xamanismo, Colonialismo e o Homem Selvagem: um estudo sobre o terror e a cura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2007.

TAUSSIG, Michael. O diabo e o fetichismo da mercadoria na América do Sul. São Paulo: Editora Unesp, 2010.

Publicado

2020-11-20

Como Citar

COSTA, P. A. B.; GREINER, C. Dobrar a morte, despossuir a violência: corpo, performance, necropolítica. Conceição/Conception, Campinas, SP, v. 9, n. 00, p. e020008, 2020. DOI: 10.20396/conce.v9i00.8661341. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conce/article/view/8661341. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos Temáticos