Gênero e performance no Sul da Índia

o feminino ambivalente: da força da deusa a negação da mulher

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v10i00.8665552

Palavras-chave:

Gênero, Performance, Teatro Indiano

Resumo

Este texto se propõe a discutir a problemática de gênero dentro das performances tradicionais do sul da Índia, partindo do culto das Ammans e as complexas ações ritualísticas que envolvem “manter sobre controle” as energias eruptivas dessas divindades, o que inclui diversas modalidades de performance dramática. O que se vê é um conjunto ambíguo de sinalizações que oscilam entre a exaltação desse poder feminino mítico e a supressão de sua existência no plano social e político. O ponto de partida para encaminhar essa reflexão é compreender como essa ambiguidade se reflete nas performances tradicionais, partindo da tradição Devadasi, passando pela tradição dos homens que interpretam papéis femininos, a inclusão de mulheres trans nesse contexto e, finalmente, discutindo o papel das mulheres cis nesse teatro e a importância das comunidades teatrais como espaços de resistência.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Irani Cippiciani, Pesquisadora independente

Atriz, dançarina e professora graduada em Educação Artística com Habilitação e Artes Cênicas pela ECA/USP. Doutora em Artes da Cena pelo Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas. 

Referências

CHELLAPERUMAL, A. Folk performing tradition in Tamil Nadu with reference to Therukkoothu in Dravidian Folk and Tribal Lore, B. Ramakrishna Reddy (ed.), Chittor: Dravidian University, 2001.

CIPPICIANI, I. Theru-K-Koothu: um olhar sobre as culturas teatrais do sul da Índia. Tese (Doutorado em Artes da Cena), Universidade Estadual de Campinas, São Paulo, 2020.

CIPPICIANI, I. Theru-K- Koothu e o mundo desencantado: Caminhos e descaminhos de uma tradição ritual. Urdimento, Florianópolis, v. 1, n. 40, mar./abr. 2021.

DE BRUIN, H. M. Kattaikkuttu: the flexibility of a South Indian theatre tradition. Netherlands: Egbert Forsten, 1999.

FRASCA, R. A. The Theatre of Mahabharata: Terukkuttu Performances in South India. Honolulu: University of Hawaii Press, 1990.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. 6ª ed. Rio de Janeiro: Ed. Paz e Terra, 1978.

HILTEBEITEL, A. The Cult of Draupadi. Vol. 1 Mythologies: From Gingee toKuruksetra. Chicago e Londres: The University of Chicago Press, 1988.

HILTEBEITEL, A. The Cult of Draupadi. Vol. 2 On Hindu Ritual and the Goddess. Chicago e Londres: The University of Chicago Press, 1988.

HOLLANDER, J. Indian Folk theatres. Theatres of the World. London e New York: Routledge Group, 2007.

KERSENBOOM, S. Nityasumangali. Devadasi Tradition in South India. New Delhi: Motilal Banarsidass Publishers, 1987.

NAIK, N. Transgenderism in India: Insights from Current Census. Website: PAA – Population Association of America, 2019. 191100 (https://www.populationassociation.org/).

SAVARKAR, V. D. Essentials of Hindutva. Kindle edition, 108 p., 2016. ISBN 8188388254.

SEIZER, S. Stigmas of the Tamil Stage. An ethnography of special drama artists in south India. Calcuta: Seagull Books, 2005.

Publicado

2021-09-02

Como Citar

CIPPICIANI, I. Gênero e performance no Sul da Índia: o feminino ambivalente: da força da deusa a negação da mulher. Conceição/Conception, Campinas, SP, v. 10, n. 00, p. e021005, 2021. DOI: 10.20396/conce.v10i00.8665552. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conce/article/view/8665552. Acesso em: 16 out. 2021.

Edição

Seção

Artigos Temáticos