Gary Snyder

apontamentos para uma ecologia desnaturada

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v10i00.8665992

Palavras-chave:

Subjetividade, Natureza, Movimento beat

Resumo

Numa estratégia biografemática inspirada na prática biográfica indicada por Roland Barthes, abordamos neste texto aspectos da vida do poeta, tradutor, antropólogo e militante ecologista Gary Snyder. Articulando filosofia zen-budista, mitologias ameríndias e o movimento beat, Snyder nos legou pistas para pensarmos uma ecologia desnaturada que fala em nome da experimentação intensiva e não apenas da preservação. Ao final, realizamos algumas aproximações entre o pensamento de Snyder e a antropologia de Bruno Latour.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Lages e Silva, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Psicologia pela Universidade Federal de Fluminense. Professor do Departamento de Estudos Básicos da Universidade (DEBAS) Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e do Programa de Pós-graduação em Educação na linha Aprendizagem e ensino.

Luis Antonio Baptista dos Santos, Universidade Federal Fluminense

Doutor em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pela Universidade de São Paulo. Professor Titular do Instituto de Psicologia e do Programa de Pós-graduação em Psicologia da Universidade Federal Fluminense

Referências

ALMON, B. Gary Snyder. Boise State University Western Writers Series, 23, 1979.

BARTHES, R. A câmara clara. Nota sobre a fotografia. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

BARTHES, R. Sade, Fourier, Loyola. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

BERGER, P.L.; LUCKMANN, T. A construção social da realidade: tratado de sociologia do conhecimento. Petrópolis: Vozes, 1985.

BUENO, E. Um vagabundo celestial. In G. SNYDER, Velhos Tempos. Porto Alegre: L&PM, 1984, p.9-12.

COLLIN, L. A real medida das coisas. In G. Snyder, Re-habitar. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2005, p.9-14.

DAVIS, M. Cidades Mortas. São Paulo: Record, 2007.

DELEUZE, G., & GUATTARI, F. Tratado de Nomadologia: A Máquina de Guerra. In G. DELEUZE, & F. GUATTARI, Mil Platôs. capitalismo e esquizofrenia ,Vol. 5, São Paulo: Ed. 34, 2005, p.11-111.

DELEUZE, G., & PARNET, C. Diálogos. São Paulo: Escuta 1998.

FEYERABEND, P.K. Knowledge, Science and Relativism. Philosophical Papers, Volume 3, Edited by John Preston, Cambridge: Cambridge University Press, 1999.

GUATTARI, F. As três ecologias. Campinas: Papirus, 1993.

KEROUAC, J. Os Vagabundos Iluminados. Porto Alegre: L&PM, 2004.

LATOUR, B. Políticas da natureza: como fazer ciência na democracia. Bauru: Edusc, 2004.

LATOUR, B. Reagregando o social: uma introdução à teoria do ator-rede. Salvador: EDUFBA-Edusc, 2012

LATOUR, B.; SCHWARTZ, C.; CHARVOLIM, F. Crises dos meios ambientes: desafios às ciências humanas. In: ARAUJO, H. R. Tecnociências e cultura: ensaios sobre o tempo presente. São Paulo: Estação Liberdade, 1998. p. 91-125.

MARX, K. Para a crítica da economia política. In K. MARX, Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1999.

POPPER, K. A lógica da pesquisa científica. São Paulo: Cultrix, 1975

SNYDER, G. The Turtle Island. New York: New Directions, 1974.

SNYDER, G. North Beach. In G. SNYDER, Velhos Tempos. Porto Alegre: L&PM, 1984a, p. 45-50.

SNYDER, G. O iogui e o folósofo. In G. SNYDER, Velhos Tempos. Porto Alegre: L&PM, 1984b, p. 13-18.

SNYDER, G. O Olho Dhármico de D.A. Levy. In G. SNYDER, Velhos Tempos. Porto Alegre: L&PM, 19184c, p.51-58.

SNYDER, G. The Place, the Regios and the Commons. In G. SNYDER, The practice of the Wild. San Francisco: North Point Press, 1990a, p.25-74.

SNYDER, G. The Practice of the Wild. San Francisco: North Point Press, 1990b.

SNYDER, G. No nature: new and selected poems. New York: Pantheon Books, 1993.

SNYDER, G. A linguagem segue em duas direções. In G. SNYDER, Re-habitar. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2005a, p.269-278.

SNYDER, G. A política da etnopoética. In G. SNYDER, Re-habitar. Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2005b, p.219-240.

SNYDER, G. (2005c). Escrita não-natural. In G. SNYDER, Re-habitar .Rio de Janeiro: Azougue Editorial, 2005c, p.259-268.

WILLER, C. (2009). Geração Beat. Porto Alegre: L&PM.

Publicado

2021-12-13

Como Citar

Silva, R. L. e, & Baptista dos Santos, L. A. (2021). Gary Snyder: apontamentos para uma ecologia desnaturada. Conceição/Conception, 10(00), e021014. https://doi.org/10.20396/conce.v10i00.8665992

Edição

Seção

Artigos Temáticos