Escritas para o Antropoceno

conferência-performance “Antropocenas” (2017)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conce.v10i00.8667193

Palavras-chave:

Antropoceno, Dança, Poesia

Resumo

Neste artigo, apresento o texto que desenvolvi para a  conferência-performance “Antropocenas” de 2017. O texto, muitas vezes acompanhado de ritmos binários e ternários, procurava mergulhar na discussão em torno do Antropoceno e da atual crise climática, narrando uma história entrelaçada e parcial das perspectivas da “natureza” e “humanidade” na arte ocidental. Entre o poema e a conferência, “Antropocenas” se implicava (tanto quanto se complicava), entre as teses do excepcionalismo humano, a importante contribuição de Philipe Descola para a crítica ao pensamento ocidental como ontologia naturalista e a fracassada visão não-antropocêntrica do Antropoceno.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rita Natálio, Universidade de Lisboa

Mestre em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Artista e pesquisadora. 

Referências

BERARDI, Franco Bifo. The uprising: on poetry and finance, Los Angeles: Semiotext(e), 2012.

DESCOLA, Philippe. Par-délà nature et culture, Paris: Éditions Gallimard, 2005.

DESCOLA, Philippe. L’écologie des autres - L’anthropologie et la question de la nature, Versailles: Édition Quae, 2011.

MOTEN, Fred. HARNEY, Stefano. The undercommons – Fugitive planning & Black Study, New York: Minor Compositions, 2013.

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Natálio, R. (2021). Escritas para o Antropoceno: conferência-performance “Antropocenas” (2017). Conceição/Conception, 10(00), e021016. https://doi.org/10.20396/conce.v10i00.8667193

Edição

Seção

Artigos Temáticos