Comportamento ativo, sedentário e habitos alimentares de adolescentes de uma cidade do interior do Ceará, Brasil.

Autores

  • Francisco José Rosa Souza Universidade Federal do Ceará
  • Enio Oliveira Vasconcelos Instituto Superior de Teologia Aplicada
  • José Pedro Nogueira Lopes Instituto Superior de Teologia Aplicada
  • Rubens Vinícius Letieri Faculdade Católica Rainha do Sertão (FCRS) https://orcid.org/0000-0003-4520-6339
  • José Airton de Freitas Pontes Junior Professor da Faculdade Católica Rainha do Sertão (FCRS) e da Faculdade do Vale do Jaguaribe (FVJ). https://orcid.org/0000-0003-2045-2461

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v13i1.2152

Palavras-chave:

Atividade física, Comportamento alimentar, Adolescentes

Resumo

O estudo analisar o comportamento ativo, sedentário e hábitos alimentares entre adolescentes, e comparando entre sexo e tipo de escola. Por meio de abordagem quantitativa, utilizou-se um questionário a fim de coletar informações em relação à atividade física e aos hábitos alimentares. Utilizou-se estatística descritiva e o teste Qui-quadrado (χ²) nos cruzamentos das variáveis. Participaram da pesquisa 175 alunos de escolas públicas e privadas do município Sobral – CE. Os resultados evidenciam que os rapazes apresentam maior comportamento ativo que as moças, mas sem diferença em relação aos hábitos alimentares. Sobre o tipo de escola, observou-se significância no consumo de verduras e legumes (maior entre os alunos de escola pública) e na prática de exercício físicos (maior entre os alunos de escola particular). Ressaltamos que a pesquisa foi realizada em uma cidade no interior do estado em que existem diferenças econômicas e sociais quando comparada às capitais, mas que quando foi realizada a comparação com outros estudos realizados em capitais foi possível identificar semelhanças nos resultados. Indicando uma possível disseminação dos hábitos alimentares e de atividade física entre a capital e as cidades do interior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Francisco José Rosa Souza, Universidade Federal do Ceará

Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Ceará (UFC).

Enio Oliveira Vasconcelos, Instituto Superior de Teologia Aplicada

Graduado em Educação Física pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada (Faculdades INTA).

José Pedro Nogueira Lopes, Instituto Superior de Teologia Aplicada

Graduado em Educação Física pelo Instituto Superior de Teologia Aplicada (Faculdades INTA).

Rubens Vinícius Letieri, Faculdade Católica Rainha do Sertão (FCRS)

Graduado em Educação Física pela Escola Superior de Educação Física de Muzambinho. Especialista em Fisiologia do Exercício pela Universidade Federal do Paraná (UFPR). Mestre em Biocinética pela Universidade de Coimbra (UC), Portugal.

José Airton de Freitas Pontes Junior, Professor da Faculdade Católica Rainha do Sertão (FCRS) e da Faculdade do Vale do Jaguaribe (FVJ).

Doutor em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará (UFC). Bolsista PDSE/CAPES – Proc. nº11512/13-0. Pesquisador do Núcleo de Avaliação Educacional (NAVE/CNPq).

Referências

WORLD HEALTH ORGANIZATION. Obesity: obesity and overweight (Media Centre). ago. 2014. Disponível em: http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs311/en/index.html. Acesso em: 10 ago. 2014.

TORAL, N.; SLATER, B.; SILVA, M. V. Consumo alimentar e excesso de peso de adolescentes de Piracicaba, São Paulo. Revista de Nutrição, Campinas, v. 20, n. 5, p. 449-459, set./out. 2007

FERNANDES, M. M.; PENHA, D. S. G.; BRAGA, F. A. Obesidade infantil em crianças da rede pública de ensino: prevalência e consequências para flexibilidade, força explosiva e velocidade. Revista de Educação Física/UEM, v. 23, n. 4, p. 629-634, 2012.

COUTINHO, J. G.; GENTIL. P.; TORAL, N. A desnutrição e obesidade no Brasil: o enfrentamento com base na agenda única da nutrição. Cadernos de Saúde Pública (FIOCRUZ), Rio de Janeiro, v. 24, suplemento, p. 332-340, 2008.

MARTINS, M. O. et al. Associação entre comportamento sedentário e fatores psicossociais e ambientais em adolescentes da região nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde, Pelotas, v.17, n. 2, p.143-150, abr. 2012.

TENÓRIO, M. C. M. et al. Atividade física e comportamento sedentário em adolescentes estudantes do ensino médio. Revista Brasileira de Epidemiologia, Recife, v.13, n. 1, p. 105-17, 2010.

FLORINDO, A. A.; HALLAL, P. C. Epidemiologia da atividade física. Rio de Janeiro: Atheneu, 2011.

NAHAS, M. V. Atividade física, saúde e qualidade de vida: conceitos e sugestões para um estilo de vida mais ativo. 5. ed. Londrina: Midiograf, 2010

CATTUZZO, T. M.; BARROS, M. V. G. Atualização em atividade física e saúde. EDUPE, 2009.

BRAZ, M.; BARROS FILHO, A. A.; BARROS, M. B. A. Saúde dos adolescentes: um estudo de base populacional em Campinas, São Paulo, Brasil. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 29, n. 9, p.1877-1888, set. 2013.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. J. Métodos de pesquisa em atividade física. 5. ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.

VASCONCELLOS, M. B.; ANJOS, L. A.; VASCONCELLOS, M. T. L. Estado nutricional e tempo de tela de escolares da Rede Pública de Ensino Fundamental de Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 29, n. 4, p.713-722, abr. 2013.

SILVA, A. R. V. et al. Hábitos alimentares de adolescentes de escolas públicas de Fortaleza, CE, Brasil. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 62, n. 1, p. 18-24, 2009.

CARVALHO, A. P.; OLIVEIRA, V. B.; SANTOS, L. C. Hábitos alimentares e práticas de educação nutricional: atenção a crianças de uma escola municipal de Belo Horizonte, Minas Gerais. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 1, n. 32, p. 20-27, 2010.

COSTA, F. F.; ASSIS, M. A. A. Nível de atividade física e comportamentos sedentários de escolares de sete a dez anos de Florianópolis-SC. Revista Brasileira de Atividade Física e Saúde. v. 16, n.1, p. 48-54, 2011.

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

Souza, F. J. R., Vasconcelos, E. O., Lopes, J. P. N., Letieri, R. V., & Pontes Junior, J. A. de F. (2015). Comportamento ativo, sedentário e habitos alimentares de adolescentes de uma cidade do interior do Ceará, Brasil. Conexões, 13(1), 114–128. https://doi.org/10.20396/conex.v13i1.2152

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)