Banner Portal
Esportes radicais, de aventura e de ação
PDF

Palavras-chave

Esportes radicais
Esportes de aventura
Formação profissional
Educação física

Como Citar

ALMEIDA, Adriana Mesquita de; GÁSPARI, Arthur Fernandes. Esportes radicais, de aventura e de ação: o conteúdo dos ensinos formal e não formal e os desafios de formação e prática do profissional de educação física. Conexões, Campinas, SP, v. 12, n. 3, p. 159–168, 2014. DOI: 10.20396/conex.v12i3.2164. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/2164. Acesso em: 25 jun. 2024.

Resumo

Professor universitário desde 2005, Dimitri Wuo Pereira atua na área de Esportes de Aventura e se destaca no cenário nacional por seu pioneirismo e grande quantidade de publicações sobre o tema. Além de pesquisador da área, Dimitri é praticante entusiasta e experiente de escalada, mergulho e caminhada, dentre outros esportes. Seu trabalho e dedicação têm feito com que cada vez mais estudantes e profissionais da Educação Física se aproximem e atuem no mundo dos Esportes de Aventura. Considerando sua ampla experiência realizamos esta entrevista com a qual pretendemos ampliar o debate sobre os Esportes de Aventura.

https://doi.org/10.20396/conex.v12i3.2164
PDF

Referências

O ESPORTE COMO POSSIBILIDADE DE DESENVOLVIMENTO. Brasília: UNESCO, Fundação Vale, 2013. (Cadernos de referencia de esporte; 7).

TUBINO, M. J. G. Dimensões sociais do esporte. 2. ed. rev. São Paulo: Cortez, 2001.

MORIN, E. Os sete saberes necessários à educação do futuro. São Paulo: Cortez; Brasília, DF: UNESCO, 2003.

MORIN, E. Ciência com consciência. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

LE BRETON, D. Dos jogos de morte ao jogo de viver na montanha: sobre o alpinismo solitário. In: PEREIRA, D. W. (Org.). Entre o urbano e a natureza a inclusão na aventura. São Paulo, Alexia, 2010.

FRANCO, L. C. P. Atividades físicas de aventura na escola: uma proposta pedagógica nas três dimensões do conteúdo. 2008. 134 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Motricidade) - Instituto de Biociências, Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, São Paulo, 2008.

PEREIRA, D. W.; ARMBRUST, I. Pedagogia da aventura: os esportes radicais, de aventura e de ação na escola. São Paulo: Fontoura, 2010.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CULTURA. Parâmetros curriculares nacionais: Educação Física. Brasília, 1998.

SÃO PAULO. Secretaria da Educação. Proposta Curricular do Estado de São Paulo: Educação Física. São Paulo, 2008.

BERNARDES, L. A. Atividades e esportes de aventura para profissionais de educação física. São Paulo: Phorte, 2013

UVINHA, R. R. Juventude, lazer e esportes radicais. Barueri: Manole, 2001.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.