COMPOSIÇÃO CORPORAL DE JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL EM RELAÇÃO À IDADE CRONOLÓGICA

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v12i2.2169

Palavras-chave:

Composição corporal, Futebol, Idade, Profissional

Resumo

Estudar a composição corporal de jogadores de futebol em relação a idade cronológica e anos de treinamento são importantes indicadores na avaliação, diagnóstico, prescrição e controle do treinamento. Objetivo: Analisar a composição corporal de jogadores profissionais de futebol em relação à idade cronológica. Métodos: A amostra foi composta por 95 jogadores profissionais que atuavam na primeira divisão do campeonato do futebol Peruano. Foram avaliadas as variáveis: Idade cronológica, anos de treinamento, peso, estatura, 6 dobras cutâneas, % de gordura, massa gorda (MG) e massa livre de gordura (MLG ). A idade cronológica foi classificada em 5 grupos de idade (18-21, 22-25, 26-29, 30-33 e 34-37 anos). Utilizou-se estatística descritiva e ANOVA (Tukey) par as comparações entre grupos. Resultados: Não houve diferença na estatura, percentual de gordura e massa gorda (p> 0,05). Houve aumentos significativos no peso corporal (5,4 kg) e massa magra (4,7 kg) em relação à idade cronológica. Os aumentos significativos de ambas as variáveissão atingidos no rango dos 26-29 anos com uma média de 12,6±2,2 anos de treinamento. Conclusões: A massa corporal total e massa magra aumentaram significativamente em relação a idade cronológica, observando-se valores mais elevados em idades mais avançadas. Estes resultados sugerem que nos programas de treinamento, os jogadores de futebol devem ser classificados por grupos de idade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rossana Anelice Gómez Campos, Universidad Autonoma de Chile

Licenciada em desporte pela Escuela Internacional de Educación Fisica e Desporte de Cuba Mestrado em Bidinámica da Motricidade Humana, na UNESP, Rio Claro. Ano 2010. Doutora em Biodinámica do movimento na UNICAMP.

Marco Antonio Cossio Bolaños, Universidad Católica del Maule

Departamento de Ciencias de la Actividad Física. Universidad Católica del Maule, Chile

Jefferson Eduardo Hespanhol, Pontifica Universidad Católica de Campinas

Facultad de Educación Física. Pontifica Universidad Católica de Campinas, Brasil

Yuri Germano, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2012). Atuando principalmente nos seguintes temas:preparação física (voleibol, futebol), avaliação física, treinamento de jovens, atletismo, , musculação.

Thiago Santi Maria, Universidade Estadual de Campinas

Possui licenciatura plena em Educação Física pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (2005), especialização em Ciência do Treinamento Desportivo pela UNICAMP (2006) e em Fisiologia do Exercício pela UNIFESP (2009), mestrado em Educação Física na área de Biodinâmica do Movimento e Esporte pela UNICAMP (2013) e doutorado em Educação Física na área de Biodinâmica do Movimento e Esporte pela UNICAMP (2017). 

Diego Gamero, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel (2012) e Licenciado (2014) em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Atualmente é membro da comissão técnica da Seleção Brasileira de Atletismo Paralímpico (Comitê Paralímpico Brasileiro) e diretor da modalidade de Goalball (Federação Paulista de Desportos para Cegos). Tem experiência na área de Educação Física Adaptada, Esporte Adaptado e Esporte Paralímpico.

Miguel Arruda, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Educação Física pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1975), mestrado em Educação Física pela Universidade de São Paulo (1990) e doutorado em Educação Física pela Faculdade de Educação Física UNICAMP (1997). Professor Titular pela UNICAMP 2012.Atualmente é Diretor da Faculdade de Educação Física - UNICAMP.

Referências

FUKE, K.; PUPO, J.; CORRÊA, S. Evaluación de la composición corporal y de la flexibilidad en futbolistas profesionales en diferentes etapas del ciclo de entrenamiento. Archivos de Medicina del Deporte, Espanha, v. 26, n. 129, p. 7-13, 2009.

HEYWARD, V. H. Advanced fitness assessment and exercise prescription. Champaign: Human Kinetics Books, 1991.

SILVESTRE, R. et al. Body composition and physical performance during a National Collegiate Athletic Association Division I men's soccer season. Journal of Strength Conditioning Research, v. 20, n. 4, p. 962-970, 2006.

SUTTON, L. et al. Body composition of English Premier League soccer players: influence of playing position, international status, and ethnicity. Journal of Sports Sciences, v. 27, n. 10, p. 1019-1026, 2009.

HAZIR, T. Physical characteristics and somatotype of soccer players according to playing level and position. Journal of Human Kinetics, Champaign, v. 26, p. 83-95, 2010.

COSSIO-BOLANOS, M. A. et al. Body size and composition of the elite peruvian soccer player. JEPonline, v. 15, n. 3, p. 30-38, 2012.

GÓMEZ, J. R. et al. Modificaciones morfofuncionales con un sistema de entrenamiento ATR en un equipo de fútbol profesional. Apunts Medicina de L’Esport, Barcelona, v. 147, p. 11-22, 2005.

KRAEMER, W. J. et al. Body size and composition of National Football League players. Journal of Strenght Conditioning Research, Colorado Springs, v. 19, n. 3, p. 485-489, 2005.

GUR, H. et al. Effects of age on the reciprocal peak torque ratios during knee muscle contractions in elite soccer players. Scandinavian Journal of Medicine and Science in Sports, Oxford, v. 9, p. 81-87,1999.

KRAEMER, W. J. et.al. Changes in exercise performance and hormonal concentrations over a Big Ten soccer season in starters and nonstarters. Journal of Strength Conditioning Research, Colorado Springs, v.18, p. 121-128, 2004.

MATKOVIC, B. R. et.al. Morphological differences of elite croatian soccer players according to the team position. Coll Antropology, v. 27, p. 167-174, 2003.

SPORIS, G. et al. Fitness profiling in soccer: physical and physiologic characteristics of elite players. Journal of Strength Conditioning Research, Colorado Springs, v. 23, n. 7, p. 1947– 19953, 2009.

OBERG, B. et al. Muscle strength and flexibility in different positions of soccer players. International Journal of Sports Medicine, Sttugart, v. 5, p. 213-216, 1984.

ROSS, W. D.; MARFELL-JONES, M. J. Kinanthropometry. In: MACDOUGALL, J. D.; WENGER, H. A.; GEEN, H. J. Physiological testing of elite athlete. Champaign: Human Kinetics, 1991. p. 223-308.

COSSIO-BOLAÑOS, M. A.; ARRUDA, M.; LANCHO, J. L. Concordancia del porcentaje graso a través de métodos antropométricos en futbolistas profesionales. Kronos, v. 10, n. 2, p. 48-54, 2011.

REILLY, T.; BANGSBO, T.; FRANKS, A. Anthropometric and physiological predispositions for elite soccer. Journal of Sports Sciences, London, v. 18, p. 669-683, 2000.

REILLY, T.; KEANE, S. Seasonal variations in the fitness of elite Gaelic footballers. Journal of Sports Sciences, London, v. 17, p. 818-9, 1999.

AMATO, M. et al. Influence of age and physical activity on isokinetic characteristics of hamstrings and quadriceps muscles of young gymnasts and soccer players. Annales de Réadaptation et Médicine Physique, v. 44, n. 9, p. 581-590, 2001.

FOUSEKIS, K.; TSEPIS, E.; VAGENAS, G. Knee and ankle isokinetic strength asymmetries in professional soccer players with right footedness. Journal of Sports Science Medicine, v. 8, supl. 8, p. 200, 2009.

RODRÍGUEZ-GUTIÉRREZ, C.; ECHEGOYEN, S. Características antropométricas y fisiológicas de jugadores de fútbol de la selección mexicana. Archivos de Medicina del Deporte, Espanha, v. 22, n. 105, p. 33-37, 2005.

SANTI-MARIA, T. et al. Hematological parameters of elite soccer players during the competitive period. JEPonline, v. 16, n. 5, p. 68-76, 2013.

JONHAGEN, S.; NEMETH, G.; ERIKSSON, E. Hamstring injuries in sprinters: the role of concentric and eccentric hamstring muscle strength and flexibility. American Journal of Sports Medicine, Baltimore, v. 22, p. 262-266, 1994.

RIENDEAU, P. et al. Relationship of body fat to motor fitness test scores. Research Quarterly, Reston, v. 29, p. 200-203, 1968.

HOFF, J. Training and testing physical capacities for elite soccer players. Journal of Sports Sciences, London, v. 23, n. 6, p. 573-82, 2005.

Downloads

Publicado

2014-07-11

Como Citar

Gómez Campos, R. A., Cossio Bolaños, M. A., Hespanhol, J. E., Germano, Y., Santi Maria, T., Gamero, D., & Arruda, M. (2014). COMPOSIÇÃO CORPORAL DE JOGADORES PROFISSIONAIS DE FUTEBOL EM RELAÇÃO À IDADE CRONOLÓGICA. Conexões, 12(2), 70–81. https://doi.org/10.20396/conex.v12i2.2169

Edição

Seção

Artigo Original