Análise do contra-ataque no futsal feminino de alto rendimento

Autores

  • João Paulo Shyodi Fukuda Universidade Estadual de Londrina
  • Loani Landin Istchuk Universidade Estadual de Londrina
  • Wilton Carlos de Santana Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v11i4.8637592

Palavras-chave:

Futebol, Feminino, Atletas

Resumo

O objetivo deste estudo foi analisar o contra-ataque em jogos de futsal feminino de alto rendimento. Para tanto, foi preciso qualificar seu desenvolvimento, descrever e analisar sua frequência. Aplicou-se o método descritivo observacional. A amostra foi de 86 (17,20±6,94) ações, retiradas de cinco jogos entre as quatro equipes mais bem classificadas da 18ª Taça Brasil de Clubes. Os principais resultados indicam seis tipos de contra-ataque, sendo os mais frequentes os realizados com a troca de passes entre as jogadoras, inclusive, com a participação da goleira. Conclui-se que o contra-ataque é incidente em jogos de futsal feminino, que se desenvolve de formas distintas, com uma predominância de ações técnico-táticas coletivas. Os achados do estudo, ao retratar a realidade competitiva, contribuem para que os técnicos da modalidade modelem o treino desse momento do jogo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Paulo Shyodi Fukuda, Universidade Estadual de Londrina

Bacharel em Esporte.

Loani Landin Istchuk, Universidade Estadual de Londrina

Graduação em Esporte (2013) pela Universidade Estadual de Londrina, mestranda do programa de Educação Física UEM/UEL na linha de pesquisa ajustes e respostas fisiológicas e metabólicas ao exercício físico. Atua como pesquisadora na área das ciências do esporte, na avaliação e monitoração de atletas e análises de desempenho.

Wilton Carlos de Santana, Universidade Estadual de Londrina

Graduação (2003) em Educação Física - UEL. Mestrado (2003) e doutorado (2008) em Educação Física - UNICAMP. Professor adjunto da UEL - Departamento de Ciências do Esporte. 

Referências

PAULA, P. F. A.; GRECO, P. J.; SOUZA, P.R.C. Tática e processos cognitivos subjacentes à tomada de decisão nos jogos esportivos coletivos. In: GARCIA, E. S.; LEMOS, K. L. M. Temas atuais V: educação física e esportes. Belo Horizonte: Health, 2000. p. 11-27.

PINHO, S. et al. Método situacional e sua influência no conhecimento tático processual de escolares. Motriz, Rio Claro, v. 16, n. 3, p. 580-590, jul./set. 2010.

SANTANA, W. C. A visão estratégico-tática de técnicos campeões da Liga Nacional de Futsal. 2008. 260 f. Tese (Doutorado em Educação Física) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

LAGO, J. et al. El éxito ofensivo en el fútbol de élite. Influencia de los modelos tácticos empleados y de las variables situacionales. Motricidad: european journal of human movement, v. 28, p.145-170, jun. 2012.

GARGANTA, J. A. análise da performance nos jogos desportivos: revisão acerca da análise de jogo. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, Porto, v.1, n.1, p. 57-64, 2001.

PINTO, J.; GARGANTA, J. Contributo da modelação da competição e do treino para a evolução do nível do jogo no futebol. In: OLIVEIRA, J.; TAVARES, F. Estratégia e táctica nos jogos desportivos colectivos. Porto: FCDEFUP, 1996. p. 83-94.

SANTANA, W. C. Futsal: apontamentos pedagógicos na iniciação e na especialização. Campinas: Autores Associados, 2004.

SAMPEDRO, J. Fundamentos de táctica deportiva. Madrid: Gymnos, 1999.

FUKUDA, J. P.; SANTANA, W. C. Análise dos gols em jogos da Liga Futsal 2011. Revista Brasileira de Futsal e Futebol, São Paulo, v. 4, n. 11, p. 62-66, Jan./Abr. 2012.

MARCHI, R. et al. Incidência de gols resultantes contra-ataques de equipes de futsal. Conexões, Campinas, v. 8, n. 3, p. 16-22, 2010.

SANTANA, W. C.; GARCIA, O. B. A incidência do contra-ataque em jogos de futsal de alto rendimento. Pensar a Prática, Goiânia, v. 10, n. 1, p. 153-162, 2007.

ANDRADE JUNIOR, J. R. O jogo de futsal: técnico e tático na teoria e na prática. Curitiba: Expoente, 1999.

CHAVES-CHAVES, J.; RAMÍREZ-AMOR, J. Táctica y estratégia em fútbol sala: situaciones de ataque y defensa. Barcelona: Hispano Europea, 1998.

SANTANA, W. C,; REIS, H. H. B. Futsal feminino: perfil e implicações pedagógicas. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 11, n. 4, p. 45-50, out./dez. 2003.

GAYA, A. Desenhos metodológicos V: delineamentos do tipo ex post facto. In: GAYA, A. (Org.) Ciências do movimento humano: introdução à metodologia da pesquisa. Porto Alegre: Artmed, 2008. p. 151-172.

CASTRO, J. M.; MESQUITA, I. Estudo das implicações do espaço ofensivo nas características do ataque no voleibol masculino de elite. Revista Portuguesa de Ciências do Desporto, Porto, v. 8, n.1, p. 114-125, 2008.

GARGANTA, J. Modelação táctica do jogo de futebol. 1997. 292 f. Tese (Doutorado em Ciências do Desporto) - Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física da Universidade do Porto, Porto, 1997.

BELLO JUNIOR, N. A ciência do esporte aplicada ao futsal. Rio de Janeiro: Sprint, 1998.

VOSER, R. Futsal: princípios técnicos e táticos. Rio de Janeiro: Sprint, 2001.

BARBIERI, F. A. As regras do futsal e as constantes alterações. In: BARBIERI, F. A. Futsal: conhecimentos teórico-práticos para o ensino e o treinamento. Jundiaí: Fontoura, 2009, p. 25-32.

CRUZ, L. M. F. Configuração do contra-ataque em jogos entre semifinalistas da VI Copa do Mundo de Futsal. 2009. 39 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Esporte) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2009.

Downloads

Publicado

2013-12-20

Como Citar

Fukuda, J. P. S., Istchuk, L. L., & Santana, W. C. de. (2013). Análise do contra-ataque no futsal feminino de alto rendimento. Conexões, 11(4), 90–99. https://doi.org/10.20396/conex.v11i4.8637592

Edição

Seção

Artigos