Efeitos da simulação de combates de muay thai na composição corporal e em indicadores gerais de manifestação de força

Autores

  • Arnaldo Luis Mortatti Universidade Federal do Ceará
  • Anderson Cardoso Universidade Cruzeiro do Sul
  • Enrico Fuini Puggina Universidade de São Paulo
  • Rafael da Silva Costa Universidade Cruzeiro do Sul

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v11i1.8637639

Palavras-chave:

AArtes marciais. Composição corporal. Força muscular.

Resumo

O objetivo desse estudo foi avaliar os efeitos agudos de combates de Muay Thai na composição corporal e em indicadores gerais de força em lutadores. Foram avaliados 9 atletas masculinos (25,55 ± 5,24 anos) com experiência superior a 8 anos de treinamento. Mensurou-se a massa corporal, porcentagem de gordura, circunferências, força rápida e resistência de força antes e depois de uma simulação de combates. Para a verificação das diferenças entre o pré e pós combate foi utilizado o teste “t” de Student para amostras pareadas. Os resultados indicaram que houve alteração na composição corporal e na capacidade de resistir ao esforço, não sendo alterada a variável que identifica a velocidade. Pode-se concluir a partir dos resultados, que uma sessão de combates altera a composição corporal provavelmente em função da perda de líquidos causada pelo esforço e que também evidenciou a necessidade do treinamento de resistência para os atletas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arnaldo Luis Mortatti, Universidade Federal do Ceará

Professor Adjunto IVda Universidade Federal do Rio Grande do Norte (Departamento de Educação Física, desde 2013) e orientador permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (desde 2013).

Anderson Cardoso, Universidade Cruzeiro do Sul

Universidade Cruzeiro do Sul – UNICSUL, São Paulo - Brasil.

Enrico Fuini Puggina, Universidade de São Paulo

Doutorado pela Escola de Educação Física e Esporte - USP. Mestrado pela Faculdade de Ciências da Saúde - UNIMEP.

Rafael da Silva Costa, Universidade Cruzeiro do Sul

Universidade Cruzeiro do Sul– UNICSUL - Brasil.

Referências

Acsm. Manual do ACSM para Avaliação da Aptidão Física Relacionada à Saúde. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan. 2006

Aiwa, N. e W. Pieter. Sexual Dimorphism in Dody Composition Indices in Martial Arts Athletes. Brazilian Journal of Biomotricity, v.1, p.56-64. 2007.

Cristafulli, A., S. Vitelli, et al. Physiological Responses and Energy Cost During a Simulation of a Muay Thai Boxing Match. Applied Physiology, Nutrition, and Metabolism, v.34, p.143-150. 2009.

Da Fonseca, P., J. Marins, et al. Validação de equações antropométricas que estimam a densidade corporal em atletas profissionais de futebol. Rev Bras Med Esporte, v.13(3), p.153-156. 2007.

Eurofit. Eurofit Handbook for the Eurofit Tests of Physical Fitness. Rome, Italy: Italian National Olympic Committee. 1988

Fong, S. S. e G. Ng. Does Taekwondo training improve physica fitness? Physical Therapy in Sport, v.12(2), p.100-106. 2011.

Fry, R., A. Morton, et al. Overtraining in Athletes. An update. Sports Medicine, v.12(1), p.32-65. 1991.

Gartland, S., M. Malik, et al. Injury and Injury Rates in Muay Thai Kick Boxing. British Journal of Sports Medicine, v.35, p.308-313. 2001.

Gualdi Russo, E., G. Grupipioni, et al. Skinfolds and body composition of sports participants. Journal of Sports Medicine and Physical Fitness, v.32(3), p.303-313. 1992.

Hausswirth, C., A. Bigard, et al. Variability in Energy Cost of Running at the End of a Triathlon and a Marathon. International Journal of Sports Medicine, v.17(8), p.572-579. 1996.

Hausswirth, C. e D. Lehenaff. Physiological Demands of Running During Long Distance Runs and Triathlons. Sports Medicine, v.31, p.679-689. 2001.

Jackson, A. e M. Pollock. Generalized equations for predicting body density of men. British Journal of Nutrition, v.40, p.497-504. 1978.

Knechtle, B., P. Knechtle, et al. Effects of a Deca Iron Triathlon on Body Composition: A Case Study. International Journal of Sports Medicine, v.29(4), p.343-351. 2008.

Kuipers, H. e H. Keizer. Overtraining in Elite Athletes. Review and Directions for the Future. Sports Medicine, v.6(2), p.79-92. 1988.

Laursen, P., R. Surriano, et al. Core Temperature and Hydration Status During an Ironman. British Journal of Sports Medicine, v.40, p.320-325. 2005.

Li, J., D. Xu, et al. Changes in muscle strength, endurance, and reaction of the lower extremities with Tai Chi intervention. Journal of Biomechanics, v.42(8), p.967-971. 2009.

Mastorakos, G., M. Pavlatou, et al. Exercise and the Stress System. Hormones, v.4(2), Abril-Junho, p.73-89. 2005.

Olson, K. e B. Saltin. Variation in Total Body Water With Muscle Glycogen Changes in Man. Acta Physiologica Scandinavica, v.80, p.11-18. 1970.

Pastene, J., M. Germain, et al. Water Balance During and After Marathon Running. European Journal of Applied Physiology and Occupational Physiology, v.73, p.49-55. 1996.

Perella, M. M., P. Noriyuki, et al. Evaluation of water loss during high intensity rugby training. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v.11, p.229-232. 2005.

Rojmin, J., E. Coyle, et al. Regulation of endogenous fat and carbohydrate metabolism in relation to exercise intensity and duration. American Journal of Physiology-Endocrinology and Metabolism, v.265, n.3, September 1, 1993, p.E380-391. 1993.

Rossi, L. e J. Tirapegui. Avaliação antropométrica de atletas de Karatê. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v.15(3), p.39-46. 2007.

Sawaka, M. Influence of Body Water and Blood Volume on Thermorregulation and Exercise Performance in the Heat. Exercise and Sport Sciences Reviews, v.27, p.167-218. 1999.

Selye, H. The Stress of Life. New York: McGraw Hill. 1976

Sharwood, K., M. Collins, et al. Weight Changes, Sodium Levels, and Performance in the South African Ironman Triathlon. Clinical Journal of Sports Medicine, v.12(6), p.391-399. 2002.

Sharwood, K. Weight Changes, Medical Complications, and Performance During an Ironman Triathlon. British Journal of Sports Medicine, v.38, Ago, p.718-724. 2003.

Suhongsa, C. Muay Thai. Manchester: IAMTF. 1999

Tsang, T., M. Kohn, et al. Health benefits of Kung Fu: A systematic review. Journal of Sports Sciences, v.26(12), p.1249-1267. 2008.

Verkhoshanski, Y. Força :treinamento da potência muscular. Londrina: Centro de Informações Desportivas. 1998

Woodward, T. A review of the effects of martial arts practice on health. Wisconsin Medical Journal, v.108(1), p.43-43. 2009.

Zatsiorsky, V. Ciência e Prática do Treinamento de Força. Guarulhos - SP: Phorte Editora. 1999. 315 p.

Downloads

Publicado

2013-03-27

Como Citar

Mortatti, A. L., Cardoso, A., Puggina, E. F., & Costa, R. da S. (2013). Efeitos da simulação de combates de muay thai na composição corporal e em indicadores gerais de manifestação de força. Conexões, 11(1), 218–234. https://doi.org/10.20396/conex.v11i1.8637639

Edição

Seção

Artigos