Banner Portal
Proposta metodológica de dança para crianças com deficiência intelectual
PDF

Palavras-chave

Deficiência intelectual. Dança. Atividades motoras.

Como Citar

ALVES, Flávia Regina Ferreira; GIL, Flávia Ceccon Moreira; CATALDI, Carolina Lessa; PAULA, Otávio Rodrigues de; FERREIRA, Eliana Lúcia. Proposta metodológica de dança para crianças com deficiência intelectual. Conexões, Campinas, SP, v. 10, n. 3, p. 101–112, 2012. DOI: 10.20396/conex.v10i3.8637650. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637650. Acesso em: 15 jun. 2024.

Resumo

O artigo pautou na busca de uma visão multidisciplinar em benefício de crianças com deficiência intelectual, através de uma proposta metodológica utilizando a dança através do movimento e da interação com o corpo. As atividades foram realizadas com alunos com deficiência intelectual na escola estadual Maria das Dores de Souza, (Juiz de Fora-MG) e o objetivo era desenvolver um método de dança para esta população com base no estudo das práticas corporais inclusivas. A metodologia baseou-se na observação das atividades motoras através da dança, com o propósito de criar uma proposta para melhoria do atendimento de alunos com deficiência intelectual. A criança que apresenta a deficiência intelectual não desenvolve no mesmo ritmo em relação às crianças que não apresentam a deficiência. O desenvolvimento é tardio em relação às crianças com a mesma idade cronológica. Esse desenvolvimento tardio não é apenas na área da educação, é também na aprendizagem de habilidades, nas ações básicas do cotidiano e nos limites sociais. Concluímos que a dança terapêutica promoveu um feedback motivacional para a prática desportiva e proporcionou um aperfeiçoamento no desempenho motor, melhoras no seu relacionamento com a dança em cadeira de rodas, na imagem corporal e uma melhor qualidade de vida.
https://doi.org/10.20396/conex.v10i3.8637650
PDF

Referências

FERREIRA, E. L. Proposta metodológica para o desenvolvimento da dança em cadeira de rodas. Conexões: Educação Física Esporte Lazer, Campinas, v. 1, n. 6, p. 37-46, 2001.

TAVARES, V. P.; FERREIRA, E. L. Análise do desenvolvimento da dança em cadeira de rodas no Brasil. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DANÇA EM CADEIRA DE RODAS, 4., Juiz de Fora, 2005. Anais... Juiz de Fora, 2005.

FERREIRA, E. L. Dança em cadeira de rodas: Um espaço de materialidades múltiplas, densas, latentes. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DANÇA EM CADEIRA DE RODAS, 4., Juiz de Fora, 2005. Anais... Juiz de Fora, 2005.

MELLO, M. T. O desenvolvimento da atividade de pesquisa científica no âmbito da dança em cadeira de rodas: aspectos psicobiológicos. In: In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE DANÇA EM CADEIRA DE RODAS, 1., Campinas, 2001. Anais... Campinas: Unicamp, 2001. p. 88-90.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE. (OMS). The ICD-10 classification of mental and behavioral disordes: clinical descriptions and diagnostic guidelines. Genebra, 1992

GIMENEZ, R.; MANOE, E. J. Comportamento motor e deficiência: considerações para pesquisa e intervenção. In: TANI, G. Comportamento motor aprendizagem e desenvolvimento. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

ALBINATI, M. E. C. B. Recursos musicais aplicados à saúde e à educação da criança e do adolescente: contribuições da musicoterapia à clínica pediátrica. 2008. Tese (Doutorado em Medicina) – Faculdade de Medicina, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

SOARES, A. H. R. et al. A qualidade de vida de jovens portadores de espinha bífida do Children’s National Medical Center – Washington DC. Ciências e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 11, n. 3, jul./set. 2006.

RESENDE, C. O que pode um corpo? O método Ângel Vianna de conscientização do movimento como um instrumento terapêutico. Physis: revista de saúde coletiva, Rio de Janeiro, v. 18, n. 3, set. 2008.

GÂNDARA, M. A expressão corporal do deficiente corporal. Campinas: Cip – Brasil, 1993.

BOFF, S. R. A influência da dança no desenvolvimento da coordenação motora em crianças com Síndrome de Down. Conexões: revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 6, ed. especial, p. 144-154, jul. 2008.

ZIMMERMAN, E. B.; MESQUITA, K. Dança: estímulo ao desenvolvimento de crianças portadoras de deficiência mental. Revista Digital Art, v. 5, abr. 2006

FERREIRA, E. L. et al. (Org.). Interfaces da dança para pessoas com deficiência. Campinas: CBDCR, 2002.

FERREIRA, E. L.; FERREIRA, M. B. R. A possibilidade do movimento corporal na dança em cadeira de rodas. Revista Brasileira de Cinesiologia e Movimento, Brasília, v. 12, n. 4, dez. 2004.

FERREIRA E. L. Dança em cadeira de rodas. In: FERREIRA E. L. (Org.). Atividade Física, deficiência e inclusão escolar. Niterói: Intertexto, 2010.

CASTRO, E. M. Atividade física adaptada. São Paulo, 2005.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.