Banner Portal
Grupo de ginástica geral da Universidade Presbiteriana Mackenzie: características físicas e motivos de adesão
PDF

Palavras-chave

Ginástica. Aptidão física. Adesão.

Como Citar

SOUZA JÚNIOR, O. D. de; CAPERUTO, Érico C.; HIROTA, V. B.; COSTA, A. dos S.; CAMPANELLI, J. R.; GRILLO, D. E.; MIRANDA, M. L. Grupo de ginástica geral da Universidade Presbiteriana Mackenzie: características físicas e motivos de adesão. Conexões, Campinas, SP, v. 10, p. 179–191, 2012. DOI: 10.20396/conex.v10i0.8637669. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637669. Acesso em: 3 mar. 2024.

Resumo

O objetivo do estudo foi avaliar os motivos de adesão ao grupo de ginástica geral da Universidade Presbiteriana Mackenzie, a composição corporal e as capacidades físicas dos seus integrantes. Participaram 10 indivíduos, com idade média de 22,3 anos. Para a detecção dos motivos foi utilizado um questionário semi estruturado. As características físicas foram obtidas por meio de medidas antropométricas, além de testes neuromusculares de agilidade, flexibilidade e impulsão vertical, para avaliar o nível de atividade física foi utilizado o questionário internacional de atividade física (IPAQ, 2005) versão curta e, ainda, foi feito um estudo sobre a imagem corporal. Observamos, que os motivos para a aderência ao grupo de ginástica foram: vivência diferenciada de atividades, influência dos amigos, auto superação e o fato de o indivíduo gostar de ginástica. Essa observação foi condizente com o valor do ipaq e a avaliação da imagem corporal. Concluímos que o grupo, se apresenta bem condicionado e com a composição corporal adequada às suas expectativas, portanto a GG é uma atividade prazerosa de adesão livre e espontânea.
https://doi.org/10.20396/conex.v10i0.8637669
PDF

Referências

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE GINÁSTICA (CBG). Disponível em: http:// www.cbginastica.com.br. Acesso em: 12 abr. 2012.

AMBROSIO, M. V. B.; AMBRÓSIO, M. P. A ginástica no estado de Minas Gerais, construindo caminhos: do pioneirismo à institucionalização. Revista Mineira de Educação Física, Viçosa, n. 1, 2012.

SOARES, C. L. Prefácio. In: PAOLIELLO, E. (Org.). Ginástica geral: experiências e reflexões. São Paulo: Phorte, 2008.

BORTOLETO M. A. C. Uma reflexão sobre o conceito de técnica na ginástica geral. In: PAOLIELLO, E. (Org.). Ginástica geral: experiências e reflexões. São Paulo: Phorte, 2008.

NASCIMENTO, R. L.; SOUZA, R. A. C.; ALMEIDA, C. M. M.; MOREIRA, S. R.. Composição corporal, mas não aptidão aeróbia e nivel de atividade física, se associa com reatividade vascular de indivíduos saudáveis. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 19, n. 4, 2011.

GONÇALVES, A. C.; VILLAS BOAS, R. S.; RODRIGUES, B. S. Estudo correlacional de dois protocolos duplamente indiretos para estimar composição corporal. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 19, n. 4, 2011.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K. Métodos de pesquisa em atividade física. Porto Alegre: Artmed, 2002.

JACKSON, A. S.; POLLOCK, M. L. Generalized equations for predicting body density of men. British Journal of Nutrition, Cambridge, v. 40, p. 497-504, 1978.

QUEIROGA, M. R. Testes e medidas para avaliação da aptidão física relacionada à saúde em adultos. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Physical status: the use and interpretation of anthropometry: report of a WHO Expert Commitee. Geneva, 1995.

MATSUDO V. K. R. Testes em ciências do esporte. 7. ed. São Caetano do Sul: CELAFISCS, 2005.

GUIDELINES for Data Processing and Analysis of the International Physical Activity Questionnaire (IPAQ): short and long forms, 2005. Disponível em: http://www.ipaq.ki.se/scoring.pdf. Acesso em: 11 mar. 2011.

BENEDETTI, T. B.; MAZO, G. Z.; BARROS, M. V. G. Aplicação do questionário internacional de atividades físicas para avaliação do nível de atividades físicas de mulheres idosas: validade concorrente e reprodutibilidade teste-reteste. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 12, n. 1, p. 25-34, 2004.

HALLAL P.C. et al. Evolução da pesquisa epidemiológica em atividade física no Brasil: revisão sistemática. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 41, n. 3, p. 453-460, 2007.

MARSH, H. W.; ROCHE, L. A. Predicting self-esteem from perceptions of actual and ideal ratings of body fatness: is there only one ideal “supermodel”. Research Quarterly for Exercise and Sport, Reston v. 67, n. 1, p.13-23, 1996.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 2007.

SANTANA, D. J.; INNOCENTE, L. R. Ginástica geral e o profissional de Educação Física: contribuições do projeto GG – ESEF. Pulsar, Porto Alegre, v. 3, n. 2, 2011.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.