As causas da obesidade: uma análise sob a perspectiva materialista histórica

  • Aline Fabiane Barbieri Universidade Estadual de Maringá
  • Rosângela Aparecida Mello Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Causas da obesidade. Saúde. Materialismo-histórico

Resumo

A obesidade é um grave problema de saúde pública na sociedade atual. Inúmeras são as pesquisas científicas direcionadas ao estudo das causas do desenvolvimento da obesidade. Em contrapartida, a prevalência de obesidade vem aumentando exponencialmente, atingindo pessoas de todas as faixas etárias. Em busca da compreensão aprofundada e radical das causas da obesidade, fizemos uma análise desse tema a partir do pressuposto materialista-histórico de Karl Marx e Friedrich Engels. Nesse sentido, nessa pesquisa objetivamos, sobretudo, compreender o fundamento histórico-social do desenvolvimento da obesidade e seus determinantes nesse momento histórico. Como conclusão, identificamos que os fatores causadores de obesidade estão enraizados na estrutura e funcionamento da sociedade capitalista, sistema de organização social onde o lucro é o objetivo final do trabalho humano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Aline Fabiane Barbieri, Universidade Estadual de Maringá
Acadêmica do curso de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá.
Rosângela Aparecida Mello, Universidade Estadual de Maringá
Professora doutora docente do Departamento de Educação Física da Universidade Estadual de Maringá.

Referências

CUNHA, A. C. P. T.; NETO, C. S. P. Indicadores de obesidade e estilo de vida de dois grupos de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica. Fitness & Performance Journal, Rio de Janeiro, v. 5, n. 3, p. 146-154, 2006.

AFONSO, C. T.; CUNHA, C. F.; OLIVEIRA, T. R. P. R. Tratamento da obesidade na infância e adolescência: um a revisão da literatura. Revista Medica de Minas Gerais, Belo Horizonte, v. 18, n. 4, p. 131-138, 2008.

ENES, C. C.; SLATER, B. Obesidade na adolescência e seus principais fatores determinantes. Revista Brasileira de Epidemiologia, São Paulo, v. 13, n. 1, p. 163-171, 2010.

FERREIRA, J. S.; AYDOS, R. D. Prevalência de hipertensão arterial em crianças e adolescentes obesos. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 15, n. 1, p. 97-104, 2010.

BARBIERI, A. F. Obesidade na adolescência: aspectos de adesão e permanência em programa de tratamento multiprofissional pautado na terapia comportamental. Revista Digital Efdeportes, Buenos Aires, ano 15, n. 143, abr. 010. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd 143/obesidade-na-adolescencia-aspectos-de-adesao-e-permanencia.htm. Acesso em: 13 maio 2010.

DALCASTAGNÉ, G. et al. A influência dos pais no estilo de vida dos filhos e sua relação com a obesidade infantil. Revista Brasileira de Obesidade, Nutrição e Emagrecimento, São Paulo, v. 2, n. 7, p. 44-52, jan./fev. 2008.

MARX, K.; ENGELS, F. A ideologia alemã. São Paulo: Expressão Popular, 2009.

MARX, K.; ENGELS, F. Textos sobre educação e ensino. 2. ed. São Paulo: MORAES, 1992.

NETTO, J. P. Relendo a Teoria Marxista da História. In: SAVIANI, D.; LOMBARDI, J. C.; SANFELICE, J. L. História e história da educação. Campinas: Autores Associados, p. 50-64, 1998.

NETTO, J. P.; BRAZ, M. Economia política: uma introdução crítica. São Paulo: Cortez, v. 1, p. 71-122, 2006.

NSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Distribuição das despesas monetária e não monetária média mensal familiar (%) total classes de rendimento total e variação patrimonial mensal familiar (R$) (1) classes de rendimento total e variação patrimonial mensal familiar, segundo os tipos de despesa. 2009. Disponível em: < http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/condicaodevida/pof/2008_2009/tabelas_pdf/tabela1_1_2.pdf> Acesso em: 14 nov. 2010.

LEFÈVRE, F. O medicamento como mercadoria simbólica. São Paulo: Cortez, 1991.

GONÇALVES, A. (Org.). Saúde coletiva e urgência em Educação Física e esportes. Campinas: Papirus, 1997.

LIBERATORE JÚNIOR, R. D. R.; SANTOS, L. R. Crianças e adolescentes obesos: estamos capacitados para atendê-los? Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 24, n. 1, p. 52-56, 2006.

CAMPOS, L. A.; LEITE, A. J. M.; ALMEIDA, P. C. Nível socioeconômico e sua influência sobre a prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares adolescentes do município de Fortaleza. Revista de Nutrição, Campinas, v. 19, n. 5, p. 531-538, set./out., 2006.

FERREIRA, S. et al. Aspectos etiológicos e o papel do exercício físico na prevenção e controle da obesidade. Revista de Educação Física, São Paulo, n. 133, p. 15-24, mar. 2006.

LOTTENBERG, A. M. P. Tratamento dietético da obesidade. Einstein, supl.1, p. 23-28, 2006.

NOBRE, M. R. C.; DOMINGUES, R. Z. L.; SILVA, A. R.; et al. Prevalências de Sobrepeso, Obesidade e Hábitos de vida associados ao risco cardiovascular em alunos do ensino fundamental. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 52, n. 2, p. 118-124, 2006.

FILARDO, R. D.; PETROSKI, E. L. Prevalência de sobrepeso e obesidade em homens adultos segundo dois critérios de diagnóstico antropométrico. Motricidade, Santa Maria da Feira, v. 3, n. 4, p. 46-54, 2007.

KEHER, G. M. et al. Prevenção e tratamento da obesidade: indicativos do sul do Brasil.Ciência, Cuidado & Saúde, Maringá, v. 6, supl. 2), p. 427-432, 2007.

LIMA, L. P.; SAMPAIO, H. A. C. Caracterização socioeconômica, antropométrica e alimentar de obesos graves. Ciência & Saúde Coletiva, v. 12, n. 4, p. 1011-1020, 2007.

FAGUNDES, A. L. N.; RIBEIRO, D. C.; NASPITZ, L. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares da região de Parelheiros do município de São Paulo. Revista Paulista de Pediatria, São Paulo, v. 26, n. 3, p. 212-217, 2008.

FERRARI, H. G.; BARBOSA, M. H. Prevalência de sobrepeso e obesidade em escolares do ensino fundamental de escolas públicas de Limeira, São Paulo Conexões: revista da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, Campinas, v. 6, nº especial, 2008

BAPTISTA, M. N.; VARGAS, J. F.; BAPTISTA, A. S. D. Depressão e qualidade de vida em uma amostra brasileira de obesos mórbidos. Avaliação Psicológica, São Paulo, v. 7, n. 2, p. 235-247, 2008.

CATTAI, G. B. P. et al. Programa de tratamento multiprofissional da obesidade: os desafios da prática. Ciencia,Cuidado & Saude, Maringá, v. 7, p. 121-126, 2008.

CHAVES, M. G. A. M. et al. Estudo da relação entre a alimentação escolar e a obesidade. HU Revista, Juiz de Fora, v. 34, n. 3, p. 191-197, jul./set. 2008.

DIAS, L. C. G. D. et al. Sobrepeso e obesidade em crianças pré-escolares matriculadas em cinco centros de educação infantil de Botucatu, São Paulo. Revista Ciência em Extensão, v. 4, n. 1, p.107, 2008.

NAVARRO, V. L. Trabalho, saúde e tempo livre sob os domínios do capital. In: PADILHA, V. Dialética do lazer. São Paulo: Cortez, 2006. p. 50-76.

COSTA, F. S. et al. Considerações acerca da avaliação psicológica das comorbidades psiquiátrica em obesos. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 14, n. 2, p. 287-293, abr./jun. 2009.

KUNKEL, N.; OLIVEIRA, W. F.; PERES, M. A. Excesso de peso e qualidade de vida relacionada à saúde em adolescentes de Florianópolis, SC. Revista de Saúde Pública, v. 43, n. 2, p. 226-35, 2009.

RIBAS, S. A.; SILVA, L. C. S. Dislipidemia em Escolares na Rede Privada de Belém. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 92, n. 6, p. 446-451, 2009.

CAMILO, D. F. et al. Obesity and asthma: association or coincidence? Jornal de Pediatria, Rio de Janeiro, v. 86, n. 1, 2010.

MENDONÇA, M. R. T.; SILVA, M. A. M.; RIVERA, I. R.; et al. Prevalência de sobrepeso e obesidade em crianças e adolescentes da cidade de Maceió. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, v. 56, n. 2, p. 192-196, 2010.

FERREIRA, A. B. H. Novo Dicionário da língua portuguesa. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

CAVALCANTI, A. P. R.; DIAS, M. R.; COSTA, M. J. C. Psicologia e nutrição: predizendo a intenção comportamental de aderir a dietas de redução de peso entre obesos de baixa renda. Estudos de Psicologia, Natal, v. 10, n. 1, p. 121-129, 2005.

SOUZA, S. Obesidade e consumo de alimentos no Brasil: uma análise das pesquisas de orçamentos familiares do IBGE, 2009. Disponível em: <http://www.slideshare.net/ regulacaoalimentos/obesidade-e-consumo-de-alimentos-no-brasil-uma-anlise-das-pesquisas-de-oramentos-familiares-do-ibge> Acesso em: 19 fev. 2011.

LOPES, P. C. S.; PRADO, S. R. L. A.; COLOMBO, P. Fatores de risco associados à obesidade e sobrepeso em crianças em idade escolar. Revista Brasileira de Enfermagem, Brasília, v. 63, n. 1, p. 73-78, jan./fev. 2010.

RODRIGUES, E. M.; BOOG, M. C. F. Problematização como estratégia de educação nutricional com adolescentes obesos. Caderno de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 22, n. 5, p. 923-931, mai., 2006.

FONSECA, H. et al. Obesidade na adolescência: uma proposta de intervenção. Acta Pediatrica Portuguesa, v. 39, n. 2, p. 53-56, 2008.

BORGES, R. G.; CÉSAR, T. B. Aplicação de dois critérios antropométricos na avaliação da prevalência de sobrepeso e obesidade em pré-escolares. Alimentos e Nutrição, Araraquara, v.16, n.4, p. 337-342, out./dez. 2005.

FERNANDES, R. A. et al. Prevalência de Sobrepeso e Obesidade em alunos de escolas privadas do município de Presidente Prudente. Revista Brasileira de Cineantropometria e Desempenho Humano, Florianópolis, v. 9, n. 1, p. 21-27, 2007.

REDE INTERAGENCIAL DE INFORMAÇÕES PARA A SAÚDE. (RIPSA). Proporção de pessoas com baixa renda (1/2 sm). 2008. Disponível em: <http://tabnet.datasus.gov. br/cgi/tabcgi.exe?idb2009/b05.def>. Acesso em: 13 nov. 2010.

REDE INTERAGENCIAL DE INFORMAÇÕES PARA A SAÚDE (RIPSA). Participação diária per capita das calorias de frutas, verduras e legumes no total de calorias da dieta. 2002. Disponível em: <http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/idb2009/g12.htm>. Acesso em: 14 nov. 2010.

AVELAR, M. Academia: um negócio muito além da forma física. 2009. Disponível em: < http://www.educacaofisica.com.br/noticias_mostrar.asp?id=6235>. Acesso em: 14 nov. 2010.

NSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Taxa de mortalidade por causas externas. 2008. Disponível em: < http://www.ibge.gov.br/home/ estatistica/populacao/condicaodevida/indicadoresminimos/defaulttab.shtm> Acesso em: 14 nov. 2010.

GOUVEIA, E. R. et al. Atividade física, aptidão e sobrepeso em crianças e adolescentes: “o estudo de crescimento da madeira”. Revista Brasileira de Educação Física e Esportes, São Paulo, v. 21, n. 2, p. 95-106, abr./jun. 2007.

WANDERLEY, E. N.; FERREIRA, V. A. Obesidade: uma perspectiva plural. Ciência & Saúde Coletiva, v. 15, n. 1, p. 185-194, 2010.

LEONTIEV, A. O desenvolvimento do psiquismo. 2. ed. São Paulo: Centauro, 2004.

FARIAS JÚNIOR, J. C.; SILVA, K. S. Sobrepeso/Obesidade em Adolescentes Escolares da Cidade de João Pessoa - PB: prevalência e associação com fatores demográficos e socioeconômicos. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, v. 14, n. 2, mar./abr., 2008.

CAVALCANTI, A. C.; MELO, A. M. C. A. Mídia, comportamento alimentar e obesidade na infância e na adolescência: uma revisão. Revista Brasileira de Nutrição Clinica, São Paulo, v. 23, n. 3, p. 199-203, 2008.

GIGANTE, D. P.; MOURA, E. C.; SARDINHA, L. M. V. Prevalência de excesso de peso e obesidade e fatores associados, Brasil. Revista de Saúde Pública, v. 43, p. 83-89, 2006.

FERREIRA, V. A.; MAGALHÃES, R. Obesidade no Brasil: tendências atuais. Revista Portuguesa de Saúde Pública, Lisboa, v. 24, n. 2, jul./dez. 2006.

ZAMAI, C. A.; BANKOFF, A. D. P.; RODRIGUES, A.; SILVA, J. F. Conhecimento X Incidência de fatores de risco entre escolares do ensino fundamental e médio do estado de São Paulo. Movimento e Percepção, Espírito Santo do Pinhal, v. 4, n. 4-5, 2004.

ZAMAI, C. A.; MORAIS, J. C. Análise da incidência de sobrepeso e obesidade entre escolares de 7 a 10 anos de uma escola pública do distrito de Sousas - SP. Buenos Aires: Revista Efdeportes, año 13, n. 121, Jun/2008. Disponível em: http://www.efdeportes.com/ Acesso em: 11 mar. 2012.

Publicado
2012-05-18
Como Citar
Barbieri, A. F., & Mello, R. A. (2012). As causas da obesidade: uma análise sob a perspectiva materialista histórica. Conexões, 10(1), 121-141. https://doi.org/10.20396/conex.v10i1.8637693
Seção
Artigo de Revisão