Influência da dança expressiva sobre o equilíbrio corporal em portadores com síndrome de down

Autores

  • Mariana Imbrunito Flores Universidade Estadual de Campinas
  • Antonia Dalla Pria Bankoff Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v8i3.8637726

Palavras-chave:

Dança expressiva. Síndrome de Down. Equilíbrio corporal.

Resumo

O objetivo deste foi estudar a influência da Dança Expressiva sobre o equilíbrio corporal estático e dinâmico em portadores com Síndrome de Down, de ambos os sexos, faixa etária entre 14 a 19 anos de idade, pertencentes à Fundação Síndrome de Down. Para tanto, foi utilizado um protocolo de Dança Expressiva desenvolvido especialmente para o estudo. Para a análise do equilíbrio corporal foi utilizada a baropodometria. A proposta da Dança Expressiva para os portadores da Síndrome de Down foi além da conscientização corporal e como movimentá-las criativamente. Os resultados comprovaram que a dança tem uma grande influência física e intelectual nos portadores da Síndrome de Down, capaz de melhorar a coordenação, lateralidade, a conscientização corporal, espacial e desenvolver a expressividade, criando uma linguagem individual de movimentar-se e comunicar-se. Diversos fatores externos e internos têm influência sobre o equilíbrio corporal, a dança melhorou a distribuição das cargas plantares, mostrando os pontos de pressões mais definidos e melhores posicionados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariana Imbrunito Flores, Universidade Estadual de Campinas

Graduada em dança - Instituto de Artes-Unicamp

Antonia Dalla Pria Bankoff, Universidade Estadual de Campinas

Professor Titular - Faculdade de Educação Física - Unicamp

Referências

SOUZA, M. I. G.; PEREIRA, P. G. Reflexões sobre dança: possibilidades de investigação e contribuições para a educação física. 1999. Disponível em: <http://www.castelobranco.br/pesquisa/docs/maria_patricia.doc> Acesso em: 07jul.2008.

FUX, M. Dança: experiência de vida. São Paulo: Summus, 1983.

BRIKMAN, L. A linguagem do movimento corporal. São Paulo: Summus, 1989.

LEFÈVRE, B. H. Mongolismo: estudo psicológico e terapêutico multiprofissional da Síndrome de Down. São Paulo: Sarvier, 1981.

BANKOFF, A. D. P. Morfologiae cinesiologia aplicada ao movimento humano. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2007.

BANKOFF, A. D. P; BEKEDORF, R.G. Bases neurofisiológicas do equilíbrio corporal. Revista Digital, Buenos Aires, año 11, n.106, mar. 2007. Disponível em: http://www.efdeportes.com/efd106/bases-neurofisiologicas-do-equilibrio-corporal.htm.

SCHMIDT, A. et al. Estabilometria: estudo do equilíbrio postural através da baropodometria eletrônica. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 13., Caxambu: 2003. Anais... Caxambu: CBCE, 2003.

BUTTERWORTH, G.; CICHETTI, D. Visual calibration of posture in normal and motor retarded down syndrome infant. Perception, n. 7, 1978.

HOLLE, B. Desenvolvimento motor na criança normal e retardada. São Paulo: Manole, 1990.

STRAZZACAPPA, M.; MORANDI, C. Entre a arte e a docência: a formação do artista da dança. Campinas: Papirus, 2006.

Downloads

Publicado

2010-12-30

Como Citar

FLORES, M. I.; BANKOFF, A. D. P. Influência da dança expressiva sobre o equilíbrio corporal em portadores com síndrome de down. Conexões, Campinas, SP, v. 8, n. 3, p. 35-46, 2010. DOI: 10.20396/conex.v8i3.8637726. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637726. Acesso em: 30 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)