Banner Portal
Fases de transição da carreira esportiva: perspectiva de ex-atletas profissionais do futebol brasileiro
PDF

Palavras-chave

Fases de desenvolvimento. Carreira esportiva. Futebol.

Como Citar

COSTA, Varley Teoldo da; FERREIRA, Renato Melo; PENNA, Eduardo Macedo; COSTA, Israel Teoldo da; PAIVA, Tatiana Natalina Silva; SAMULSKI, Dietmar Martin. Fases de transição da carreira esportiva: perspectiva de ex-atletas profissionais do futebol brasileiro. Conexões, Campinas, SP, v. 8, n. 3, p. 84–103, 2011. DOI: 10.20396/conex.v8i3.8637729. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637729. Acesso em: 18 abr. 2024.

Resumo

Considerado como a principal modalidade esportiva do país, o futebol pode ser praticado por pessoas de todas as idades e níveis sociais. Sua prática voluntária e plurianual é constituída de diferentes fases de desenvolvimento durante a carreira dos atletas. Essas fases apresentam características específicas em relação às interferências existentes entre o ambiente e o atleta. O objetivo do estudo foi investigar, de forma retrospectiva, os principais aspectos relacionados à cada fase de transição da carreira esportiva de ex-atletas de futebol. Durante as fases de desenvolvimento, o apoio da família, as dificuldades encontradas para a continuidade da prática e a preocupação com o planejamento da carreira esportiva foram destacadas como importantes no processo de desenvolvimento esportivo. Concluiu-se que o desenvolvimento da carreira dos atletas foi assistido, em todas as fases, pelo apoio (financeiro e / ou motivacional) de suas famílias.
https://doi.org/10.20396/conex.v8i3.8637729
PDF

Referências

TIMPKA, T.; RISTO, O.; BJORMSJO, M. Boys soccer league injuries: a community-based study of time-loss from sports participation and long-term sequelae. Eur J Pub Health, v. 18, n. 1, p. 19-24, 2007.

MARQUES, M. P.; SAMULSKI, D. M. Análise da carreira esportiva de jovens atletas de futebol na transição da fase amadora para a fase profissional: escolaridade, iniciação, contexto sócio-familiar e planejamento da carreira. Rev Bras Educ Fís Esporte, v. 23, n. 2, p. 103-119, 2009.

SINCLAIR, D. A.; ORLICK, T. Positive transitions from high-performance sport. The Sport Psychologist, v. 7, p. 138-150, 1993.

WYLLEMANN, P.; ALFERMANN, D.; LAVALLEE, D. Career transitions in sport: European perspectives. Psych Sport Exerc, v. 5, p. 7-20, 2004.

ROCHA, P. G. M.; SANTOS, E. S. O abandono da modalidade esportiva na transição da categoria juvenil para adulto: Estudo com talentos do atletismo. Revista da Educação Física, v. 21, n. 1, p. 69-77, 2010.

TAYLOR, J.; OGILVIE, B. C. A conceptual model of adaptation to retirement among athletes. J Appl Sport Psychol, v. 6, p. 1-20, 1994.

STAMBULOVA, N. Sports career psychological models and its applications. In: CONGRESSO MUNDIAL DE PSICOLOGIA DO ESPORTE, 9., Israel, 1997. Proceedings... Israel, 1997.

STAMBULOVA, N., CHEREMNYH, A. D. Transitions of disabled athletes. In: CONGRESSO EUROPEU DE PSICOLOGIA DO ESPORTE, 10. 1999, Praga. Proceedings... Praga, 1999. p. 184-186.

AGRESTA, M. C.; BRANDÃO, M. R. F.; BARROS NETO, T. L. Causas e conseqüências físicas e emocionais do término de carreira esportiva. Rev Bras Med Esport, v. 14, n. 6, p. 504-508, 2008.

FULLER, C. W. et al. Consensus statement on injury definitions and data collection procedures in studies of football (soccer) injuries. British J Sports Med, v. 40, p. 193-201, 2006.

COUTINHO, R. M. S. Influência da sobrecarga e das lesões articulares no estado de saúde atual das articulações do joelho e tornozelo, em antigos profissionais de futebol. 2009. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Desporto, Universidade do Porto, Portugal, 2009.

ALFERMANN, D. Career transition and concomitant changes in athletes. In: WORLD CONGRESS OF SPORT PSYCHOLOGY, 11., 2005, Sidney, Austrália. Proceedings ... Sidney: International Society of Sport Psychology; 2005.

BLOOM, B. S. Developing talent in young people. New York: Ballantine Books; 1985.

SALMELA, J. H. Phases and transitions across sport careers. In: HACKFORT D. (Ed.). Psycho-social issues and interventions in elite sports. Frankfurt: Peter Lang, 1994. p.11-28.

CÔTÉ, J. The influence of the family in the development of talent in sport. The Sport Psychologist, v. 13, p. 395-417, 1999.

BAKER, J.; HORTON, S. A review of primary and secondary influences on sport expertise. High Ability Studies, v. 15, n. 2, p. 211-228, 2004.

COTÉ, J.; LIDOR, R.; HACKFORT, D. ISSP position stand: to sample or to specialize? Seven postulates about youth sport activities that lead to continued participation and elite performance. International Journal of Sport and Exercise Psychology, v. 9, p. 7-17, 2009.

CAFRUNI, C.; MARQUES, A.; GAYA, A. Análise da carreira desportiva de atletas das regiões sul e sudeste do Brasil. Estudo dos resultados desportivos nas etapas de formação. Rev. Port. Cien. Desp, v. 6, n. 1, p. 55-64, 2006.

SAMULSKI, D. M. et al. Análise das transições das carreiras esportivas de ex-atletas de alto nível. Motriz, v. 15, n. 2, p. 310-317, 2009.

MARQUES, M. P. Análise da transição de carreira esportiva de atletas de futebol da fase amadora para a fase profissional. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências do Esporte) - Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

BRASIL. Ministério da Saúde. Conselho Nacional de Saúde. Resolução 196/96 sobre pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União, Brasília, 16 out. 1996. p. 21082-21085.

DONNELLY, P. Problems associated with youth involvement in high-performance sport. In: CAHILL, B. R.; PERAL, A. J. (Ed.). Intensive participation in children's sports. Champaign: Human Kinetics, 1993. p. 95-126.

MORAES, L. C. C. A.; SALMELA, J. H.; RABELO, A. S. Papel dos pais no desenvolvimento de jovens futebolistas. Psicologia: reflexão e crítica, v. 17, n. 2, p. 211-222, 2004.

MCCARTHY, P. J.; JONES, M. V. A qualitative study of sport enjoyment in the sampling years. The Sport Psychologist, v. 21, p. 400-416, 2007.

COTÉ, J. et al. The coaching model: a grounded assessment of expert gymnastic coaches’ knowledge. Journal of Sport & Exercise Psychology, v. 17, n. 1, p. 1-17, 1995.

SALMELA, J. H; MORAES, L. C. C. A. Coaching expertise: an international perspective. In: 10th world congress of sport psychology, 2001, Thessaloniki, Hellas: Christodoulidi, v. 3, p. 156-158, 2001

MORAES, L. C. C. A.; SALMELA, J. H. Development of expertise: The role of coaching, families, and cultural contexts. In: STARKES, J. L.; ERICSSON, K. A. (Ed.). Expert performance in sports: advances in research on sport expertise. Champaign: Human Kinetics, 2003. p. 274-293.

CSIKSZENTMIHALYI, M.; RATHUNDE, K.; WHALEN, S. Talent teenagers: the root of success and failure. Cambridge: Cambridge University Press; 1993.

HOLT, N. L.; DUNN, J. G. H. Toward a grounded theory of the psychosocial competencies and environmental conditions associated with soccer success. Journal of Applied Sport Psychology, v. 16, n. 3, p. 199-219, 2004.

VERNACCHIA, R. A.; MCGUIRE, R. T.; REARDON, J. P.; TEMPLIN, D. P. Psychosocial characteristics of Olympic track and field athletes. International Journal of Sport Psychology, v. 31, n. 1, p. 5-23, 2000.

MALLET, C. J.; HANRAHAN, S. J. Elite athletes: why does the ‘fire’ burn so brightly. Psychology of Sport and Exercise, v. 5, n. 2, p. 183-200, 2004.

BRUNER, M. W.; MUNROE-CHANDLER, K. J.; SPINK, K. S. Entry into the elite sport: a preliminary investigation into the transition experiences of rookie athletes. Journal of Applied Sport Psychology, v. 20, p. 236-252, 2008.

BRANDÃO, M. R. F. et al.Causas e conseqüências da transição de carreira esportiva: uma revisão de literatura. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 8, n. 1, p. 48-58, 2000.

ERICSSON, K. A.; KRAMPE, R. T.; TESCH-ROMER, C. The role of deliberate practice in the acquisition of expert performance. Psychological Review, v. 100, n. 3, p. 363-406, 1993.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.