Coordenação motora em crianças com deficiência auditiva: avaliação e intervenção

  • Luis Gustavo de Souza Pena Universidade Estadual de Campinas
  • José Irineu Gorla Universidade Estadual de Campinas
Palavras-chave: Coordenação motora. Deficiência auditiva. Basquetebol.

Resumo

Crianças com deficiência auditiva apresentam dificuldades nos níveis de coordenação, ritmo e equilíbrio. Com isso, o objetivo deste estudo foi avaliar nessas crianças, através da bateria de testes KTK, seu nível de coordenação motora e analisar a influência de uma intervenção pedagógica, com aulas de iniciação ao basquetebol. A bateria de testes utilizada é composta por quatro tarefas: trave de equilíbrio, saltos monopedais, saltos laterais e transferência lateral. Participaram do estudo alunos regularmente matriculados em uma instituição de ensino para crianças com deficiência auditiva, da cidade de Campinas, de ambos os sexos, sendo 5 meninas e 6 meninos, divididos em Grupo Experimento (n = 6) e Grupo Controle (n = 5). A idade das crianças variou entre 8 e 11 anos. Após o teste, foram ministradas 12 aulas de iniciação ao basquetebol. As sessões tiveram duração de 60 minutos, durante 5 semanas, com freqüência de 4 vezes por semana. Após a intervenção, a bateria de testes foi repetida e os resultados comparados. Para a análise estatística foi utilizado o software SPSS 7,5 para Windwos. Para a análise da normalidade dos dados foi utilizado o teste de Shapiro-Wilk. Diante da normalidade, foi utilizado o teste t para amostras pareadas, no caso da comparação entre os resultados de teste e re-teste. Diante da não normalidade dos dados, foi utilizado o teste de Wilcoxon para a comparação dos resultados teste re-teste. Na comparação das amostras independentes foi utilizado o teste t para amostras independentes em dados normais e o teste de Man Whitney diante da não normalidade dos dados. O valor adotado para significância foi p < 0,05. Comparando os resultados do Grupo Experimento no pré e no pós-teste, apenas na tarefa 4 (Transferência Lateral) foi encontrada diferença significativa. Na comparação das médias do Grupo Experimento e Controle no pós-teste, todas as variáveis avaliadas apresentaram diferença significativa. Esses dados indicam uma tendência a melhora da coordenação motora de crianças com deficiência auditiva. Este estudo mostrou a importância de se realizar trabalhos específicos para esta população, visando o aumento de vivências motoras, proporcionando uma melhora no seu desenvolvimento motor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luis Gustavo de Souza Pena, Universidade Estadual de Campinas
Graduado em administração pela Fundação Armando Álvares Penteado (1980), mestrado em ciências sociais - política pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1983) e doutorado em administração pela Fundação Getulio Vargas - SP (1989). Atualmente é professor titular da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas. Tem produzido principalmante nas áreas de administracao participativa e autogestao, metodologia de pesquisa e qualidade de vida.
José Irineu Gorla, Universidade Estadual de Campinas
Faculdade de Educação Física - UNICAMP - Campinas, São Paulo – Brasil.

Referências

SCHMIDT, S. Hearing impaired students in physical education. Adapted Physical Activity Quarterly, Dallas, v. 2, 1995.

GORLA, J. I. Coordenação motora de portadores de deficiência mental: Avaliação e Intervenção. Dissertação de Mestrado. Campinas. São Paulo, Unicamp, 2001.

GOLDFELD, M. A criança surda: linguagem e cognição numa perspectiva sócio-interacionista. São Paulo: Plexus, 1997.

BAYER, C. O ensino dos desportos colectivos. Lisboa: Dinalivros, 1994.

PAES, R. R.; BALBINO, H. Processo de ensino e aprendizagem do basquetebol: perspectivas pedagógicas. In: Basquetebol: uma visão integrada entre ciência e prática. Barueri: Manole, 2005.

GARDNER, H. Inteligências: um conceito reformulado. Rio de Janeiro, Objetiva, 2003.

ROSSI, T. R. F. Brincar: uma opção para vencer o obstáculo da interação entre mãe ouvinte / filho surdo. Tese de Doutorado. Campinas. São Paulo. Unicamp, 2000.

DUARTE, E.; GORLA, J. I. Pessoas com deficiência. In: GORLA, J. I.; CAMPANA, M. B.; OLIVEIRA, L. Z. (Org.) Teste e avaliação em esporte adaptado. São Paulo: Phorte, 2009.

HORN, D. L. et al. Behavioral assessment of prelingually deafchildren before cochlearimplantation. The Laryngoscope. v.115, p.1603-1611, 2005.

OLIVEIRA, A. C. S.; ALMEIDA, E. O. C.; OLIVEIRA, S. M. S. S.; PINTO, A. B. A. Como brincam as crianças surdas: um estudo à luz da fonoaudiologia. Revista de Psicologia, v.7, n.2, p. 77-84, 2006.

ARAÚJO, C. C. M.; LACERDA, C. B. F. Examinando o desenho infantil como recurso terapêutico para o desenvolvimento da linguagem de crianças surdas. In: Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia, v.13, n.2, p. 186-192, 2008.

DELIBERATO, D. Aspectos da percepção visual em pré-escolares surdos e ouvintes. 2000. Tese (Doutorado) – Universidade estadual de Campinas, Campinas, 2000.

FROSTIG, M. The Marianne Frostig developmental test of visual perception. Palo Alto: Consulting Psychologists, 1964.

BERRY, K.; Kuktenica, N. The Beery-Buktenica developmental test of visual motor integration. 3. ed. Cleveland: Modern Curriculum, 1989.

PASETTO, S. C. Os efeitos da utilização de dicas visuais no processo ensino-aprendizagem de habilidades motoras de aprendizes surdos. 2004. Dissertação (Mestrado) – Universidade estadual de Campinas, Campinas, 2004.

LAFON, J. C. A deficiência auditiva na criança: incapacidades e readaptações. São Paulo: Manole, 1989.

GORLA, J. I.; ARAÚJO, P. F; RODRIGUES, J. L. Avaliação motora em educação física adaptada: teste KTK para deficientes mentais. 2 ed. São Paulo. Phorte, 2009.

KIPHARD, E. J.; SCHILLING, V. F. Köper-koordinations-test für kinder: KTK. Beltz Test Gmbh, Weinhein, 1974.

GORLA, J. I. et al. O teste KTK em estudos da coordenação motora. Conexões, Campinas, v.1, n.1, p. 29-38, 2003.

THOMAS, J. R.; NELSON, J. K.; SILVERMAN, S. Métodos de pesquisa em atividade física. 5 ed. Porto Alegre: Artmed, 2007.

SILVA, F. C.; AQUINO, F. J. M.; BELLO, S. A. F. Avaliação psicomotora em crianças com comprometimento auditivo submetidas ao ensino de LIBRAS. Anuário da Produção de Iniciação Científica Discente, Anápolis, v.12, 2008.

SANTANA, A. P. et al. estatuto simbólico dos gestos no contexto da surdez. In: Psicologia em Estudo, Maringá, v.13, 2008.

LUIZ, T. R. B. Avaliação de um programa de atividades rítmicas adaptada à pessoas surdas para variação dos parâmetros de velocidade no ritmo. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2001.

FOTIADOU, E. G. et al. A. Effect of rhythmic gymnastics on the rhythm perception of children with deafness. Journal of Strength and Conditioning Research, v. 20, n. 2, p. 298-303, 2006.

Como Citar
Pena, L. G. de S., & Gorla, J. I. (1). Coordenação motora em crianças com deficiência auditiva: avaliação e intervenção. Conexões, 8(3), 104-123. https://doi.org/10.20396/conex.v8i3.8637730
Seção
Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)

1 2 > >>