Judô e esporte dos mais jovens: os pais no cenário competitivo

Autores

  • Fabiano Filier Cazetto Universidade Estadual de Campinas
  • Pablo Christiano Lollo Universidade Estadual de Campinas
  • Roberto Rodrigues Paes Universidade Estadual de Campinas
  • José Vieira Salgado Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v8i1.8637760

Palavras-chave:

Judô. Infância. Competição. Judo. Competition. Childwood.

Resumo

A competição de Judô dos mais jovens foi o foco desde estudo, procurou-se traçar um quadro que descreve-se a imagem construída simbolicamente pelos pais de judocas das categorias mirim, infantil, infanto-juvenil. Inicialmente utilizou-se uma entrevista aberta para auxiliar na construção de um instrumento fechado baseado em escala de atitudes. Os pais são importantes “personagens” no ambiente da competição infantil, para eles competir é algo necessário e natural. O Judô é visto como sinônimo de esporte e com valores positivos, porém aceita-se que ele também seja um momento de seleção em que os pais tenham uma influência negativa sobre os filhos. Os pais têm papel fundamental na construção do cenário competitivo, sua influência se da na relação com filhos, professores e dirigentes. Neste sentido destaca-se a importância de que o professor assuma seu papel profissional para um bom aproveitamento educacional deste ambiente auxiliando os mais diversos “personagens”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiano Filier Cazetto, Universidade Estadual de Campinas

Mestre Ciências do Esporte na área de concentração Pedagogia do Esporte. Possui licenciatura em Educação Física, atua principalmente com Lutas e Artes Marciais, vasta experiência em diversas faixas etárias e ambientes (clubes, academias, escolas). Professor de Judô, Jiu-Jitsu. Musculação e Educação Física.

Pablo Christiano Lollo, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel em Educação Física (FEF-Unicamp) Mestre em Nutrição (FEA-Unicamp) Dr (ando) em Nutrição (FEA-Unicamp).

Roberto Rodrigues Paes, Universidade Estadual de Campinas

possui graduação em Educação Física pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1979) , mestrado em Educação pela Universidade Metodista de Piracicaba (1989) e doutorado em Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1996) . Atualmente é Professor Associado da Universidade Estadual de Campinas. Atuando principalmente nos seguintes temas: criança, Esporte, Educação Física.

José Vieira Salgado, Universidade Estadual de Campinas

Mestre em Educação Física Licenciado em Educação Física (FEF-Unicamp) Bacharel em Educação Física (FEF-Unicamp)

Referências

BOURDIEU, P. Questões de Sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

BRASIL. Ministério da Saúde. Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional – SISVAN. Orientações básicas para a coleta, processamento, análise de dados e informação em serviços de saúde. Brasília, DF, 2004. Disponível em: http://www.saude.gov.br/alimentacao. Acesso em: 20 abr. 2005.

CAZETTO, F. F. Ensaio provisório sobre alguns aspetos relevantes para o entendimento tático do Judô tendo em vista a formação global do indivíduo. 2004. 160f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação)-Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2004.

DAMATTA, R. Universo do futebol: esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

DE ROSE JR, D. Esporte e Atividade Física na Infância. Porto Alegre: Artmed, 2002.

DE ROSE JR, D.; TRICOLI, V. Basquetebol uma visão integrada. Barueri: Manole, 2005.

FEDERAÇÃO PAULISTA DE JUDÔ. História do Judô: noções da história. São Paulo. Disponível em: http://www.fpj.com.br/historia/historia.php?id=historia_judo01.htm. Acesso em: 16 jan. 2005.

FORJAZ, C. L. M. Os aspectos fisiológicos do crescimento e do desenvolvimento: influência do exercício físico. In: In: ROSE JUNIOR, D. Esporte e atividade física na infância e na adolescência: Uma abordagem multidisciplinar. Porto Alegre: Artmed, 2002, p.99-108.

FREIRE, J. Educação de Corpo Inteiro: teoria e prática da Educação Física. São Paulo: Scipione, 1989.

FREIRE, J. Jogo: entre o riso e o choro. Campinas: Autores Associados, 2002.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessário à prática educativa. 7 ed. São Paulo: Paz e Terra, 1998.

LAKATOS, E. M.; MARCONI, M. A. Fundamentos de Metodologia Científica. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1995.

LAPA, C. A. S. Competição Infantil, jan., 2002. Disponível em: http://www.judobrasil.com.br/2002/lapa1.htm. Acesso em: 12 mar. 2004.

LIKERT, R. The Method of Constructing an Attitude Scale. New York. Wiley, 1967.

LOLLO, P. C. B.; CAZETTO, F. F.; MONTAGNER, P. C. Aspectos Nutricionais da Competição de Judô em Crianças e Adolescentes. In: Revista Digital EFDeportes. Buenos Aires, v. 10, n. 74, jul. 2004. Disponível em http:// www.efdeportes.com/efd74/judo.htm. Acesso em: 23 nov. 2004.

Macedo, L. Apresentação. In: FREIRE, J. Jogo: entre o riso e o choro. Campinas: Autores Associados, 2002.

MALINA, R. M.; BOUCHARD, C. Atividade Física do atleta jovem: do crescimento à maturação. São Paulo: Roca, 2002.

MATSUDO, V. Lesões e alterações osteomusculares na criança e no adolescente atleta.

MUCCHIELLI R. O questionário na pesquisa psicossocial. 2. ed. São Paulo: M. Fontes, 1979. 176p.

PAES, R. R. Aprendizagem da competição precoce: o caso do Basquetebol. Campinas: Ed. da Unicamp, 1992.

PAES, R. R.. Educação Física Escolar: o esporte como conteúdo pedagógico do ensino fundamental. Canoas: Ulbra, 2001.

PAES, R. R; BALBINO, H. F. Processo de ensino-aprendizagem do basquetebol: perspectivas pedagógicas. In: DE ROSE JUNIOR, D.; TRICOLI, V. Basquetebol uma visão integrada. Barueri: Manole, 2005.

PRONI, M. W. Esporte: história e sociedade. Campinas: Autores Associados, 2002.

RITZ, M. R. . C. Qualidade de Vida no trabalho: construindo, medindo e validando uma pesquisa. 2000. 96f. Dissertação (Mestrado em Qualidade)-Instituto de Matemática, Estatística e Computação Cientifica, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

SAMULSKI, D. M. Psicologia do Esporte: manual para educação física, psicologia e fisioterapia. Barueri: Manole, 2002.

SIMÕES, A.C. ; BÖHME, M. T. S.; LUCATO, S. Rev. paul. Educ. Fís., São Paulo, 13(1): 34-45, jan./jun. 1999.

SOARES, C. L. Educação Física: Conhecimento e Especificidade. In: Revista Paulista de Educação Física. São Paulo, supl.2, p. 6-12, 1996.

SOARES, C. L.; Et al. Metodologia do ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

TANI, G. et al. Educação Física Escolar: fundamentos de uma abordagem desenvolvimentista. São Paulo: Ed. da Universidade, 1988.

TZU, S. A Arte da Guerra. Rio de Janeiro: Record, 1983.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL. Versão em português dos instrumentos de avaliação de qualidade de vida (WHOQOL). 1998. Rio Grande do Sul. Disponível em: http://www.ufrgs.br/psiq/whoqol1.html. Acesso em 15 nov. 2004.

VIRGÍLIO, S. A arte do Judô. 3 ed. Porto Alegre: Rigel, 1994.

WINBERG, R. S.; GOULD, D. Fundamentos da Psicologia do Esporte e do Exercício. Porto Alegre: Armed, 2001.

Downloads

Publicado

2010-04-01

Como Citar

Cazetto, F. F., Lollo, P. C., Paes, R. R., & Salgado, J. V. (2010). Judô e esporte dos mais jovens: os pais no cenário competitivo. Conexões, 8(1), 164–181. https://doi.org/10.20396/conex.v8i1.8637760

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)