Banner Portal
Análise do indice do arco plantar em escolares da zona rural
PDF

Palavras-chave

Escolares da zona rural. Pés. Impressão plantar.

Como Citar

NOBRE, Glauber Carvalho; PEREIRA, Anne Emanuele da Silva; FERREIRA, Maria Nadja dos Santos; MELO, Gertrudes Nunes de; SOUSA, Maria do Socorro Cirilo de. Análise do indice do arco plantar em escolares da zona rural. Conexões, Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 1–12, 2009. DOI: 10.20396/conex.v7i2.8637773. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637773. Acesso em: 19 maio. 2024.

Resumo

O objetivo deste estudo foi investigar o índice do arco plantar IP e prevalência de desvios posturais no segmento pe em escolares. Decorre um estudo descritivo, transversal em 60 escolares, com média de idade (11,15 ± 2,7dp) anos, submetidos ao teste de impressão plantar, equacionando o índice do arco plantar (IP), que estabelece a relação entre a região central e posterior dessa impressão, referenciando em Cavanagh e Rodgers (1987). Utilizou-se do programa SPSS versão 13.00 para estatística descritiva e inferencial. Não foram observadas diferenças significativas do IP dos lados direito e esquerdo quando comparado por dominância do segmento, entre e intergênero. A maioria dos escolares, tanto do sexo masculino quanto do feminino, indicou estar em índices classificatórios considerados normais.
https://doi.org/10.20396/conex.v7i2.8637773
PDF

Referências

AMADIO, A. C. Fundamentos biomecânicos para análise do movimento humano. São Paulo:

Laboratório de Biomecânica: EEFUSP, 1996.

BARELA, J. A. Estratégias de controle em movimentos complexos: ciclo percepção-ação no controle postural. Rev Paul Ed Fis, São Paulo, supl. 3, p.79-88, 2000.

BRUNO, M. Avaliação médica e física para atletas e praticantes de atividades físicas. São Paulo: Roca, 2000.

CARNAVAL, P. E. Medidas e avaliação em ciência do esporte. 6. ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2004.

FERREIRA, M. N. D. S. Prevalência de desvios posturais em escolares das zonas urbana e rural na cidade de Crato, Ceará. 2007. Monografia (Trabalho de Conclusão de Curso Superior de Tecnologia em Gestão Esportiva) - Centro Federal de Educação Tecnológica Unidade de Ensino Descentralizada de Juazeiro do Norte, Juazeiro, 2007.

GALLAHUE, D. L.; OZMUN, J. C. Compreendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças adolescentes e adultos. 3. ed. São Paulo: Phorte, 2005

LIPOSCK, D. B.; ROSA NETO, F.; SAVALL, A. C. Validação do conteúdo do instrumento de avaliação postural – IAP. Disponível em: http://www.efdeportes.com/Revista Digital, Buenos Aires, ano 12, n. 109, jun. 2007.

MALINA, R. M. Motor Development during infancy and early childhood: Overview and suggested directions for research. Int J Sport and Health Sci, v. 2, p. 50-66, 2004.

PAYNE, V. G.; ISAACS, L. D. Human motor development: a life approach. California: Moutan View, 2001.

PRETA, C.; GOMES, J. C. Desenvolvimento de padrões motores: a marcha. 2004. Dissertação (Mestrado) - Faculdade de Motricidade Humana, Universidade Técnica de Lisboa, Lisboa, 2004.

STABELINI NETO, A. et al. Relação entre fatores ambientais e habilidades motoras básicas em crianças de 6 e 7 anos. Rev Mackenzie de Ed Fis Esp, v. 3 n. 3, p. 135-140, 2004.

TEODORO, E. C. M.; TOMAZINI, J. E.; NASCIMENTO, L. F. C. Hálux valgo e pés planos: as forças plantares são iguais? Acta Ortop Bras, São Paulo, v. 15, n. 5, 2007.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.