Banner Portal
Saúde coletiva e atividade física: as políticas públicas respondem e incorporam as realidades setoriais
PDF

Palavras-chave

Promoção da saúde. Atividade física. Políticas públicas.

Como Citar

VICENTIN, Ana Paula Martins; GONÇALVES, Aguinaldo. Saúde coletiva e atividade física: as políticas públicas respondem e incorporam as realidades setoriais. Conexões, Campinas, SP, v. 7, n. 2, p. 24–37, 2009. DOI: 10.20396/conex.v7i2.8637775. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637775. Acesso em: 17 jun. 2024.

Resumo

Assevera-se na identidade da Promoção da Saúde, o significado dos chamados Determinantes Sociais da Saúde, tanto a nível internacional, quanto no âmbito nacional, com destaque para as implicações da atuação da respectiva Comissão Nacional. Nesse quadro teórico-metodológico, situa-se a Saúde Coletiva e Atividade Física como área de conhecimento e intervenção, comprometida com a redução da morbimortalidade devida ao sedentarismo e hipocinesia, tomando-se diferentes projetos realizados em nosso meio como referências de factibilidade e pertinência. Contemplam-se aí ações desenvolvidas com Agentes Comunitários de Saúde, bem como programas para o controle da obesidade e hipertensão arterial, os quais a partir de necessidades biológicas básicas, incorporaram aspectos sociais relevantes, como organização popular, transporte digno, equipamentos para esporte e lazer, reciclagem de materiais utilizados, superação de condições inadequadas de moradia, violência urbana e ausência do poder público. A questão que se coloca na direção das duas ordens de fato apresentadas é em que medida as políticas públicas setoriais vigentes em nosso país poderão ampliar iniciativas dessa natureza, fazendo-as migrar do interior do pioneirismo acadêmico para a realidade do coletivo.
https://doi.org/10.20396/conex.v7i2.8637775
PDF

Referências

BRASIL. Ministério da Saúde. Programa de Aceleração do Crescimento da Saúde. Programa Mais Saúde: 2007. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/pacsaude/index.php. Acesso em: 05 dez. 2007.

BRASIL. Comissão Nacional de Determinantes em Saúde. Grupo Eclético, Missão Comum. RADIS, v. 45, p. 23, 2006.

BUSS, P. M. Uma introdução ao conceito de promoção da Saúde. In: CZERESNIA, D.; FREITAS, C. M. (Org.). Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2003.

CAMPANE, R. Z.; GONÇALVES, A.; CORREA, C. R. A Atividade Física no controle de hipertensão arterial nos Serviços Básicos de Saúde, a partir do Projeto São Marcos, Campinas, SP. In: SIMPÓSIO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E DESPORTOS DO SUL DO BRASIL, 14., Ponta Grossa, 2002. Anais... Ponta Grossa, 2002.

CARVALHO, S. R. Saúde coletiva e promoção da saúde: sujeito e mudança. São Paulo: Hucitec, 2005.

CARVALHO, P. J. A. et al. Efeitos adaptativos em índices antropométricos, decorrentes de programa de Exercícios Físicos associados à dieta, em obesos internados em SPA médico. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 25., São Paulo, out. 2002. Anais... São Paulo, 2002.

CARVALHO, P. J. A.; PADOVANI, C. R.; GONÇALVES, A. Evolução na classificação de índices antropométricos, relacionados a fatores de risco à saúde, no tratamento da obesidade em spa médico. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA E MOTRICIDADE HUMANA, 3., Rio Claro, 2003. Anais... Rio Claro, 2003.

CORRÊA FILHO, H. R.; GONÇALVES, N. N. S.; GONÇALVES, A. Ciência e tecnologia em saúde no

Brasil: modelo de identificação de prioridades setoriais. Rev Bras Admin Publica, São Paulo, v. 28, n.4 p. 18-26, 1994.

GONÇALVES, A. Agentes comunitários de saúde: choque de povo. Cad Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 20, n. 6, p. 1771-1772, 2004.

GONÇALVES, A. Qualidade de vida. In: GONZÁLEZ, F. J.; FENSTERSEIFER, P. E. (Org.). Dicionário crítico de Educação Física. Ijuí: Ed. da Unijuí, 2005. p. 354-356.

GONÇALVES, A. ; VICENTIN, A. P. M. Promovendo e exercendo Economia Solidária através da Saúde e do Esporte: a experiência da Unicamp no Jardim São Marcos, Campinas, SP. In: ENCONTRO INTERNACIONAL DE ECONOMIA SOLIDÁRIA, 2., São Paulo, 2004. Anais... São Paulo, 2004.

HERNÁNDEZ, B.; HAENE, J.; BARQUERA, S. et al. Factores asociados con la actividad física em mujeres mexicanas en edade reproductiva. Rev Panan Salud Publica, v. 14, n. 4, p. 235-245, 2003.

LABONTE, R. Health promotion and empowerment: practice frameworks. Toronto: Center for Health Promotion, 1993.

MONTEIRO, C. A. et al. A descriptive epidemiology of leisure-time physical activity in Brazil, 1996- 1997. Rev Panam Salud Publica, v. 14 n.4 p. 246-254, 2003.

MOURA, A. C. S.; GONÇALVES, A.; CORRÊA C. R. S. Atividade física na capacitação de agentes comunitários: a experiência na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Jardim Santa Mônica - Campinas-SP. In: FÓRUM BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO FÍSICA E CIÊNCIAS DO ESPORTE, Viçosa, 2002. Anais... Viçosa, 2002.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAUDE (OMS). Ação sobre os determinantes sociais da saúde: aprendendo com experiências anteriores. Secretaria da Comissão sobre Determinantes Sociais da Saúde, março de 2005. Disponível em: http://www.determinantes.fiocruz.br/pdf/texto/T4-1_Marmott-AÇÃO%.pdf. Acesso em: 29 dez. 2006.

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAUDE (OPAS). Doenças crônico-degenerativas e obesidade: estratégia mundial sobre alimentação saudável, atividade física e saúde. Brasília: Organização Pan-Americana de Saúde, 2003.

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAUDE (OPAS). CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE, 1., Ottawa, 1986. Anais... Ottawa, 1986. Disponível em: http://www.opas.org.br/coletiva/uploadArq/Ottawa.pdf. Acesso em: 02 out. 2006a.

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAUDE (OPAS). CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE, 2., Adelaide, 1988. Anais... Adelaide, 1988. Disponível em: http://www.opas.org.br/coletiva/uploadArq/Adelaide.pdf. Acesso em: 02 out. 2006b.

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAUDE (OPAS). CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE, 3., Sundsvall, 1991. Anais... Sundsvall, 1991. Disponível em: http://www.opas.org.br/coletiva/uploadArq/Sundsvall.pdf. Acesso em: 02 out. 2006c.

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAUDE (OPAS). CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE, 4., Jacarta, 1997. Anais... Jacarta, 1997. Disponível em: http://www.opas.org.br/coletiva/uploadArq/Jacarta.pdf. Acesso em: 02 out. 2006d.

ORGANIZAÇÃO PANAMERICANA DE SAUDE (OPAS). CONFERÊNCIA INTERNACIONAL SOBRE PROMOÇÃO DA SAÚDE, 5., México, 2000. Anais... México, 2000. Disponível em: http://www.opas.org.br/coletiva/uploadArq/Mexico.pdf. Acesso em: 02 out. 2006e.

PAIM, J. S.; ALMEIDA FILHO, N. Saúde coletiva: uma "nova saúde pública" ou campo aberto a novos paradigmas? Rev Saúde Pública, v. 32 n. 4, p. 299-316, 1998.

PASETTI, S. R.; GONÇALVES, A.; PADOVANI, C. R. Corrida em água profunda para melhora da aptidão física de mulheres obesas: estudo experimental de grupo único. In: SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 27., São Paulo, 2004. Anais... São Paulo: CELAFISCS, 2004.

PATE, R. et al. Physical activity and public health: a recommendation from the Centers for Disease Control and Prevention and the American College of Sports Medicine. JAMA, v. 273, n.5, p. 402-407. Disponível em: http://wonder.cdc.gov/wonder/prevguid0. Acesso em: 15 dez. 2007.

PELLEGRINI FILHO, A. O desafio é a mudança de prioridade: entrevista. RADIS, v. 45, n. 28, 2006.

SECLÉN-PALACÍN, J.; JACOBY, E. R. Factores sociodemográficos y ambientales asociados com La actividad física deportiva en la población urbana del Peru. Rev Panam Salud Publica, v.14 n. 4 p. 255-264, 2003.

SIGERIST, H. E. The university at the crossroads. New York: Henry Schumann, 1946.

TARLOV, A. Social determinantes of health: the sociobiological translation. In: BLANE, D.; BRUNNER, E.; WILKINSON, R. (Ed.). Health and social organization. London: Routledge, 1996.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Community empowerment for health and development. Regional Office for the Eastern Mediterranean, 2003. Disponível em: http://dosei.who.int/uhtbin/cgisirsi/sBpeU9RHyG/199310025/2/1000. Acesso em: 06 dez. 2007.

WORLD HEALTH ORGANIZATION (WHO). Health promotion and healthy lifestyles: A57/Vr/8. Geneva, 2004.

O periódico Conexões: Educação Física, Esporte e Saúde utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.