Percepção do educador físico sobre a escola pública

  • Renato Luz Reis Universidade de Mogi das Cruzes
Palavras-chave: Consciência. Mudança social. Interdisciplinaridade.

Resumo

Esta pesquisa procurou compreender o envolvimento que o educador precisa ter com as pessoas que freqüentam as escolas públicas e sua importância na humanização e formação de seus alunos. Participaram desta pesquisa 25 (vinte e cinco) professores de Educação Física de ambos os sexos e que lecionam na rede pública de ensino estadual, foi utilizado um questionário para a coleta dos dados. Foi verificado que na opinião dos professores entrevistados, o espaço físico adequado 26%, condições materiais 24,7%, são necessárias para a melhoria da escola pública. Os obstáculos que eles encontram são: a política educacional 56,4% e a legislação 25,7%. As mudanças que eles buscariam seria a busca pela interdisciplinaridade 92,6%. Também 23,3%, dos professores dizem que os outros professores, o vêem como aquele que não sabe ler e escrever e 30%, de trabalhador braçal/manual, e outros 30%, não sofre preconceitos. Os professores se vêem como conscientes de seus atos e que a mudança pela melhoria da escola 69,2%, é a sua motivação para continuar a lecionar. Os professores de Educação Física reconhecem sua importância e tem consciência de seu trabalho para a escola pública, e que ela necessita de melhorias que dependem da política educacional e a interdisciplinaridade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Luz Reis, Universidade de Mogi das Cruzes
Graduação completa no curso de Educação Física Licenciatura e Bacharelado em 2009, na Universidade de Mogi das Cruzes São Paulo, Pós Graduado em Ensino de Filosofia pela Universidade UFSCAR, professor Efetivo na rede pública do Estado de São Paulo. 

Referências

BATISTA, L. C. C. Educação Física no ensino fundamental. 2. ed. Rio de Janeiro: 2003.

BARBOSA, C. L. A. Educação Física Escolar. 3. ed. Rio de Janeiro: Vozes, 1997.

BETTI, M. Educação Física e mídia: novos olhares, outras práticas. São Paulo: Hucitec, 2003.

BETTI, M. Educação Física e sociedade. São Paulo: Movimento, 1991.

CAMPOS, N. P. A construção do olhar estético-crítico do educador. Florianópolis: Ed. da USF, 2002.

CASTELLANI FILHO, L. Educação Física no Brasil: a história que não se conta. 5. ed. Campinas: Papirus, 2000.

CUNHA, M. S. V. Educação Física ou ciência da motricidade humana. Campinas: Papirus, 1991.

DARIDO, S. C. Educação Física na escola: questões e reflexões. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.

DAOLIO, J. Da cultura do Corpo. 10. ed. Campinas: Papirus, 2005.

FERREIRA NETO, A. F. Educação Física: ensino e realidade. Ed. da UFES, 1994.

FREIRE, P. A Educação na cidade. 2. ed. São Paulo: Cortez, 1995.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

PEREZ GALLARDO, J. S. Educação Física: contribuições à formação profissional. 4. ed. Íjui: Ed. Da Unijuí, 2004.

GONÇALVES, M. A. S. Sentir, pensar, agir: corporeidade e educação. 2. ed. Campinas: Papirus,

KUNZ, E. Educação Física: ensino e mudanças. 2. ed. Ijuí: Ed. da Unijuí, 2001.

LIBÂNEO, J. C. Democratização da escola pública. 13. ed. São Paulo: Loyola, 1995.

MOREIRA, C. E. Educação Física escolar: desafios e propostas. Jundiaí: Fontoura, 2004.

OLIVEIRA, V. M. Educação Física humanista. Rio de Janeiro: Ao Livro Técnico, 1985.

PAIÂNO, R. Possibilidades de orientação da prática pedagógica do professor de educação física: situações de desprazer na opinião dos alunos. Revista Mackenzie de Educação Física e Esportes, v. 5, 2006. Disponível em: http//: www.mackenzie.com.br/editoramackenzie/revistas/edfisica5n1/art4/edfis/. Acesso em: 17 nov. 2006.

PEREIRA, F. M. Dialética da cultura física. São Paulo: Ícone, 1988.

PIMENTA, S. G. De professores, pesquisa e didática. Campinas: Papirus, 2002.

SANTIN, S. Educação Física: uma abordagem filosófica da corporeidade. Ijuí: UNIJUI, 1987.

SANTOS, E. S. Olho mágico: cotidiano, o debate e a crítica em educação física. Canoas: ULBRA, 2001.

SAVIANI, D. Educação brasileira: estrutura e sistema. 8. ed. Campinas: Autores Associados, 2000.

SAVIANI, D. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 11. ed. Campinas: Autores Associados, 1993.

SILVA, J. M. da. A autonomia na escola pública. Campinas: Papirus, 1996.

VAZ, A. F.; SAYÃO, D. T.; PINTO, F. M. Educação do corpo e formação de professores: reflexões sobre a pratica de ensino de educação física. Florianópolis: Ed da UFSC, 2002.

WENZEL, R. L. Professor: agente da educação? Campinas: Papirus, 1994.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Publicado
2009-05-05
Como Citar
Reis, R. L. (2009). Percepção do educador físico sobre a escola pública. Conexões, 7(1), 77-97. https://doi.org/10.20396/conex.v7i1.8637787
Seção
Artigos