Educação inclusiva na perspectiva dos professores de educação física do município de Santo André

Autores

  • Jorge Marcos Ramos Centro Universitário Claretiano
  • Ciro Winckler Universidade Federal de São Paulo https://orcid.org/0000-0002-9595-8144
  • Servio Antonio Bucioli Centro Universitário Claretiano

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v14i2.8645959

Palavras-chave:

Educação inclusiva, Pessoas com deficiências, Educação física inclusiva

Resumo

A educação no Brasil só foi introduzida como um assunto importante de acordo com a necessidade do momento e com a educação inclusiva não foi diferente, seu desenvolvimento começou a ser questionado a partir de movimentos insatisfeitos com a situação. O objetivo desta pesquisa foi verificar as atitudes dos professores de educação física em relação à presença de alunos com deficiências em suas aulas regulares, para tanto foi aplicado um questionário contendo 18 questões. Para verificar se existiam diferenças entre as proporções obtidas para cada afirmação, foi utilizado o teste Qui-Quadrado e o nível de significância adotado foi p<0,05. As diferenças foram significativas em 15 questões. Participaram da pesquisa 77 professores da rede regular de ensino do Município de Santo André. Dentre os participantes observou-se que a maioria deles acreditam nas potencialidades desses alunos e que a inclusão é benéfica para todos àqueles que fazem parte da rotina escolar. Mesmo com essa consciência somente 2,6% relataram que tinham conhecimento para trabalharem com os alunos com deficiência e 3,9% se sentem preparados para trabalharem com esse grupo, contudo 74% dos professores relataram que pretendem participar de cursos e palestras relacionadas à pessoa com deficiência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jorge Marcos Ramos, Centro Universitário Claretiano

Professor de Educação Física da Rede Pública de Santo André, Professor da Universidade Anhanguera - Campus Santo André

Referências

JANNUZZI, Gilberta de Martino. A educação do deficiente no Brasil: dos primórdios ao início do século XXI. Campinas: Autores Associados, 2004.

KUPFER, Maria Cristina M.; PETRI, Renata. Por que ensinar a quem não aprende? Estilos da Clínica: revista sobre a infância com problemas, São Paulo, v. 5, n. 9. p. 109-117, 2000.

MAZZOTTA, Marcos J. S. Educação especial no Brasil: história e políticas públicas. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2003.

BRASIL. Casa Civil. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Imprensa Oficial, 1988.

BRASIL. Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência (CORDE). Declaração de Salamanca e linha de ação sobre necessidades educativas especiais. Brasília, 1994.

BRASIL. Ministério da Educação e Cultura. LDB. Lei de Diretrizes e Bases da Educação. Brasília: Imprensa Oficial, 1996.

GORGATTI, Marcia Greguol; COSTA, Roberto Fernandes. Atividade física adaptada. Barueri: Manole, 2005.

MELLO, Marco Túlio; WINCKLER, Ciro. Esporte paralímpico. São Paulo: Atheneu, 2012.

ROSADAS, Sidney de Carvalho. Educação física e prática pedagógica: portadores de deficiência mental. Vitória: Ed. da UFES, 1994.

GORGATTI, Marcia Greguol. Educação física escolar e inclusão: uma análise a partir do desenvolvimento motor e social de adolescentes com deficiência visual e das atitudes dos professores. 205. 173 f. Tese (Doutorado) - Universidade de São Paulo, São Paulo, 2005.

SATO, Carlos; CARDOSO, Ana Maria; TOLOCKA, Rute Estanislava A inclusão de pessoas com necessidades educativas especiais nas escolas regulares: receio ou coragem? In: VENÂNCIO, Silvana; AUGUSTO, Dulce Inês L. S. (Ed.). Pedagogia do movimento: coletânea de textos. Campinas: Unicamp/FEF/DEM, 2002. CD-ROM.

MAUERBERG-DECASTRO, Eliane. Realizações e perspectivas na área de atividade física adaptada e contribuições da área de comportamento motor. Revista da Sociedade Brasileira de Atividade Motora Adaptada, v. 7, n. 1, p. 33-40, dez. 2002.

GORGATTI, Marcia Greguol; DE ROSE JÚNIOR, Dante. Percepção dos professores quanto à inclusão de alunos com deficiência em aulas de educação física. Movimento, Porto Alegre, v. 15, n. 2, p.119-140, abr./jun. 2009. Disponível em: http://www.seer.ufrgs.br/Movimento/article/viewFile/2971/5138. Acesso em: 10 set. 2013.

SIDERIDIS, G. D.; CHANDLER, J.P. Assessment of teacher attitudes toward inclusion of students with disabilities: a confirmatory factor analysis. Adapted Physical Activity Quarterly, Champaign, v. 14, p. 51-64, 1997.

KOZUB, F. M.; PORRETTA, D. L. Interscholastic coache’s attitudes toward integration of adolescents with disabilities. Adapted Physical Activity Quarterly, Champaign, v.15, p. 328-344, 1998.

RODRIGUES, David. Educação física perante a educação inclusiva: reflexões conceituais e metodológicas. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 14, n. 1, p. 67-73, 2003. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/RevEducFis/article/view/3649/2515. Acesso em: 10 abr. 2014.

SANT’ANA, Izabella Mendes. Educação inclusiva: concepções de professores e diretores. Psicologia em Estudo, Maringá, v. 10, n. 2, p. 227-234, maio/ago. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/pe/v10n2/v10n2a09.pdf. Acesso em: 14 abr. 2014.

GORGATTI, Marcia Greguol et al. Atitudes dos professores de educação física do ensino regular com relação a alunos portadores de deficiência. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, Brasília, v. 12. n 2, p. 63-68, jun. 2004. Disponível em: http://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/viewFile/558/582. Acesso em: 10 set. 2013.

ALMEIDA, Dulce Barros de. Do especial ao inclusivo? um estudo da proposta de inclusão escolar da rede estadual de goiás, no município de Goiânia. 2003. 204 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2003.

Downloads

Publicado

2016-08-02

Como Citar

RAMOS, J. M.; WINCKLER, C.; BUCIOLI, S. A. Educação inclusiva na perspectiva dos professores de educação física do município de Santo André. Conexões, Campinas, SP, v. 14, n. 2, p. 1–16, 2016. DOI: 10.20396/conex.v14i2.8645959. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8645959. Acesso em: 25 jan. 2022.

Edição

Seção

Artigo Original