Esporte, educação, luta, jogo, cultura ou música? os diferentes significados atribuídos à capoeira em um periódico científico

  • Marcos Brayer Gomes Centro Universitário Augusto Motta
  • Marcos Paulo Lima de Freitas Centro Universitário Augusto Motta
  • Felipe da Silva Triani Universidade do Grande Rio http://orcid.org/0000-0001-6470-8823
  • Jorge Felipe Columá Centro Universitário Augusto Motta
Palavras-chave: Ciência do Esporte, Educação Física, Professor, Mestre

Resumo

Este estudo teve como objetivo identificar as palavras que mais são associadas à capoeira no âmago de uma revista científica. Foi realizado uma pesquisa bibliográfica, tendo como amostra 8 artigos publicados na “Revista Pensar a Prática”. O tratamento dos dados se deu por meio de análise de conteúdo. Os resultados foram expressos por meio das categorias Esportes, Educação, Luta, Jogo, Cultura e Música, sendo a segunda e a quinta as categorias que mais são associadas à capoeira. Como conclusão, evidenciou-se a heterogeneidade das associações atribuídas à capoeira, pois até mesmo dentro de um único periódico científico a arte recebe diferentes associações de significados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcos Brayer Gomes, Centro Universitário Augusto Motta

Atuando em avaliação morfofuncional, preparação física, utilizando conhecimento anatômicos e biomecânicos adquiridos nos estudos de expecialização , atuando também no desenvolvimento e detecção de qualidades físicas básicas.

Marcos Paulo Lima de Freitas, Centro Universitário Augusto Motta
Centro Universitário Augusto Motta
Felipe da Silva Triani, Universidade do Grande Rio

Mestre em Humanidades, Culturas e Artes - UNIGRANRIO.

Jorge Felipe Columá, Centro Universitário Augusto Motta
Doutor em Educação Física - UGF

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. Lisboa, Portugal; Edições 70, LDA, 2008.

BOLA SETE. Mestre. A capoeira de Angola na Bahia. Pallas, 1989.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Educação Física – Secretaria de Educação Fundamental. 2 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2007.

COLUMÁ, Jorge Felipe. CHAVES, Simone Freitas. Capoeira e psicomotricidade: brincando e aprendendo a jogar. São Paulo: Vozes, 2017.

COLUMÁ, Jorge Felipe, CHAVES, Simone Freitas, TRIANI, Felipe da Silva. Resenha do livro “Capoeira uma herança cultural afro-brasileira”, escrito por Elisabeth Vidor e Letícia Reis, Editora Selo Negro, 2013. Movimento, v. 21, p. 1123-1128, 2015.

PASQUA, Lívia de Paula Machado; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; PAOLIELLO, Elizabeth. Competições de capoeira: apontamentos preliminares sobre os jogos regionais realizados pela FECAESP e pela abadá-capoeira no Estado de São Paulo. Pensar a Prática, Goiânia, v. 15, p. 272-550, 2012.

FALCÃO, José Luiz Cerqueira. Para além das metodologias prescritivas na educação física: a possibilidade da capoeira como complexo temático no currículo de formação profissional. Pensar a Prática, Goiânia, v. 7, p. 155-170, 2004.

FONTOURA, Adriana Raquel Ritter.; GUIMARÃES, Adriana Coutinho Azevedo. História da capoeira. Revista da Educação Física/UEM , Maringá, v. 13, p. 141-150, 2008.

HEINE, Vinícius; CARBINATTO, Michele Viviene; NUNOMURA, Myrian. Estilos de Ensino e a Iniciação da Capoeira para crianças de 7 a 10 anos de idade. Pensar a Prática, Goiânia, v. 12, p. 1-12, 2009.

LIBERAC, Antonio Cardoso Simões Pires. A capoeira no jogo das cores: criminalidade, cultura e racismo na cidade do Rio de Janeiro (1890–1937). 1996. Dissertação (Mestrado) – Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 1996.

LUSSAC, Ricardo Martins Porto; TUBINO, Manoel José Gomes. Capoeira: a história e trajetória de patrimônio cultural do Brasil. Revista da Educação Física/UEM, Maringá, v. 20, n. 1, 2009.

MELO, Wellington Enéas de et al. Tradição x formação: tensões no campo profissional da capoeira. Corpus et Scientia, v. 11, p. 95-108, 2015.

MELLO, André da Silva et al. A construção da diferença: rivalidade e violência entre os grupos de capoeira de Piúma/ES. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, p. 1-17, 2010.

MELLO, André da Silva et al. Protagonismo de pessoas com deficiência intelectual no processo de ensino-aprendizagem da capoeira. Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, p. 214-227, 2014.

MORAES FILHO, José Alexandre Melo. Capoeiragem e capoeiras célebres. In: MORAIS FILHO, Melo. Festas e tradições populares do Brasil. São Paulo: EUSP: Itatiaia, 1979.

MOREIRA, Jorge Felipe Fonseca. Da Navalha ao Berimbau: a malandragem no imaginário da capoeira carioca. 2011. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Universidade Gama Filho, 2011.

NORONHA, Flavia Dayana; PINTO, Rubia-Mar Nunes. Capoeira nas Aulas de Educação Física: Uma Proposta de Intervenção. Pensar a Prática, Goiânia, v. 7, p. 123-138, 2004.

REIS FILHO, A. D.; SCHULLER, J. A. P. A capoeira como instrumento pedagógico no aprimoramento da coordenação motora de pessoas com Síndrome de Down. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, p. 1-21, 2010.

SANTOS, Gilbert de Oliveira; PALHARES, Leandro Ribeiro. A capoeira na formação docente de educação física. Pensar a Prática, Goiânia, v. 13, p. 1-14, 2010.

Publicado
2018-05-07
Como Citar
Gomes, M. B., Freitas, M. P. L. de, Triani, F. da S., & Columá, J. F. (2018). Esporte, educação, luta, jogo, cultura ou música? os diferentes significados atribuídos à capoeira em um periódico científico. Conexões, 16(1), 17-30. https://doi.org/10.20396/conex.v16i1.8649832
Seção
Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)