Não foi casualidade - o circo como opção profissional

entrevista com André Sabatino

Palavras-chave: Circo, Formação inicial, Artes, Ginástica, Esporte.

Resumo

Mais do que o resultado de uma entrevista, o presente texto expressa um diálogo que se prolongou por muitos anos. Trata-se, pois, de um relato comentado e referenciado sobre a trajetória profissional de André Sabatino desde sua formação inicial em Educação Física até a consolidação de sua carreira como artista circense. Seu percurso mostra claramente que a universidade pode e deve ser um espaço mais arejado, amplo e diverso. Suas palavras reforçam a ideia de que as experiências formativas no campo da Educação Física precisam oferecer diferentes oportunidades e permitir “alçar distintos voos”, incluindo, por que não, o da profissionalização artística. Um exemplo potente de que as fronteiras do conhecimento e das “disciplinas universitárias” precisam ser revistas, visando contribuir para uma educação alinhada aos desafios contemporâneos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marco Antonio Coelho Bortoleto, Universidade Estadual de Campinas.
Graduado (Licenciatura Plena) em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (1997), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2000) e Doutorado em "La investigación en la actividad física y deporte" pela Universidade de Lleida (2004) no Instituto Nacional de Educação Física da Catalunha (INEFC) na Espanha. Casado e pai da Letícia! Atualmente é professor da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) e desenvolve pesquisa de pós-doutorado no Laboratório do Centro de Estudos das Actividades Desportivas - CEAD, da Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade Técnica de Lisboa (UTL - Portugal) (2010-2011). Pesquisa na área de Educação Física, com ênfase na Ginástica e no Circo, enfocando nas seguintes temáticas: cultura de treinamento da ginástica artística (antropologia do esporte e etnografia), relações das atividades circenses com a educação física, formação e conceitos da ginástica geral, formação de acrobatas, bem como em estudos fundamentados na Praxiologia Motriz.
Rita de Cassia Fernandes Miranda, Universidade Federal de Uberlândia
Doutora em Educação (UNICAMP, 2015). Mestre em Educação Física (UNICAMP, 2004). Licenciada em Educação Física (UNICAMP, 2001). Atuou como professora na rede municipal de ensino de Sorocaba S/P. Tem experiência na área de formação de professores dos cursos de Educação Física e Pedagogia. Atua com as disciplinas de Educação Física escolar, Dança, Ginástica e Circo. Atuou como docente da ESAMC - Sorocaba, do Centro Universitário Nossa Senhora do Patrocínio, da Escola Superior de Educação Física de Jundiaí e da Universidade Federal de Juiz de Fora (Campus GV). Atualmente é docente da Universidade Federal de Uberlândia, membro do Grupo de Estudos e Pesquisas CIRCUS da FEF UNICAMP e coordenadora do Núcleo de Pesquisas em Ginástica e Circo (NUPEGIC).

Referências

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; CELANTE, Adriano Rogério. O ensino das atividades circenses no curso de Educação Física: experiências na universidade pública e privada. In: PEREIRA, Elizabete Monteiro de Aguiar; CELANI, Gabriela; GRASSI-KASSISSE, Dora Maria (Org.). Inovações curriculares: experiências no ensino superior. Campinas: FE/UNICAMP, 2011, p. 178-190.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; MALLET, Rodrigo Duprat; TUCUNDUVA, Bruno Barth Pinto. Atividades circenses na FEF-UNICAMP: a construção de uma nova área de estudos e pesquisa. In: BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; ONTAÑÓN, Teresa Barragan; SILVA, Erminia (Org.). Circo: horizontes educativos. Campinas: Autores Associados, 2016, p. 225-257.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho et al.. O circo na universidade: por uma coerência entre as práticas de ensino, pesquisa e extensão. In: SCHNEIDER,Omar; GAMA, Jean Carlos Freitas. (Org.). Educação Física e seus caminhos: programa de educação tutorial. Vitória: Virtual Livros, 2017, p. 139-160.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; SILVA, Ermínia. Circo: educando entre as gretas. Rascunhos - Caminhos da pesquisa em Artes Cênicas, v. 4, n. 2, p. 102-117, 2017.

BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Entre o esporte e a arte circense: entrevista com Mariana Maekawa. Conexões, Campinas, v. 13, p. 230-235, maio 2015. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8637586.

BURNIER, Luís Otávio. A arte de ator: da técinica à represerntação. Campinas: Ed. da Unicamp, 2001.

CHIODA, Rodrigo A. Uma aventura da alegria e do risco: narrativas de um professor de educação física sobre o ensino das atividades circenses. Tese (Doutorado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2018.

COELHO, Gabriel M. Quando o Chão não Basta – Reflexões sobre a Virtuose Acrobática em uma Criação Aérea Circense. Dissertação (Mestrado em Artes da Cena) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2016.

COELHO, Marília; MINATEL, Roseane. Circo: a arte do riso e prática da reconstrução social. TÓPOS, v. 5, n. 1, p. 203-230, 2011. Disponível em: http://revista.fct.unesp.br/index.php/topos/article/view/2278.

DUPRAT, Rodrigo Mallet. Realidades e particularidades da formação do profissional circense no Brasil: rumo a uma formação técnica e superior. Tese (Doutorado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2014.

MATHEUS, Rodrigo Inácio Corbicier. As produções circenses dos ex-alunos das escolas de circo de São Paulo, na década de 1980 e a constituição do Circo Mínimo. Dissertação (Mestrado em Artes) –Instituto de Artes, Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2016.

MIRANDA, Rita de Cassia Fernandes. Do tecido à lona: as práticas circenses no "tear" da formação inicial em educação física. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2015.

OLIVEIRA, Maurício S.; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. A ginástica artística masculina brasileira no panorama mundial competitivo (1987-2008). Revista Motriz, v. 15, p. 297-309, 2009.

PAOLIELLO, Elisabeth et al. Grupo Ginástico Unicamp 25 anos. Campinas: Ed. da Unicamp, 2014.

STOPPEL, Erica R. O artista, o trapézio e o processo de criação: reflexões de uma trapezista da cena contemporânea. Dissertação (mestrado) – Instituto de Artes, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2017.

Publicado
2018-09-28
Como Citar
Bortoleto, M. A. C., & Miranda, R. de C. F. (2018). Não foi casualidade - o circo como opção profissional. Conexões, 16(3), 395-408. https://doi.org/10.20396/conex.v16i3.8652918
Seção
Entrevista