Frequência e eficácia dos arremessos por classe funcional e zonas de ataque na elite do basquetebol em cadeira de rodas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/conex.v20i00.8660089

Palavras-chave:

Ciência do esporte, Análise de jogo, Esporte paralímpico

Resumo

Objetivo: O objetivo do estudo foi comparar as tentativas e eficácia dos arremessos entre as classes funcionais e zonas de ataque do basquetebol masculino em cadeira de rodas. Métodos: Os relatórios técnicos oficiais de todas as 42 partidas dos Jogos Paralímpicos Rio 2016 foram analisados e a quantidade de tentativas e eficácia por classe e quatro zonas de ataques foram anotadas. Para a comparação das distribuições de tentativas de arremessos por classes funcionais e zonas de ataque foi utilizado o teste qui-quadrado. Já o ANOVA one-way foi utilizado para verificar os efeitos principais das porcentagens do total de acertos e tentativas dos arremessos para cada zona da quadra e entre classes funcionais. Resultados e conclusão: Os principais resultados demonstraram que as classes mais elevadas (i.e., 3.0, 3.5, 4.0 e 4.5) representam 76% de todos os arremessos do jogo. Jogadores da classe 3.0 obtiveram significativamente maior frequência de arremessos nas zonas 1, 2 e 4 (áreas mais próximas da cesta). Enquanto os atletas da classe 4.0, apresentaram mais tentativas na zona 3 (área mais distante da cesta). Os jogadores das classes 3.5 e 4.0, comparados à classe 1.0, apresentaram maior eficácia na zona 1 (dentro do garrafão).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Rosatti Giacomini Ribeiro, Universidade de São Paulo

Graduação em Educação Física pela Universidade de São Paulo.

Isabella dos Santos Alves, Universidade Estadual de Campinas

Doutoranda em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas.

Weslley Matheus Malachias, Universidade de São Paulo

Mestre em Educação F´ísica pela Universidade de São Paulo.

Márcio Pereira Morato, Universidade de São Paulo

Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas. Docente da Escola de Educação Física e Esporte de Ribeirão Preto, Universidade de São Paulo.

Referências

CASTELLANO, Márcia Lomeu. Classificação funcional no basquete sobre rodas: critérios e procedimentos. 2001. 255 f. Dissertação (Mestrado em Educação Física) – Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, 2001.

CAVEDON, Valentina; ZANCANARO, Carlo; MILANESE, Chiara. Physique and performance of young wheelchair basketball players in relation with classification. Verona: PloS One, 2015. v. 10, n. 11.

DE WITTE, Annemarie M. H.; HOOZEMANS, Marco J.M.; BERGER, Monique A.M.; van der WOUDE, Lucas H.V.; VEEGER, Dirkjan H.E.J. Do field position and playing standard influence athlete performance in wheelchair basketball?. Journal of sports sciences, Londres, v. 34, n. 9, p. 811-820, ago. 2015.

DE WITTE, Annemarie M. H.; HOOZEMANS, Marco J.M.; BERGER, Monique A.M.; van der WOUDE, Lucas H.V.; VEEGER, Dirkjan H.E.J. Effects of Offense, Defense, and Ball Possession on Mobility Performance in Wheelchair Basketball. Human Kinetics, 2017. vol. 34, n. 4.

GARGANTA, Julio. A análise da performance nos jogos desportivos: Revisão acerca da análise do jogo. Revista portuguesa de ciências do desporto, Porto, v. 1, n. 1, p. 57-64, 2001.

IPC, International Paralympic Committee. IPC Historical Results Archive. Disponível em: <https://www.paralympic.org/sdms4/hira/web>. Acesso em 07 abril. 2020.

MARQUES, Rui David; ALVES, Marco Antonio Ferreira. Basquete em Cadeira de Rodas. In: MELLO, Marco Túlio; WINCKLER, Ciro. Esporte Paralímpico. São Paulo: Atheneu, 2012. p. 75-81.

STROHKENDL, Horst. The 50th anniversary of wheelchair basketball. International Wheelchair Basketball Federation. Waxmann, 1996.

VANLANDEWIJCK, Yves C.; EVAGGELINOU, Christina.; DALY, Daniel J.; VERELLEN, Joeri; van HOUTTE, Siska; ASPESLAGH, Vanessa; HENDRICKX, Robby; PIESSENS, Tine; ZWAKHOVEN, Bjorn. Proportionality in wheelchair basketball classification. Adapted Physical Quarterly. v. 20, n. 4, p. 369-380, 2003.

VANLANDEWIJCK, Yves C.; EVAGGELINOU, Christina.; DALY, Daniel J.; VERELLEN, Joeri; van HOUTTE, Siska; ASPESLAGH, Vanessa; HENDRICKX, Robby; PIESSENS, Tine; ZWAKHOVEN, Bjorn. The relationship between functional potential and field performance in elite female wheelchair basketball players. Journal of Sports Sciences, Londres, v. 22, n. 7, p. 668-675, 2004.

Downloads

Publicado

2022-03-21

Como Citar

Ribeiro, M. R. G. ., Alves, I. dos S. ., Malachias, W. M. ., & Morato, M. P. . (2022). Frequência e eficácia dos arremessos por classe funcional e zonas de ataque na elite do basquetebol em cadeira de rodas. Conexões, 20(00), e022002. https://doi.org/10.20396/conex.v20i00.8660089

Edição

Seção

Artigo Original

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)