Banner Portal
Práticas corporais e população LGBTI+ na Educação Física
PDF

Palavras-chave

Práticas Corporais
Revisão de Escopo
Minorias Sexuais e de Gênero
Educação Física

Como Citar

POLO, Maria Clara Elias; OLIVAR, Jose Miguel Nieto; TAVARES, Giselle Helena. Práticas corporais e população LGBTI+ na Educação Física: uma revisão de escopo. Conexões, Campinas, SP, v. 20, n. 00, p. e022007, 2022. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8666520. Acesso em: 21 jun. 2024.

Resumo

Objetivo: Este estudo objetivou mapear as produções científicas sobre práticas corporais e população LGBTI+ no Brasil, bem como, compreender especificamente se a área da Educação Física produz referenciais que versam sobre essa temática. Buscou-se também, compreender na área de conhecimento Educação Física. Método: As bases de dados utilizadas foram: SciELO, LILACS, SPORTDiscus e Scopus (via EBSCO). Foram utilizadas as palavras-chave Homossexualidade; LGBT; lésbica; gay; transexual; transgênero; travesti; bissexuais; diversidade sexual; diversidade de gênero; identidade de gênero; orientação sexual; homo/trans/lesbo/fobia; sexualidade; orientação sexual em combinação com o termo “práticas corporais”. Quatorze estudos foram incluídos. Resultados: Todas as pesquisas selecionadas possuem caráter qualitativo. A maioria das revistas em que os manuscritos foram publicados atuam na produção de conhecimento na Educação Física (EF). O campo do conhecimento com maior aporte teórico voltado ao tema é o campo da EF Escolar, seguido pelo campo do Esporte. Nota-se, a importância da interface dos estudos de gênero e sexualidade oriundos das Ciências Sociais/Humanas com a Educação Física. Conclusão: Conclui-se que mesmo sem um filtro cronológico, apenas 14 estudos foram encontrados, entre os anos 2010 e 2020, corroborando com a timidez já enunciada sobre pesquisas que versam sobre sexualidade e gênero na EF.

PDF

Referências

ALTMANN, Helena. Educação física escolar: relações de gênero em jogo. São Paulo: Cortez, 2015.

ARAÚJO, Allyson. C. Gênero, Sexualidade e Esporte no Cinema. Revista Brasileira de Ciência e Movimento, v. 23, n. 1, p. 172–181, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.18511/0103-1716/rbcm.v23n1p172-181. Acesso em: 20 maio 2021.

BAIOCCO, Roberto; PISTELLA, Jessica; SALVATI, Marco; IOVERNO, Salvatore. LUCIDI, Fabio. Sports as a risk environment: Homophobia and bullying in a sample of gay and heterosexual men. Journal of Gay and Lesbian Mental Health. v 22, n. 4, p. 385–411, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.1080/19359705.2018.1489325. Acesso em: 20 maio 2021.

BENEVIDES, Bruna G.; NOGUEIRA, Sayonara. Dossiê: assassinatos e violência contra travestis e transexuais brasileiras em 2019. São Paulo: Expressão Popular, ANTRA, IBTE, 2020.

BUTLER, Judith. Problemas de Gênero: feminismo e subversão de identidade. 19. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2019a.

BUTLER, Judith. Atos performáticos e a formação dos gêneros: um ensaio sobre fenomenologia e teoria feminista. In: LORDE, Audre et., al. Heloisa Buarque de Hollanda (org.). Pensamento Feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do tempo, 2019b, p. 213-234.

CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA. Plano Municipal Lgbti+ 2020-2021. Lisboa.

CASPERSEN, Carl. J.; POWELL, Kenneth. E.; CHRISTENSON, Gregory. M. Physical activity, exercise, and physical fitness: definitions and distinctions for health-related research. Public Health Report, v. 100, p. 126–131, 1985.

CHAVES, Paula N.; ARAÚJO, Allyson C. Thinking the body transvestite and transsexual in sport: a analysis of the film Beautiful Boxer. Motrivivência, v. 27, n. 45, p. 219-229, 2015. Disponível em: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1610. Acesso em: 20 maio 2021.

CUNNINGHAM, George. B.; PICKETT, Andrew. C. Trans prejudice in sport: Differences from LGB prejudice, the influence of gender, and changes over time. Sex Roles: A Journal of Research, v. 78, n. 3–4, p. 220–227, 2018. Disponível em: https://psycnet.apa.org/doi/10.1007/s11199-017-0791-6. Acesso em: 20 maio 2021.

CUNNINGHAM, George B. Sexual orientation and gender identity in sport: Essays from activists, coaches, and scholars. Texas: College Station, Center for Sport Management Research and Education, 2012.

CUNNINGHAM, George B. Understanding the experiences of LGBT athletes in sport: A multilevel model. APA handbook of sport and exercise psychology, volume 1: Sport psychology, v. 1, p. 367–383, 2019.

DAOLIO, Jocimar. Educação Física e pesquisa sociocultural. In: STIGGER, Marco Paulo (Ed.). Educação Física + Humanas. Campinas: Autores Associados, 2015. p. 246.

FRANCO, Neil. A Educação Física como território de demarcação dos gêneros possíveis: vivências escolares de pessoas travestis, transexuais e transgêneros. Motrivivência, v. 28, n. 47, p. 47, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.5007/2175-8042.2016v28n47p47. Acesso em: 20 maio 2021.

FOUCAULT, Michel. História da sexualidade, V.1: A vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal ed., 1988.

GARCIA, Rafael; BRITO, Leandro. Performatizações Queer Na Educação Física Escolar. Movimento, v. 24, n. 4, p. 1321–1334, 2018. Disponível em: https://doi.org/10.22456/1982-8918.82502. Acesso em: 20 maio 2021.

GARCIA, Rafael M.; PEREIRA, Erik G. B. A opinião de atletas e treinadores de voleibol sobre a participação de mulheres trans. Movimento, v. 26, p. e26068, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.22456/1982-8918.101993. Acesso em: 20 maio 2021.

GOELLNER, Silvana V. A educação dos corpos, dos gêneros e das sexualidades e o reconhecimento da 1 diversidade. Cadernos do RBCE, n. 2009, p. 71–83, 2010. Disponível em: http://revista.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/view/984. Acesso em: 20 maio 2021.

GRANT, Maria J.; BOOTH, Andrew. A typology of reviews: An analysis of 14 review types and associated methodologies. Health Information and Libraries Journal, v. 26, n. 2, p. 91–108, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1111/j.1471-1842.2009.00848.x. Acesso em: 20 maio 2021.

GRESPAN, Carla L.; GOELLNER, Silvana V. Fallon Fox: Um Corpo Queer No Octógono. Movimento, v. 20, n. 4, p. 1265, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.22456/1982-8918.46216. Acesso em: 20 maio 2021.

JAGOSE, Annemarie. Queer Theory – an introduction. New York: New York University Press, 1996.

HALL, William. J.; RODGERS, Grayson K. Teachers’ attitudes toward homosexuality and the lesbian, gay, bisexual, and queer community in the United States. Social Psychology of Education, v. 22, p. 23–4, 2019. Disponível em: https://link.springer.com/article/10.1007/s11218-018-9463-9. Acesso em: 20 maio 2021.

HARTMANN-TEWS, Ilse; BRAUMÜLLER, Birgit; MENZEL, Tobias; TORRANCE, Hugh; MARSHALL, Andrew. Sexual orientation, gender identity and sport: Selected findings and recommendations for action - Scotland. FIS – Publikationen Sexual orientation, gender identity and sport, p. 10, 2019. Disponível em: https://fis.dshs-koeln.de/portal/files/5042847/OUTSPORT_SCOTLAND_WEB.pdf. Acesso em: 20 maio 2021.

IWAMOTO, Thiago C.; AMORIM, Wanderson A.; SEABRA, André L. Docência universitária e a formação de professores de Educação Física: a relação entre conteúdos e gênero. Periódicus, n. 14, v.2, 2021. https://doi.org/10.9771/peri.v2i14.28532. Acesso em: 20 maio 2021.

JOANNA BRIGGS INSTITUTE (JBI). Methodology for JBI Scoping Reviews - Joanna Briggs. 2015. Disponível em: http://joannabriggs.org/assets/docs/sumari/ Reviewers-Manual_Methodology-for-JBI-Scoping-Reviews_2015_ v2.pdf. Acesso em: 10 nov. 2020.

KUNZ, Eleanor. Educação Física: ensino e mudança. Ijuí: Unijuí, 1991.

LAZZAROTTI FILHO, Ari; SILVA, Ana Marcia; ANTUNES, Priscilla de Cesaro; SILVA, Ana Paula Salles da; LEITE, Jaciara Oliveira. O termo práticas corporais na literatura científica brasileira e sua repercussão no campo da educação física. Movimento, v. 16, n. 1, p. 11–29, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.22456/1982-8918.9000. Acesso em: 20 maio 2021.

LOURO, Guacira L. (Org). O Corpo Educado: pedagogias de sexualidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2000.

MARCHI JÚNIOR, Wanderley. O esporte “em cena”: perspectivas históricas e interpretações conceituais para a construção de um Modelo Analítico. The Journal of the Latin American Socio-cultural Studies of Sport, v. 5, n. 1, p. 46–67, 2015. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5380/jlasss.v5i1.43890. Acesso em: 20 maio 2021.

MISKOLCI, Richard. A Teoria Queer e a Sociologia: o desafio de uma analítica da normalização. Sociologias, Porto Alegre, v. 11, n. 21, p. 150-182, jan./jun. 2009. Disponível em: https://www.scielo.br/pdf/soc/n21/08.pdf. Acesso em: 20 maio 2021.

O'HIGGINS-NORMAN, James. Equality in the provision of social personal and health education in the Republic of Ireland: The case of homophobic bullying?. Pastoral Care in Education, v. 26, n.2, p. 69–81, 2008. Disponível em: https://doi.org/10.1080/02643940802062568. Acesso em: 20 maio 2021.

O'HIGGINS-NORMAN, James. Straight talking: explorations on homosexuality and homophobia in secondary schools in Ireland, Sex Education, v. 9 n. 4, p. 381-393, 2009. Disponível em: https://doi.org/10.1080/14681810903265295. Acesso em: 20 maio 2021.

OLIVEIRA, José Marcelo D.; MOTT, Luiz. Mortes violentas de LGBT+ no brasil – 2019: Relatório do Grupo Gay da Bahia. Salvador, 2019. Disponível em: https://grupogaydabahia.com.br/relatorios-anuais-de-morte-de-lgbti/. Acesso em 22 de dezembro de 2020. Acesso em: 20 maio 2021.

PEREIRA, Erik; SILVA, Alan C. Educação Física, Esporte e Queer. Curitiba: Appris, 2019.

PONTES, Júlia C.; SILVA Cristiane G. Cisnormatividade e passabilidade: deslocamentos e diferenças nas narrativas de pessoas trans. Periódicus, n. 8, v. 1, nov.2017-abr. 2018. Disponível em: https://doi.org/10.9771/peri.v1i8.23211. Acesso em: 20 maio 2021.

PRADO, Vagner Matias do; RIBEIRO, Arilda Ines Miranda. Gêneros, sexualidades e Educação Física escolar: um início de conversa. Motriz, v. 16, n. 2p. 402–413, 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.5016/1980-6574.2010v16n2p402. Acesso em: 20 maio 2021.

PRADO, Vagner Matias Do; RIBEIRO, Arilda Ines Miranda. Educação física escolar, esportes e normalização: o dispositivo de gênero e a regulação de experiências corporais. Revista de Educação PUC-Campinas, v. 19, n. 3, p. 205, 2014. Disponível em: https://doi.org/10.24220/2318-0870v19n3a2854. Acesso em: 20 maio 2021.

PRADO, Vagner Matias Do; RIBEIRO, Arilda Ines Miranda. Escola, Homossexualidades E Homofobia: Rememorando Experiências Na Educação Física Escolar. Reflexão e Ação, v. 24, n. 1, p. 97, 2016. Disponível em: https://doi.org/10.17058/rea.v24i1.7049. Acesso em: 20 maio 2021.

REVISTA MOVIMENTO. Revista de Educação Física da UFRGs. Sobre: Foco e Escopo. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/Movimento/about/editorialPolicies#focusAndScope. Acesso em 10 jan. 2021.

SERRANO, Jéssica L.; CAMINHA, Iraquitan de O.; GOMES, Isabelle S. Transexualidade e educação física: uma revisão sistemática em periódicos das ciências da saúde. Movimento, v. 23, n. 3, p. 1119, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.22456/1982-8918.64857. Acesso em: 20 maio 2021.

SILVA, Ana Marcia; LAZAROTTI FILHO, Ari; ANTUNES, Priscilla de Cesaro. Práticas Corporais. In: Dicionário Crítico de Educação Física. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2014. p. 522–527.

SOARES, Carmen Lucia et al. Metodologia do Ensino de Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992.

STIGGER, Marco Paulo. Educação Física + Humanas. Campinas: Autores Associados, 2015.

WENETZ, Ileana. Gênero, corpo e sexualidade: negociações nas brincadeiras do pátio escolar. Cadernos CEDES, v. 32, n. 87, p. 199–210, 2012. Disponível em: https://www.scielo.br/j/ccedes/a/RWJ6qPwPZysDRDmLchg7QFK/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 20 maio 2021.

WENETZ, Ileana; MACEDO, Christiane G. Masculinidade(s) no balé: gênero e sexualidade na infância. Movimento, v. 25, p. e25081, 2019. Disponível em: https://doi.org/10.22456/1982-8918.90474. Acesso em: 20 maio 2021.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Conexões

Downloads

Não há dados estatísticos.