Banner Portal
As mulheres no Universo do Futebol brasileiro
PDF

Palavras-chave

Antropologia
Futebol
Mulheres

Como Citar

PISANI, Mariane da Silva; KESSLER, Claudia Samuel. As mulheres no Universo do Futebol brasileiro: resgatando o gênero. Conexões, Campinas, SP, v. 20, n. 00, p. e022017, 2022. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/article/view/8667753. Acesso em: 29 maio. 2024.

Resumo

Objetivo: O presente artigo analisa questões relativas ao conceito de Gênero (e suas relações) na intersecção com a prática futebolística. Método: Para realizar a discussão utilizaremos duas importantes obras da Antropologia dos Esportes. A primeira obra é a clássica coletânea organizada pelo antropólogo Roberto Damatta e publicada no começo da década de 1980: “O universo do futebol: esporte e sociedade brasileira”. Já a segunda obra, “As mulheres no universo do futebol brasileiro”, lançada no de 2020, traz em seu título uma alusão à primeira coletânea, mas trazendo a presença e participação das mulheres no futebol. Considerações finais: Apresentaremos a discussão sobre o conceito de gênero e suas relações com o futebol a partir de uma perspectiva pós-estruturalista na qual as noções de gênero, feminino e mulher, são postas em debate a fim de evidenciar os fazeres que se contrapõem à lógica androcêntrica tão presente no universo do futebol.

PDF

Referências

ALABARCES, Pablo. El fútbol y el deporte como política: la Fundacion Simoni. In: CAMARGO, Wagner Xavier; PISANI, Mariane da Silva; ROJO, Luiz Fernando (ORGS). Vinte anos de diálogos: os esportes na Antropologia brasileira. Curitiba e Brasília: Brazil Publishing e ABA Publicações, 2021.

AKOTIRENE, Carla. Interseccionalidade. São Paulo: Pólen, 2019.

BUTLER, Judith. Problemas de gênero. Feminismo e subversão de identidade. Tradução de Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2010

COLLINS, Patricia Hill; BILGE, Sirma. Interseccionalidade. São Paulo: Boitempo, 2021.

DAMATTA, Roberto. Universo do futebol: Esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

DAMATTA, Roberto. Esporte na Sociedade: Um Ensaio sobre o Futebol Brasileiro. In:DAMATTA, Roberto. Universo do futebol: Esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982

DAMO, Arlei S. Do dom à profissão: a formação de futebolistas no Brasil e na França. 1. ed. São Paulo: HUCITEC, 2008. 359 p.

GUEDES, Simoni Lahud. Subúrbio: celeiro de craques. In: DAMATTA, Roberto (ORG). Universo do futebol: Esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

GUEDES, Simoni Lahud. Prefácio. In: KESSLER, Cláudia S.; COSTA, Leda Maria da; PISANI, Mariane da Silva (ORGs). As mulheres no universo do futebol brasileiro. Santa Maria: Editora UFSM, 2020.

GOELLNER, Silvana V. Mulheres e futebol no Brasil: entre sombras e visibilidades. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, v. 19, n. 2. p. 143-151, 2005.

GOELLNER, Silvana. Mulheres e futebol no Brasil: descontinuidades, resistências e resiliências. Movimento, v. 27, e27001, 2021.

JAEGER, Angelita A.; GOELLNER, Silvana V. O músculo estraga a mulher? a produção de feminilidades no fisiculturismo. Revista Estudos Feministas, v. 19, n. 3, p. 955-975, 2011.

KESSLER, Cláudia S. "São tudo sapatão": Lesbianidades e heteronormatividade no futebol/futsal brasileiro. Revista Brasileira de Estudos do Lazer, v. 7, n. 3, p. 45-62, 2020.

KESSLER, Cláudia S.; COSTA, Leda Maria da; PISANI, Mariane da Silva. As mulheres no universo do futebol brasileiro. Santa Maria: Editora UFSM, 2020.

LAURETIS, Teresa De. A tecnologia do gênero. Tradução de Suzana Funck. In: HOLLANDA, Heloisa (Org.). Tendências e impasses: o feminismo como crítica da cultura. Rio de Janeiro: Rocco, 1994. p. 206-242.

LESSA, Patrícia; VOTRE, Sebastião Josué. Carteira Rosa: A tecnofabricação dos corpos sexuados nos testes de feminilidade na Olimpíada de 1968. Revista Brasileira de Ciências do Esporte, v. 35, n.2, p. 263-279, 2013.

LEVORATTI, Alejo. Chamada de trabalhos em Dossiê: 40 anos do livro universo do futebol. sobre a construção do campo da antropologia e os estudos sociais sobre o esporte na américa latina⠽. “40 anos do livro Universo do Futebol. Sobre a construção do campo da antropologia e os estudos sociais sobre o esporte na América Latina”. 2021. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/conexoes/announcement/view/381. Acesso em: 30 jun. 2021.

MANDELLI, Mariana. O futebol odeia as mulheres: notas sobre o machismo e a pesquisa de campo. Ludopédio, São Paulo, v. 136, n. 44, 2020.

MATTOS DANTAS, Marina; AGUIAR DOS ANJOS, Luiza. Futebol e mulheres no Brasil: apontamentos sobre a produção acadêmica a partir de teses e dissertações (1980-2016). In: KESSLER, Cláudia S.; COSTA, Leda Maria da; PISANI, Mariane da Silva (ORGs). As mulheres no universo do futebol brasileiro. Santa Maria: Editora UFSM, 2020.

MISKOLCI, Richard. A Teoria Queer e a Sociologia: o desafio de uma analítica da normalização. Sociologias, n. 21, p. 150-182, 2009.

NEVES, Luiz Felipe Baêta. Na zona do agrião, algumas mensagens ideológicas do futebol. In: DAMATTA, Roberto (ORG). Universo do futebol: Esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

PACHECO, Leonardo Turchi; PISANI, Mariane da Silva. Simoni Lahud Guedes: notas sobre a “Matriarca” da Antropologia dos Esportes no Brasil. In: Novos Olhares Sociais, UFRB, v. 3, n. 1, 2020.

PISANI, Mariane; PINTO, Maurício Rodrigues. “Expressões e corporalidades de mulheres cis e homens trans no ambiente futebolístico”. Revista Estudos Feministas , Florianópolis, v. 29, n. 2, e79331, 2021.

PISANI, Mariane da Silva. Gênero: um conceito útil para a análise esportiva e futebolística. In: KESSLER, Cláudia S.; COSTA, Leda Maria da; PISANI, Mariane da Silva (ORGs). As mulheres no universo do futebol brasileiro. Santa Maria: Editora UFSM, 2020.

PISANI, Mariane da Silva. `Poderosas do Foz: trajet´órias, migrações e profissionalização de mulheres que praticam futebol. (Dissertação de Mestrado). Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social. Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2012.

RICH, Adrienne. Heterossexualidade compulsória e existência lésbica. Bagoas, n. 5, p. 17-44, 2010.

ROJO, Luiz Fernando. SIMONI GUEDES: uma trajetória na Antropologia dos Esportes. Antropolítica - Revista Contemporânea De Antropologia, n. 46, p. 272 - 289, 2019.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. Educação & Realidade, v. 20, n. 2, p. 71-99, 1995.

TOLEDO, Luiz Henrique; COSTA, Carlos Eduardo (orgs.) Visão de Jogo: antropologia das práticas esportivas. São Paulo: Editora Terceiro Nome, 2009.

VIEIRA, Talita Machado; RODRIGUES, Joyce Cristina. Fora de jogo? Futebol, mulheres e pandemia. Revista Espaço Acadêmico, v.20, p. 112-122, 2021.

VOGEL, Arno. O momento feliz, reflexões sobre o futebol e o ethos nacional. In: DAMATTA, Roberto (ORG). Universo do futebol: Esporte e sociedade brasileira. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1982.

Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Conexões

Downloads

Não há dados estatísticos.