Diálogos oportunos sobre as línguas de sinais indígenas

apresentação do Dossiê “Emergências das línguas de sinais indígenas"

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8671357

Palavras-chave:

Línguas de sinais indígenas, Indígenas surdos, Línguas de sinais, Línguas de sinais emergentes

Resumo

Este dossiê, intitulado “Emergências das línguas de sinais indígenas”, tem por objetivo apresentar a emergência das línguas de sinais em territórios indígenas no Brasil e no México, com interlocuções também na Espanha e no Paraguai. O dossiê é composto por seis pesquisas que abordam a etnoterminologia em sinais de diversas etnias indígenas brasileiras, as línguas de sinais e o contexto linguístico dos indígenas surdos Omágua-Kambeba, Paiter-Suruí, Ka’apor, Terena, Sateré-Mawé, Guarani e Kaiowá, Kaingang, Akwe-Xerente, Pataxó, Xukuru de Ororubá, bem como da língua de sinais Maya Yucateca, do México. As pesquisas ainda discutem a interculturalidade entre a língua brasileira de sinais (Libras) e as línguas de sinais indígenas, inclusive sua incidência na escolarização dos indígenas surdos. É possível perceber que, embora as línguas de sinais indígenas existam, ainda há uma invisibilidade nos documentos e políticas linguísticas e educacionais, tanto no Brasil quanto no exterior.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Machado Ferrari, Centro Universitário UNA

Doutora em Educação – Conhecimento e Inclusão Social pela Universidade Federal de Minas Gerais. Docente nos cursos de graduação e pós-graduação no Centro Universitário UNA, Minas Gerais.

Referências

Araújo, Paulo Jeferson P.; Oliveira, Analú F. de (2021). Línguas de sinais emergentes no Brasil: o caso da Língua de Sinais Macuxi. Revista de Letras Norte@mentos 14(37): 224-240. Disponível em: https://periodicos2.unemat.br/index.php/norteamentos/article/view/7756

Azevedo, Marlon Jorge Silva de (2015). Contribuições linguísticas aplicadas ao ensino da Língua de Sinais na Comunidade Sateré-Mawé na Microrregião de Parintins (Dissertação de mestrado em letras). Manaus: Universidade do Estado do Amazonas. Disponível em: http://repositorioinstitucional.uea.edu.br//handle/riuea/1900

Bezerra, Erich Teles (2021). Uma análise dos sinais-termo das etnias indígenas nas toadas dos bois bumbás (TCC - Bacharelado em letras Libras). Universidade Federal de Santa Catarina, Polo Manaus - AM. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/223522

Brasil. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais – Libras e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, 25 abr. 2002. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/2002/L10436.htm

Coelho, L. L., Bruno, M. M. G., & Cruz-Aldrete, M. (2022). Comunidades indígenas e as línguas de sinais: os desafios do ensino bilíngue para indígenas surdos. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, 22(00), e022016. https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8670372 DOI: https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8670372

Costa, E. da S., Bezerra, E. T., & Nascimento, L. R. S. (2022). Etnoterminologia de etnias das línguas de sinais das terras indígenas brasileiras. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, 22(00), e022006. https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8668367 DOI: https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8668367

Damasceno, Letícia de Souza. M. (2017). Surdos Pataxó: inventário das Línguas de Sinais em território etnoeducacional (Dissertação de mestrado em língua e cultura). Salvador: Universidade Federal da Bahia.

Eler, Rosiane. R. de Souza (2017). Mapeamento de sinais da educação escolar indígena dos surdos Paiter Suruí (Dissertação de mestrado em letras). Porto Velho: UNIR. Disponível em: https://ri.unir.br/jspui/handle/123456789/3286

Eler, R. R. de S., & Carvalho, J. I. R. F. de. (2022). Mapeamento de sinais do contexto escolar da comunidade surda indígena Paiter Suruí. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, 22(00), e022010. https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667561 DOI: https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667561

Faraco, Carlos A. (2003) [sem título]. In Antonio. C. Xavier; Suzana Cortez (orgs.), Conversas com linguistas: virtudes e controvérsias da linguística, pp. 63-70. Parábola Editorial.

Giroletti, Marisa Fátima Padilha (2008). Cultura surda e educação escolar Kaingang (Dissertação de mestrado em educação Processos Inclusivos). Florianópolis: UFSC. Disponível em: http://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/91404

Godoy, Gustavo (2020). Os Ka'apor, os gestos e os sinais (Tese de doutorado em antropologia social). Rio de Janeiro: UFRJ. Disponível em: http://www.etnolinguistica.org/tese:godoy-2020

Santos, M. R. dos, Vieira, V. C., & Ferraz, J. de A. (2022). Navegantes do Solimões: a emergência de sinais Omágua-Kambeba à luz da análise de discurso crítica. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, 22(00), e022007. https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667953 DOI: https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667953

Silva, G. de G. e. (2022). Língua de sinais, gestos e cores: o caso ka’apor. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, 22(00), e022012. https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667939 DOI: https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667939

Soares, P. A. S., & Fargetti, C. M. (2022). Línguas indígenas de sinais: pesquisas no Brasil. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, 22(00), e022004. https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667592 DOI: https://doi.org/10.20396/liames.v22i00.8667592

Vilhalva, Shirley (2012). Índios surdos: Mapeamento das línguas de sinais do Mato Grosso do Sul Mato Grosso: editora Arara Azul.

Downloads

Publicado

2022-11-08

Como Citar

FERRARI, A. C. M. Diálogos oportunos sobre as línguas de sinais indígenas: apresentação do Dossiê “Emergências das línguas de sinais indígenas". LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, Campinas, SP, v. 22, n. 00, p. e022017, 2022. DOI: 10.20396/liames.v22i00.8671357. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/liames/article/view/8671357. Acesso em: 30 nov. 2022.

Edição

Seção

Apresentação