Ler o silêncio entre franjas e frestas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/lil.v26inesp.8671091

Palavras-chave:

Silêncio, Leitura, Ensino, Linguagem, Discurso

Resumo

Realizamos, neste trabalho, uma experimentação teórico-metodológica da relação entre os conceitos de leitura e silêncio, a partir de uma perspectiva discursiva, tal como delineada nos trabalhos de Eni Orlandi, em sua filiação à teoria do discurso de M. Pêcheux. Por meio de certa variedade de objetos expostos à leitura, nosso objetivo é dar lugar, no ensino, à produção da leitura discursiva, o que, de nosso ponto de vista, requer a consideração do fundamento segundo o qual, para se compreender como determinado objeto simbólico significa, é preciso apreender o movimento constitutivo entre silêncio, sentido e linguagem. É com esse gesto crítico de leitura e de experimentação que celebramos os 30 anos de publicação d'As formas do silêncio, nosso modo de, no e pelo afeto, na e pela teoria, homenagearmos o trabalho autoral consistente, realizado a partir de um olhar fino e significativo com a linguagem, com a significação e com o silêncio, materializado nessa obra.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eduardo Alves Rodrigues, Universidade Virtual do Estado de São Paulo - UNIVESP

Doutor em Linguística (IEL/UNICAMP).

http://lattes.cnpq.br/4265096924086049

Referências

ASSIS, Machado de. A igreja do diabo. In: O espelho e outros contos. Londrina: Livrarias Família Cristã, 2021 [1884].

BRASIL [Governo Federal]. Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Ministério da Educação, Brasília, DF, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 12 ago. 2022.

BUARQUE, C. Uma palavra [letra]. In: TABORDA, F. (Concepção e curadoria). A imagem do som de Chico Buarque [Projeto A imagem do som, vol. II]. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1999. p. 172.

CANGUILHEM, G. Le cerveau et la pensée. In: CANGUILHEM, G. Philosophe, Historien Des Sciences [e-book]. 1st edn. Paris: Albin Michel, 1993 [1980]. p. 4-22.

DANNEMANN, A. Vestir a camisa da educação. Correio Braziliense Online, Opinião, Educação Pública, 18/06/2022. Disponível em: https://www.correiobraziliense.com.br/opiniao/2022/06/5016202-artigo-vestir-a-camisa-da-educacao.html. Acesso em: 15 ago. 2022.

HERBERT, Thomas. Observações para uma teoria geral das ideologias. Rua, Campinas, 1:63-89, 1995 [1967]. DOI: https://doi.org/10.20396/rua.v1i1.8638926. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/view/8638926/6529. Acesso em 12 de agosto de 2022.

MILHAZES, Beatriz. Uma palavra [tinta acrílica sobre tela, 60x60 cm]. In: TABORDA, F. (Concepção e curadoria). A imagem do som de Chico Buarque [Projeto A imagem do som, vol. II]. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1999. p. 172-173.

ORLANDI, Eni P. Do não sentido e do sem sentido. In: JUNQUEIRA FILHO, L.C.U. (Org.). Silêncio e luzes: sobre a experiência psíquica do vazio e da forma. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1998a. p. 57-66.

ORLANDI, Eni P. Paráfrase e polissemia – a fluidez nos limites do simbólico. RUA, Campinas, 4, 9-19, 1998b. DOI: https://doi.org/10.20396/rua.v4i1.8640626. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/rua/article/download/8640626/8177/11307. Acesso em: 15 ago. 2022.

ORLANDI, Eni P. Discurso e texto: formulação e circulação dos sentidos. Campinas: Pontes, 2001a.

ORLANDI, Eni P. Discurso e Leitura. 6a. ed. São Paulo: Cortez; Campinas: Ed. da Unicamp, 2001b.

ORLANDI, Eni P. As formas do silêncio: no movimento dos sentidos. 6a. ed. Campinas: Ed. da Unicamp, 2007a [1992].

ORLANDI, Eni P. Análise de discurso: princípios e procedimentos. 7a. ed. Campinas: Pontes, 2007b.

ORLANDI, Eni P. Interpretação; autoria, leitura e efeitos do trabalho simbólico. 5a. ed. Campinas: Pontes, 2007c.

ORLANDI, Eni P. Formação ou capacitação? Duas formas de ligar sociedade e conhecimento. In: FERREIRA, E.L.; ORLANDI, E.P. (Orgs.). Discursos sobre a inclusão. Niterói: Intertexto, 2014a. p. 141-186.

ORLANDI, Eni P. O método em análise de discurso: uma prática de reflexão. In: MARCHIORI, M. (Org.). Linguagem e discurso. São Caetano do Sul: Difusão; Rio de Janeiro: Senac, 2014b. p. 37-51.

ORLANDI, Eni P. Alarido e silêncio. Revista Linguagem, 3:9-17, Instituto Language, São Paulo, 2017.

RODRIGUES, Eduardo Alves; AGUSTINI, Carmen; CASTELLO BRANCO, Luiza. O luto como funcionamento de linguagem. Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, SP, v. 63, p. e021035, 2021. DOI: https://doi.org/10.20396/cel.v63i00.8665210. Disp. em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/cel/article/view/8665210. Acesso em: 15 ago. 2022.

RODRIGUES, Eduardo Alves; AGUSTINI, Cármen L.H. Sentidos de educação na publicidade da EaD: do paradigma do processo ao paradigma do produto. Educação & Pesquisa, Faculdade de Educação da USP, São Paulo, 48, 2022. No prelo.

TABORDA, F. (Concepção e curadoria). A imagem do som de Chico Buarque [Projeto A imagem do som, vol. II]. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1999.

Downloads

Publicado

2022-11-23

Como Citar

RODRIGUES, E. A.; AGUSTINI, C. Ler o silêncio entre franjas e frestas. Línguas e Instrumentos Línguísticos, Campinas, SP, v. 25, n. n.esp, p. 85–111, 2022. DOI: 10.20396/lil.v26inesp.8671091. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/lil/article/view/8671091. Acesso em: 30 nov. 2022.