Aplicação da Análise do Ciclo de Vida na construção civil: discussão sobre alocação de impactos entre o aço e suas escórias

Autores

  • Marcela Ruschi Mendes Saade Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Estadual de Campinas
  • Betina Marques de Oliveira Universidade Federal do Espírito Santo
  • Maristela Gomes da Silva Universidade Federal do Espírito Santo
  • Vanessa Gomes da Silva Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v1i6.8634489

Palavras-chave:

Alocação de impactos. Análise de Ciclo de Vida. ACV. LCA. Aço. Escórias siderúrgicas. SimaPro.

Resumo

O setor siderúrgico brasileiro é reconhecido pela disseminação de ações relacionadas com a reciclagem das escórias siderúrgicas. Há, porém, algumas dificuldades para avaliação da carga ambiental do produto e dos seus co-produtos, ambos formados no mesmo processo. A metodologia da Análise de Ciclo de Vida (LCA) constitui uma ferramenta holística para a distribuição de impactos ambientais entre produtos e co-produtos, possibilitando a alocação de impactos com base em diferentes critérios. Visando à compreensão da influência do critério de alocação de impactos sob os resultados da LCA, e, portanto, a uma visão mais consciente do processo de produção do aço e da reciclagem de suas escórias como matéria-prima para materiais de construção, o presente artigo objetiva a condução de uma LCA simplificada (streamlined LCA) do aço e das escórias siderúrgicas, com a realização de uma avaliação comparativa dos resultados decorrentes do uso de critérios de alocação de impactos com base na massa e no valor econômico; e, mais especificamente, visa analisar a diferença entre resultados obtidos a partir do uso de dados de inventários internacionais e de dados específicos de uma empresa siderúrgica brasileira. Para o tratamento e a interpretação dos resultados foi utilizada a plataforma de apoio SimaPro 7.1 e a avaliação dos impactos foi realizada por meio do EcoIndicator 99. Os resultados encontrados demonstraram a relevância da discussão quanto ao critério de alocação de impactos para avaliar a competitividade mercadológica das escórias siderúrgicas em relação às suas alternativas para a produção de materiais de construção, e, também, comprovaram a importância de utilização de dados específicos de uma determinada empresa, setor ou país para a construção de inventários representativos e para estimular a definição de indicadores e de metas de desempenho ambiental, que impulsionem o crescimento mais sustentável da indústria siderúrgica nacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marcela Ruschi Mendes Saade, Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, Universidade Estadual de Campinas

Engenheira Ambiental, graduada em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal do Espírito Santo, mestranda em Arquitetura e Construção pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da FEC/UNICAMP.

Betina Marques de Oliveira, Universidade Federal do Espírito Santo

Engenheira Ambiental, graduada em Engenharia Ambiental pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Maristela Gomes da Silva, Universidade Federal do Espírito Santo

Engenheira Civil, graduada em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Espírito Santo, mestre e doutora em Engenharia Civil, pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, pós-doutorado em Engenharia Civil e Ambiental pela University of Pittsburgh, professora do Departamento de Engenharia Civil da UFES.

Vanessa Gomes da Silva, Universidade Estadual de Campinas

Arquiteta, graduada em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Espírito Santo, mestre e doutora em Engenharia Civil, pelo Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo, pós-doutorado em Engenharia Química e do Petróleo e em Engenharia Civil e Ambiental pela University of Pittsburgh, professora do Departamento de Arquitetura e Construção da FEC/UNICAMP.

Downloads

Publicado

2011-07-31

Como Citar

SAADE, M. R. M.; OLIVEIRA, B. M. de; SILVA, M. G. da; SILVA, V. G. da. Aplicação da Análise do Ciclo de Vida na construção civil: discussão sobre alocação de impactos entre o aço e suas escórias. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 1, n. 6, p. 97–114, 2011. DOI: 10.20396/parc.v1i6.8634489. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8634489. Acesso em: 4 dez. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)