Isolamento sonoro aéreo de partições verticais de um apartamento em Maceió-AL Brasil

Autores

  • Rafaella Cristina Teixeira Penedo Universidade Federal de Alagoas
  • Maria Lúcia Gondim da Rosa Oiticica Universidade Federal de Alagoas

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v5i2.8634533

Palavras-chave:

Isolamento sonoro. Avaliação de desempenho. Desempenho acústico.

Resumo

A arquitetura brasileira tem apresentado constantes mudanças nas técnicas e nos materiais de construção com reflexos na qualidade das construções. No caso do isolamento sonoro de habitações, o resultado, em geral, tem sido negativo. Com o advento da norma de desempenho de edificações habitacionais, a NBR 15575, publicada no ano de 2013 pela Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT e que estabelece os requisitos mínimos para os diversos elementos de construção em favor do desempenho dos edifícios, as empresas de construção civil terão que adequar a nova construção aos limites e aos requisitos estabelecidos pela norma. O objetivo geral deste trabalho é avaliar, por meio de medições de campo, o nível de isolamento sonoro (ruído aéreo) de duas partições verticais da sala de estar de um apartamento em Maceió-AL-Brasil através de dois parâmetros estabelecidos na NBR 15575: a Diferença Padronizada de Nível Ponderada (D’nTw) e a Diferença Padronizada de Nível Ponderada a 2 m de distância da fachada (D’2m,nT,w). Verificou-se que os níveis de isolamento sonoro aéreo encontrados são inferiores aos recomendados pela norma, demonstrando a insuficiência, do ponto de vista acústico, dos materiais utilizados na composição das paredes. É clara a necessidade, não apenas, de avaliar e monitorar o desempenho acústico, mas também de maior preocupação com estratégias de projeto e de intervenções construtivas que proporcionem aos usuários condições adequadas de conforto e de privacidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafaella Cristina Teixeira Penedo, Universidade Federal de Alagoas

Arquiteta e Urbanista. Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela UFAL.

Maria Lúcia Gondim da Rosa Oiticica, Universidade Federal de Alagoas

Arquiteta e Urbanista. Doutora em Engenharia Civil pela UNICAMP.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575: Edificações Habitacionais - Desempenho. Rio de Janeiro: ABNT, 2013.

CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO. Desempenho de edificações habitacionais: Guia orientativo para atendimento à norma ABNT 15575/2013. Fortaleza: Gadioli Cipolla Comunicação, 2013.

FERREIRA NETO, Maria de Fátima. Nível de conforto acústico: uma proposta para edifícios residenciais. 2009. 257 f. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Engenharia Civil, Arquitetura e Urbanismo, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, São Paulo, 2009.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 140-4 Acoustics -- Measurement of sound insulation in buildings and of building elements -- Part 4: Field measurements of airborne sound insulation between rooms. Geneva, 1998a.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 140-5 Acoustics -- Measurement of sound insulation in buildings and of building elements -- Part 5: Field measurements of airborne sound insulation of façade elements and façades. Geneva, 1998b. 25p

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 717-1 Acoustics – Rating of sound insulation in buildings and of building elements. Part 1: Airborne sound insulation. 2nd ed. Geneva, 1996.

INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 3382 Acoustics -- Measurement of the reverberation time of rooms with reference to other acoustical parameters. Geneva, 1997.

Downloads

Publicado

2014-12-31

Como Citar

PENEDO, R. C. T.; OITICICA, M. L. G. da R. Isolamento sonoro aéreo de partições verticais de um apartamento em Maceió-AL Brasil. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 5, n. 2, p. 7–14, 2014. DOI: 10.20396/parc.v5i2.8634533. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8634533. Acesso em: 30 nov. 2021.