Banner Portal
Reabilitação e melhoria ambiental em edifícios de grande porte organizados em galeria
PDF

Palavras-chave

Habitação colectiva. Reabilitação. Espaço público. Reabilitação urbana. Edifícios em galeria.

Como Citar

SILVA, Teresa Madeira da; RATO, Vasco Moreira; ALVES, Pedro Marques; MAGALHÃES, Miguel Vasconcelos; OLIVEIRA, Maria João de. Reabilitação e melhoria ambiental em edifícios de grande porte organizados em galeria. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 3, n. 2, p. 72–91, 2012. DOI: 10.20396/parc.v3i2.8634569. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8634569. Acesso em: 22 jul. 2024.

Resumo

Este artigo decorre de um estudo de avaliação e diagnóstico das necessidades de intervenção em dois bairros sociais, (a “Zona J” e a “Pantera Cor-de-rosa”), situados em Marvila (Chelas), na cidade de Lisboa, realizado por uma equipa do ISCTE - Instituto Universitário de Lisboa, para o IHRU - Instituto de Habitação e Reabilitação Urbana. Os edifícios de habitação colectiva em estudo foram projectados e construídos nas décadas de 70 e 80 do século XX. São bairros de habitação social organizados em galeria, construídos numa época em que a regulamentação vigente, acerca das questões ambientais e de segurança, era relativamente branda. Podemos hoje encontra-los muito deteriorados, com grandes problemas de segurança, e graves patologias em relação às condições energéticas e ambientais. O enfoque deste artigo prende-se com um conjunto de questões relacionadas com as soluções tipológicas e os aspetos construtivos destes conjuntos, uma vez que consideramos que ambos podem contribuir para a melhoria funcional e ambiental de todo o edificado. Por um lado, procuramos atender às actuais normas regulamentares da edificação e às necessidades reais de quem lá habita, por outro, procuramos que as soluções possíveis ressalvassem os pressupostos de qualidade inequívoca do projecto original. As respostas às questões levantadas acabaram por assumir a forma de propostas concretas, através da reorganização espacial do conjunto, e a partir da identificação das causas e das soluções encontradas para as patologias identificadas.

https://doi.org/10.20396/parc.v3i2.8634569
PDF

A PARC Pesquida em Arquitetura e Construção utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.