Efeitos da incorporação de vegetação em telhados de zona urbana em clima tropical continental

Autores

  • Karyna de Andrade Carvalho Rosseti Universidade Federal do Mato Grosso
  • Luciane Cleonice Durante Universidade Federal do Mato Grosso
  • Marta Cristina de Jesus Albuquerque Nogueira Universidade Federal do Mato Grosso
  • Ivan Júlio Aponônio Callejas Universidade Federal do Mato Grosso
  • Igor Antonio Kuhnen Universidade Federal do Mato Grosso
  • José de Souza Nogueira Universidade Federal do Mato Grosso

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v6i2.8635011

Palavras-chave:

Microclima urbano. Modelo climático. ENVI-Met. Telhado vegetado.

Resumo

Na maioria das áreas urbanizadas existem poucos espaços residuais para serem convertidos em áreas verdes. Uma possível solução para incorporação da vegetação na área urbana é a transformação dos telhados existentes em telhados vegetados. O objetivo desta pesquisa é avaliar se a incorporação de vegetação nos telhados de edificações localizadas em zonas urbanas de baixo adensamento construtivo altera as condições termo higrométricas ao nível do pedestre. A metodologia consiste de realização de simulação computacional de cenários, em zona urbana de cidade de clima Tropical Continental (Cuiabá-MT), com incorporação de vegetação com 10%, 50% e 100% dos telhados existentes na área pesquisada. Observa-se a existência de associação com interferência entre a densidade de ocupação dos telhados pela vegetação e o fenômeno de arrefecimento e umidificação do ar ao nível do pedestre, em condições urbanas de baixo adensamento construtivo. Os efeitos mais expressivos ocasionados pelo telhado vegetado na temperatura e umidade absoluta do ar estão contidos na região dos quintais a sotavento das casas que incorporaram a vegetação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karyna de Andrade Carvalho Rosseti, Universidade Federal do Mato Grosso

Professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo/FAET/UFMT, Doutoranda no Programa de PósGraduação em Física Ambiental, Linha de Pesquisa: Análise Microclimática de Sistemas Urbanos

Luciane Cleonice Durante, Universidade Federal do Mato Grosso

Possui graduação em Engenharia Civil (1993), especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho (1994), mestrado em Educação, linha Educação e Meio Ambiente (2000), pelo Instituto de Educação e doutorado em Física Ambiental, linha Conforto Ambiental, pela Universidade Federal de Mato Grosso (2012). Atualmente é Professor Adjunto II do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Faculdade de Arquitetura, Engenharia e Tecnologia / UFMT, Coordenadora do Laboratório de Conforto Ambiental do Departamento de Arquitetura e Urbanismo/FAET/UFMT e Vice Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Tecnologia e Arquitetura Ambiental (GPTAA). Atuou como bolsista do CNPq, na modalidade EXP (extensão no país), na orientação dos Agentes Locais de Inovação (ALI) do SEBRAE-MT, de 2012 a 2014. Possui interesse pela área de sustentabilidade e meio ambiente, atuando principalmente nos seguintes temas: conforto ambiental, eficiência energética, higiene e segurança do trabalho, adequação ambiental, gerência de riscos e clima urbano

Marta Cristina de Jesus Albuquerque Nogueira, Universidade Federal do Mato Grosso

Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal de Mato Grosso (1988), mestrado em Arquitetura e Urbanismo São Carlos pela Universidade de São Paulo (1991) e doutorado em Engenharia Civil (Engenharia de Estruturas) pela Universidade de São Paulo (1996). Atualmente é professor titular da Universidade Federal de Mato Grosso. Tem experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase em Ciências Ambientais, atuando principalmente nos seguintes temas: conforto ambiental, conforto térmico, clima urbano, vegetação e habitação.

Referências

ADEBAYO, Y. R. A note on the effect of urbanization on temperature in Ibadan. Journal Climatol, v. 7, p. 185-192, 1987. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-41522011000300013. Acesso em: Fev. 2015.

AKBARI, H.; ROSE, S.L.; TAHA, H. Analyzing the land cover of an urban environment using high-resolution orthophotos. Landscape and Urban Planning, v. 63, Issue 1, p. 1-14, 2003. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/S0169-2046(02)00165-2. Acesso em: Mai. 2015.

BASS, B., KRAYENHOFF, S., MARTILLI, A., & STULL, R.. Mitigating the Urban Heat Island with Green Roof Infrastructure. Urban Heat Island Summit: Toronto, 2002. Disponível em: http://www.coolrooftoolkit.org/wp-content/uploads/2012/04/finalpaper_bass.pdf . Acesso em: Jun. 2015.

BRITO, J. L. N. S.; COELHO FILHO, L. C. T. Fotogrametria Digital. 2. ed. Rio de Janeiro: Ed. UERJ, 2007. 196p.

BRUSE, M.; FLEER, H. Simulating surface-plant-air interactions inside urban environments with a three dimensional numerical model. Environmental Modeling & Software, v.13, Issue 3-4, p. 373-384, out. 1998. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/S1364-8152(98)00042-5. Acesso em: Set. 2014.

CALLEJAS, I. J. A.; OLIVEIRA, A. S.; SANTOS, F. M. M.; DURANTE, L. C.; NOGUEIRA, M. C. J. A.; ZEILHOFER, P. Relationship between land use/cover and surface temperatures in the urban agglomeration of Cuiabá-Várzea Grande, Central Brazil. Journal of Applied Remote Sensing, Volume 5, Issue 1, January 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1117/1.3666044. Acesso em: Mai. 2015.

CHEN, Y. The Intervention of plants in the conflicts between buildings and climate: A case study in Singapore. 2006. 315p. Thesis (Doctor of Philosophy) –Department of Building, National University of Singapore, 2006. Disponível em: http://scholarbank.nus.edu.sg/handle/10635/15511. Acesso em: mai. 2015.

CUIABÁ. Prefeitura Municipal de Cuiabá. Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano – SMDU. Diretoria de Urbanismo e Pesquisa – DUP. Perfil Socioeconômico de Cuiabá, volume V. Cuiabá, MT: Central de Texto, 2012. Disponível em: http://www.cuiaba.mt.gov.br/upload/arquivo/20130117130637.zip. Acesso em: Mai. 2015.

KIKEGAWA, Y.; GENCHI, Y.; KONDO, H.; HANAKI, K. Impacts of city-block-scale counter Measures against urban heat island phenomena upon a building’s energy consumption for air conditioning. Applied Energy, v. 83, Issue 6, p. 649–668, Jun. 2006. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.apenergy.2005.06.001. Acesso em: Jun. 2015.

LEE, E. T., WANG, J. W. Statistical methods for survival data analysis. 3. ed. New Jersey: John Wiley & Sons, 2003.

OMETTO, J. C. Bioclimatologia vegetal. São Paulo: Editora Agronômica Ceres, 1981.

OBERNDORFER, E.; LUNDHOLM, J.; BASS, B.; COFFMAN, R. R.; DOSHI, H.; DUNNETT, N.; GAFFIN, S. R.; KÖHLER, M.; LIU, K. K. Y.; ROWE, B. Green roofs as urban ecosystems: ecological structures, functions and services. BioScience, v. 57, Issue 10, p. 823-833, nov. 2007. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1641/B571005. Acesso em: Mai. 2015.

OKE, T. R. Boundary Layer Climates. 2. ed. Nova York: Routledge, Taylor & Francis Group, 1987.

PENG, L. L. H.; JIM, C. Y. Green-Roof Effects on Neighborhood Microclimate and Human Thermal Sensation. Energies, v.6, n. 2, p. 598-618, jan. 2013. Disponível em: http://dx.doi.org/10.3390/en6020598. Acesso em: Mai. 2015.

ROSSETI, K. A. C. Efeitos do uso de telhados vegetados em ilhas de calor urbanas com simulação pelo software ENVI-met. 2013. 253 f. Tese (Doutorado em Física Ambiental) - Instituto de Física. Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, 2013. Disponível em: http://www.pgfa.ufmt.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=279&Itemid=246. Acesso em: Fev. 2015.

ROSSETI, K. A. C.; NOGUEIRA, M. C. J. A.; CALLEJAS, I. J. A.; DURANTE, L. C.; KUHNEN, I. A.; NOGUEIRA, J. S. Efeitos de telhados vegetados no conforto térmico de pedestres: simulação pelo software ENVI-Met. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 15, 2014, Maceió. Anais... Maceió: ANTAC, 2014. p. 332-341. Disponível em: http://doi.org/10.17012/entac2014.228. Acesso em: Out. 2015.

SAILOR, D. J.; FAN, H. Modeling the diurnal variability of effective albedo for cities. Atmospheric Environment, v. 36, Issue 4, p. 713-725, fev. 2002. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/S1352-2310(01)00452-6. Acesso em: Abr. 2015.

SANTAMOURIS, M. Energy and climate in the urban built environment. London: Routledge, 2001.

TSANG, S. W.; JIM, C. Y. Theoretical evaluation of thermal and energy performance of tropical green roofs. Energy, v. 36, Issue 5, p. 3590-3598, Mai. 2011. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/j.energy.2011.03.072. Acesso em: Mai. 2015.

WONG, N. H.; CHEN, Y.; ONG, C. L.; SIA, A. Investigation of thermal benefits of rooftop garden in the tropical environment. Building and Environment, v. 38, Issue 2, p. 261-270, Fev. 2003. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1016/S0360-1323(02)00066-5. Acesso em: Mai. 2015.

Downloads

Publicado

2015-06-30

Como Citar

ROSSETI, K. de A. C.; DURANTE, L. C.; NOGUEIRA, M. C. de J. A.; CALLEJAS, I. J. A.; KUHNEN, I. A.; NOGUEIRA, J. de S. Efeitos da incorporação de vegetação em telhados de zona urbana em clima tropical continental. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 6, n. 2, p. 121–128, 2015. DOI: 10.20396/parc.v6i2.8635011. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8635011. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos