Contribuição de Horst Rittel para a abordagem científica ao projecto no início da era computacional

Autores

  • Isabel Clara Neves Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v6i1.8635025

Palavras-chave:

Hochschule für Gestaltung of Ulm. Horst Rittel. Metodologia científica. Design Computacional

Resumo

Este artigo desenvolve uma análise sobre parte do contexto cultural e tecnológico que contribuiu para o surgimento do pensamento e prática computacional na arquitectura. Pretende-se questionar e demonstrar a relevância da contribuição de Horst Rittel para a abordagem científica ao Projecto no início da era computacional, durante a sua colaboração como professor na Hochschule für Gestaltung - Ulm, Alemanha, no contexto da análise de métodos científicos associados ao projecto, ainda sem a utilização de computadores. Argumenta-se que nesta Escola, através das ideias desenvolvidas por professores tal como Horst Rittel, criaram-se fundamentos que estão na base das posteriores abordagens computacionais na arquitectura, as quais mais tarde vieram a utilizar a computação não como uma ferramenta de desenho geométrico, mas sim como uma ferramenta de desenho computacional. Algumas destas matérias viriam a ser investigadas e ampliadas anos depois em centros de investigação académicos de departamentos de Arquitectura e Design. Para dar resposta à questão levantada durante a investigação do presente artigo, procedeu-se à análise do material da biblioteca da Escola, encerrada em 1968, que se encontra armazenado no Arquivo e Museu da HfG-Ulm, sendo que a recolha de material original das aulas das disciplinas científicas que Horst Rittel leccionava, proveniente desse Arquivo, foi o eixo metodológico fulcral do presente trabalho. Esta investigação contribuiu assim para clarificar alguns territórios não tão investigados, servindo esta de complemento a uma série de outras investigações que analisam as relações e sinergias entre protagonistas e instituições, que conformaram uma perspectiva computacional na arquitetura nos anos 60. Finalmente, este artigo contribuiu assim para cartografar e estudar o papel do matemático e investigador Horst Rittel, suas ideias distintivas, pelo modo como definiram uma nova abordagem ao projecto, marcadamente influenciada por métodos científicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Isabel Clara Neves, Faculdade de Arquitectura da Universidade de Lisboa

Isa Clara Neves (Porto, Portugal) She is a PhD candidate at the FAUTL (Lisbon), who graduated in architecture from FAUP (Porto) and holds a Master Degree in Modern and Contemporary Architectural Culture from FAUTL (Lisbon). Between 2007 and 2010, she colaborated with architect Eduardo Souto de Moura. Being author of articles published in various magazines and catalogs, she was co-founder of the interdisciplinary magazine Nexus_ architectural research and, more recently, co-editor of the Swissport 09 catalogue. In academics she taught in the Master program in Industrial Design at the IPCA (Barcelos). Supported by the Portuguese Foundation Science and Technology her current PhD research investigates the relation between the HfG Ulm school and the realm of architecture and technology after 1945.

Referências

BUCHANAN, R. Thinking about Design: A Historical Perspective. In: MEIJERS A. The Philosophy of Technology and the Engineering Sciences, Elsevier, 2009. p. 409-453.

CHURCHMAN, C. W.; PROTZEN, J. P.; WEBBER, M. M., KROGH, D. In Memoriam: Horst W. J. Rittel. Design Issues, v. 23, n. 1, p. 89-91, 2007. http://www.jstor.org/stable/25224093

CURDES, G. Die Abteilung Bauen an der hfg Ulm: eine Reflexion zur Entwicklung, Lehre und Programmatik. Stuttgart: Club off Ulm, 2001.

FRAMPTON, K. Apropos Ulm: Curriculum and Critical Theory. Oppositions, v. 3, p. 17-36, 1974.

FRAMPTON, K. Apropos Ulm: Curriculum and Critical Theory. In: ______. Labour, Work and Architecture, p. 44-63, London: Phaidon Press, 2002 apud FRAMPTON, K. Apropos Ulm: Curriculum and Critical Theory. Oppositions, v. 3, p. 17-36, 1974.

KRIPPENDORFF, K. The semantic turn: A new foundation for design. Boca Raton: CRC PressTaylor & Francis Group, 2006.

KUNZ, W.; RITTEL, H. W. Issues as elements of information systems. In Working Paper 131. Berkeley, CA: Institute of Urban and Regional Development, University of California, 1970. Disponível em: http://www.cc.gatech.edu/~ellendo/rittel/rittel-issues.pdf.

LINDINGER, H. Ulm design: the morality of objects. Hochschule fr Gestaltung Ulm, 1953-1958. Cambridge: MIT Press, 1991.

MALDONADO, T. Design Education. Form, v. 12, p. 36-39, 1960.

MALDONADO, T. Looking back at Ulm. In: LINDINGER, H. Ulm design: the morality of objects. Cambridge: MIT Press, 1991.

MENGES, A.; AHLQUIST, S. Computational Design Thinking: Computation Design Thinking. Chichester: John Wiley & Sons, 2011.

PROTZEN, J. P; HARRIS, D. J. The Universe of Design: Horst Rittel's Theories of Design and Planning. New York: Routledge, 2010.

RITTEL, H. W.; WEBBER, M. M.. Dilemmas in a general theory of planning. Policy Sciences, v. 4, n. 2, p. 155-169; 1973.

ROCKER, I. Emerging Structures: Information Aesthetics and Architectures of the Digital Medium. 2010. Tese (Doutorado) - Princeton University, Princeton, 2010.

SPITZ, R. Hfg Ulm: the view behind the foreground: the political history of the Ulm School of Design, 1953-1968. Stuttgart: Edition Axel Menges, 2002.

Downloads

Publicado

2015-03-31

Como Citar

NEVES, I. C. Contribuição de Horst Rittel para a abordagem científica ao projecto no início da era computacional. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 6, n. 1, p. 39-55, 2015. DOI: 10.20396/parc.v6i1.8635025. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8635025. Acesso em: 26 nov. 2020.

Edição

Seção

Artigos