Banner Portal
Especificação da vida útil dos sistemas construtivos a partir da NBR 15575, segundo a abordagem de projetos
PDF

Palavras-chave

Vida útil. Norma de Desempenho. Especificações de sistemas construtivos.

Como Citar

PAGLIARI, Claudivana Sistherenn; COSTELLA, Marcelo Fabiano; PILZ, Silvio Edmundo. Especificação da vida útil dos sistemas construtivos a partir da NBR 15575, segundo a abordagem de projetos. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 9, n. 1, p. 47–56, 2018. DOI: 10.20396/parc.v9i1.8648828. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8648828. Acesso em: 24 maio. 2024.

Resumo

Tendo em vista a necessidade dos projetistas em realizar especificações da vida útil dos sistemas construtivos que compõe uma edificação habitacional, a presente pesquisa tem como objetivo analisar as especificações que estão sendo elaboradas por projetistas. O método de pesquisa consistiu em uma pesquisa de campo, primeiramente foi realizado um levantamento com profissionais da área de projeto por meio de questionário online dividido em questões diretas e indiretas. Posteriormente, avaliaram-se projetos e memoriais para verificar o nível de especificação atual. Por fim, realizou-se a investigação das especificações dos materiais por parte de seus fabricantes por meio de buscas em páginas da internet de fabricantes e contatos via e-mail dos subsistemas: pisos, revestimentos internos e externos e impermeabilização. Os subsistemas selecionados são considerados básicos e de grande influência visual em uma edificação, tendo como base o Anexo C da NBR 15575-1. Dentre os resultados obtidos, foi possível constatar a falta de informações disponibilizadas pelos fabricantes dos materiais a serem especificados nos projetos, sendo que a maioria dos fabricantes dos materiais selecionados nessa pesquisa não informam dados de durabilidade e vida útil, o que impossibilita os projetistas de cumprirem suas premissas perante a norma de desempenho.

https://doi.org/10.20396/parc.v9i1.8648828
PDF

Referências

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575-1: Edificações habitacionais – Desempenho, Parte 1: Requisitos gerais. Rio de Janeiro, 2013a.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575-2: Edificações habitacionais – Desempenho, Parte 2: Requisitos para os sistemas estruturais. Rio de Janeiro, 2013b.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575-3: Edificações habitacionais – Desempenho, Parte 3: Requisitos para os sistemas de pisos. Rio de Janeiro, 2013c.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575-4: Edificações habitacionais – Desempenho, Parte 4: Sistemas de vedações verticais internas e externas. Rio de Janeiro, 2013d.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575-5: Edificações habitacionais – Desempenho, Parte 5: Requisitos para sistemas de coberturas. Rio de Janeiro, 2013e.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15575-6: Edificações habitacionais – Desempenho, Parte 6: Sistemas hidrossanitários. Rio de Janeiro, 2013f.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5674: Manutenção de edificações – Procedimento. Rio de Janeiro, 1999.

CBIC - CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO. Desempenho de Edificações Habitacionais: guia orientativo para atendimento à norma ABNT NBR 15575/2013. Fortaleza: Gadioli Cipolla Comunicação, 2013.

CBIC - CÂMARA BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DA CONSTRUÇÃO. Dúvidas sobre a norma de desempenho: especialistas respondem às principais dúvidas e elencam requisitos de suportes para elaboração de projetos. Brasilia: CBIC, 2015.

CHEVALIER, J.; SJOSTROM, C.; TRINIUS, W.; JASUJA, M. Life Performance of Construction Materials and Components. Rotterdam: CIB, 2005. 61 p. (Final Report, Performance Based Building Thematic Network – PeBBu Domain 1). Disponível em: http://www.irbnet.de/daten/iconda/CIB22200.pdf. Acesso em: 10.05.2018.

DANIOTTI, B.; SPAGNOLO, S. L. Service Life Estimation Using Reference Service Life Databases and Enhanced Factor Method. In: INTERNATIONAL CONFERENCE ON DURABILITY OF BUILDINGS MATERIALS AND COMPONENTS, 11, 2008, Istanbul. Proceedings… Istanbul: DBMC, 2008.

DEL MAR, C. P. Direito na Construção Civil. São Paulo: Pini: Leud, 2015.

FREITAS, L. S.; SCHMID, A. L.; SILVA, R. C. A Tomada de Decisão na Previsão da Vida Útil de Projeto para Edificações mais sustentáveis. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 16, São Paulo. Anais... Porto Alegre: ANTAC, 2016.

HERNÁNDEZ-MORENO, S. Aplicación de la Información de la Vida Útil em la Planeación y Diseño de Proyectos de Edificación. Acta Universitaria. Universidad de Guanajuato, v. 21, n. 2, 2011. Disponível em: http://hdl.handle.net/20.500.11799/39189. Acesso em: 13.05.2018.

LACASSE, M. A.; SJOSTROM, C. Recent advances in methods for service life prediction of building materials and components – an overview. In: CIB WORLD BUILDING CONGRESS, 16, 2004, Toronto. Proceedings… Delft: CIB, 2004.

OLIVEIRA, Luciana Alves; FONTENELLE, João Heitzmann; MITIDIERI FILHO, Claudio Vicente. Durabilidade de fachadas: método de ensaio para verificação da resistência à ação de calor e choque térmico. Ambient. constr., Porto Alegre , v. 14, n. 4, p. 53-67, Dec. 2014. doi:http://dx.doi.org/10.1590/S1678-86212014000400005.

ORTEGA MADRIGAL, Leticia; SERRANO LANZAROTE, Begoña; FRAN BRETONES, José M. Proposed method of estimating the service life of building envelopes. Revista de la Construcción, Santiago, v. 14, n. 1, p. 60-68, Apr. 2015. doi:http://dx.doi.org/10.4067/S0718-915X2015000100008.

PEÇAS, P.; RIBEIRO, I.; SILVA, A.; HENRIQUES, E. Comprehensive approach for informed life cycle-based materials selection. Materials & Design, v. 43, n. 1, p. 220-232, jan. 2013. doi:https://doi.org/10.1016/j.matdes.2012.06.064.

POSSAN, E.; DEMOLINER, C. A. Desempenho, Durabilidade e Vida Útil das Edificações: abordagem geral. Revista Técnico-Cientifica do CREA-PR, v. 1, n. 1, p. 93-111, 2013. Disponível em: http://creaprw16.crea-pr.org.br/revista/Sistema/index.php/revista/article/view/14. Acesso em: 10.05.2018

SANCHES, I. D.; FABRICIO, M. M. Projeto para Manutenção. In: WORKSHOP BRASILEIRO DE GESTÃO DO PROCESSO DE PROJETOS NA CONSTRUÇÃO DE EDIFÍCIOS, 8, São Paulo. Anais... São Paulo: POLI-USP, 2008.

SANTOS, F. M. Á. S.; HIPPERT, M. A. S. Gestão da Manutenção e a NBR 15.575/2013. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 16, São Paulo. Anais... Porto Alegre: ANTAC, 2016.

SANTOS, M. R. P. Metodologias de Previsão da Vida Útil de Materiais, Sistema ou Componentes da Construção. 2010. 129 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil – Especialização em Construção) - Faculdade de Engenharia. Universidade do Porto, Porto, 2010. Disponível em: http://hdl.handle.net/10216/60309. Acesso em: 13.05.2018.

SANTOS, V. J. Construção Civil: análise da normativa NBR 15.575 à luz do Código do Consumidor. Porto Alegre, 2011. Disponível em: http://www.espaco-vital.jusbrasil.com.br/noticias. Acesso em: 05.12.2014.

STRAUB, A. D. Using the Factor Method to get Realistic Service Lives of Applies Building Components. In: JOINT CIB W070, W092,& WTG72 INTERNATIONAL CONFERENCE ON FACILITIES MANAGEMENT, PROCUREMENT SYSTEMAS AND PUBLIC PRIVATE PARTNERSHIP, 2012, Cape Town. Proceedings…Delft:CIB, 2012. Disponível em: http://www.irbnet.de/daten/iconda/CIB_DC24053.pdf. Acesso em: 10.05.2018.

ZARZAR JÚNIOR, F. C. Metodologia para estimar a Vida Útil de elementos construtivos, baseada no Método dos Fatores. 2007. 173 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) – Universidade Católica de Pernambuco, Recife, 2007.

A PARC Pesquida em Arquitetura e Construção utiliza a licença do Creative Commons (CC), preservando assim, a integridade dos artigos em ambiente de acesso aberto.

Downloads

Não há dados estatísticos.