O uso do FTA para avaliar o potencial da plataforma BIM na reabilitação de edifício

Autores

  • Fabiana Dias da Silva Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Mônica Santos Salgado Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v8i1.8649200

Palavras-chave:

Reabilitação. Qualidade ambiental. BIM. FTA.

Resumo

Diversos estudos reconhecem o potencial de intervenções em edifícios existentes, visto que reduzem o consumo de recursos naturais e de novas áreas. No âmbito do desenvolvimento de projetos sustentáveis, a adoção de ferramentas que auxiliem o projeto integrado e trabalho colaborativo, como a plataforma BIM (Building Information Modeling), tem grande potencial para a identificação e proposição de intervenções sustentáveis, tanto em novas construções como em existentes. Um estudo de caso foi realizado sobre o processo de projeto de reabilitação da sede da PETROBRAS, na cidade do Rio de Janeiro. O principal objetivo foi identificar o potencial da plataforma BIM na melhoria do desempenho ambiental do edifício – uma das exigências do processo de reabilitação - que considerou como parâmetros os requisitos do sistema de avaliação ambiental AQUA HQE e o Programa Brasileiro de Eficiência Energética PROCEL EDIFICA. Entretanto, houve pouca integração da equipe de projeto através do modelo BIM. Esse artigo apresenta a análise da adoção da Plataforma BIM no projeto de reabilitação do edifício, através do método da Análise de Árvore de Falhas (AAF). Os resultados indicam que o BIM não foi considerado desde o início e a consequência foi a pouca integração do processo de projeto. Entende-se que as funcionalidades do BIM poderiam ter trazido mais dinamismo e integração à gestão do processo de projeto. Portanto, é necessário rever o processo de projeto para incorporar as potencialidades do BIM desde o início do processo, permitindo o trabalho colaborativo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana Dias da Silva, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal Fluminense (2001), mestrado em Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2005) e Especialização em Arquitetura Sustentável pela Universidade de Bologna (2010). Atualmente é arquiteta da Petrobras e Doutoranda do Programa de Pós Graduação em Arquitetura da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Tem experiência na área de Arquitetura e Urbanismo, com ênfase em Projeto de Arquitetura e Urbanismo, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura industrial, meio ambiente, sustentabilidade e BIM.

Mônica Santos Salgado, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Professor Titular da UFRJ. Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura (PROARQ FAU UFRJ - 2016/2018). Coordenadora do Curso de Graduação em Engenharia Civil (POLI UFRJ - 2000/2002). Realizou o curso de graduação em Arquitetura pela FAU UFRJ (1981/1986) Mestrado em Arquitetura pelo PROARQ FAU UFRJ (1990/1992) Doutorado em Engenharia de Produção pela COPPE UFRJ (1993/1996) Especialização em Engenharia de Segurança do Trabalho pela POLI UFRJ (2001/2002) Especialização em Gestão Ambiental pela POLI UFRJ (2004/2005). Realizou o pós-doutorado como bolsista CAPES COFECUB na École Nationale Superieire d'Architecture de Toulouse (ENSAT - 2010). Docente da Escola Politécnica da UFRJ de 1993 a 2005 e da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ de 2005 em diante. Atua no curso de pós-graduação em arquitetura (PROARQ FAU UFRJ) desde 1993 e no Curso de Gestão Ambiental da POLI UFRJ desde 2005.

Referências

BEBER, M.; SCHEER, S.; WILLE, S. A. de C. Uso da tecnologia da informação como auxiliadora da gestão da comunicação em escritórios de arquitetura. In: ENCONTRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO CIVIL, 3, 2004, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: ANTAC, 2007. v. 1. p. 1-10.

BLOOMBERG, M.; BUNCEY, D.; RESNIK, D. BIM Guidelines. New York: Department of Design and Construction, 2012.

CERTIVEA. Demarche HQE ® Exploitation. Référentiel Technique des Batimênts Tertiaires em Exploitation. Version 0. Paris: . Certivea, may 2008. Disponível em: http://www.certivea.fr. Acesso em 23 ago. 2016.

CLAUSING, D. Total quality Development: A Step-by-Step Guide to World-Class Concurrent Engineering. New York: ASME, 1994.

CORRÊA, K. Sistemas colaborativos para a gestão de projetos. 2010. Dissertação (Mestrado em Arquitetura) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, 2010.

DE PAULA, N.; UECHI, M. E.; MELHADO, S. B. Novas demandas para as empresas de projeto de edifícios. Ambiente Construído, Porto Alegre, v. 13, n.3, p. 137-159, jul./set. 2013.

DEUTSCH, R. BIM and integrated design. New Jersey: John Willey & Sons, 2011.

EASTMAN et al. BIM handbook: a guide to building information modeling for owners, managers, designers and contractors. 2a. ed., Nova Jersey: John Willey & Sons, 2011.

FABRICIO, M. Projeto simultâneo na construção de edifícios. 2002. Tese (Doutorado) - Engenharia da Escola Politécnica, Universidade de São Paulo. São Paulo: mimeo, 2002.

FUNDAÇÃO VANZOLINI. Referencial Técnico de Certificação: Edifícios do setor de serviços - Processo AQUA. Escritórios – Edifícios escolares. São Paulo, 2012. Disponível em: http://vanzolini.org.br/aqua/. Acesso em 15 set. 2014.

GROAT, L.; WANG, D. Architectural research methods. New Jersey: John Wiley & Sons, 2013.

GUASTI, J. Diretrizes de sustentabilidade de edifícios de escritórios: estudo de caso do Edifício Marechal Adhemar de Queiroz. 2008. Dissertação (Mestrado em Sistema de Gestão) - Universidade Federal Fluminense. Niterói, 2008.

HELMAN, H.; ANDERY, P.R.P. Análise de falhas: aplicação dos métodos FMA e FTA. Belo Horizonte: Fundação Christiano Ottoni, Escola de Engenharia da UFMG, 1995.

KAMARA, J.; ANUMBA, C.; CUTTING-DECELLE, A. Introduction to Concurrent Engineering in construction. In: ANUMBA, C.; KAMARA, J; CUTTING-DECELLE (Eds.) Concurrent Engineering in construction projects. New York: Taylor & Francis, 2007.

KHALFAN, M.; RAJA, N. Improving construction process through integration and concurrent design. Construction Economics and Building, vol 5, n. 1, p.58-66, 2005.

KI-CHANG H. et al. Risk analysis using fault-tree analysis (FTA) and analytic hierarchy process (AHP) applicable to shield TBM tunnels. Leec, Tunnelling and Underground Space Technology, V. 49, P. 121–129, June 2015.

KOSKELA, L. Application of the new production philosophy to construction. Stanford: Stanford University, 1992.

KOSKELA, L. Foundations of concurrent engineering. In: ANUMBA, C.; KAMARA, J; CUTTING-DECELLE, A. (Org). Concurrent Engineering in construction projects. New York: Taylor & Francis, 2007. P. 12-29.

LAFRAIA, J. Manual de Confiabilidade, Mantenabilidade e Disponibilidade. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2001.

MELHADO, S. O plano da qualidade dos empreendimentos e a engenharia simultânea na construção de edifícios. In: ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO, 1999, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: UFRJ/ ABEPRO, 1999. 1 CD-ROM.

OLIN, J.; JYLHA, T.; JUNNILA, S.. Virtuality: What does it means for FM?. In: CIB W070, W092 & TG72 INTERNATIONAL CONFERENCE ON FACILITIES MANAGEMENT, PROCUREMENT SYSTEMS AND PUBLIC PRIVATE PARTNERSHIP, 1, 2012, Cape Town. Proceedings …. Cape Town: University Of Cape Town, 2012. p. 20 - 26. Disponível em: http://www.cibworld.nl. Acesso em 23 ago. 2016.

OLIVEIRA, L. F. S. Técnicas de construção de árvore de falhas. Apostila. Rio de Janeiro: COPPE/UFRJ, Laboratório de Análise de Segurança, [20--?].

PETROBRAS. Edise: Projeto Executivo de Atualização Tecnológica. 200 f. 2013. Plantas diversas. Original em papel sulfite.

PETROBRAS. Edifício Marechal Adhemar de Queiroz: uma visita ao edifício-sede da Petrobras. Comunicação Institucional: Rio de Janeiro, 2008.

REED, R. et al. International Comparison of Sustainable Rating Tools. Journal of Sustainable Real State, v. l. n. 1, 2009. Disponível em: http://www.jstor.org/stable/24860541. Acesso em 23 abr. 2014.

SAKURADA, E. As técnicas de análise dos modos de falhas e seus efeitos e análise da árvore de falhas no desenvolvimento e avaliação de produtos. 2001. Dissertação (Mestrado) - Engenharia Mecânica, Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis: mimeo, 2001.

SALGADO, M.; CATELET, A.; FERNANDEZ, P. Produção de edificações sustentáveis: desafios e alternativas. Revista Ambiente Construído. Porto Alegre, v. 12, n. 4, p. 57-73, out./dez. 2012.

SANTOS, M.; ZEIN, R. A moderna Curitiba dos anos 1960: jovens arquitetos, concurseiros, planejadores. In: 8° SEMINÁRIO DOCOMOMO BRASIL, Anais..., Rio de Janeiro, Brasil, 2009.

SIMÕES FILHO, S. Análise de Árvore de Falhas Considerando Incertezas na Definição dos Eventos Básicos. 2006.Tese (Doutorado) - Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia, Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro: mimeo, 2006.

SILVA, F.; SALGADO, M.; SILVA, C. Plataforma BIM, Retrofit e Sustentabilidade ambiental: Estudo de caso na cidade do Rio de Janeiro. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA CONSTRUÇÃO, 7., 2015, Recife. Anais... Porto Alegre: ANTAC, 2015. 1 CD-ROM.

SILVA, F.; SALGADO, M.; CAMPOS, A. The potential of BIM Platform in building modernization aiming to environmental certification. In: WORLD SUSTAINABLE BUILDING 2014: Barcelona Conference. Barcelona. Proceedings... Madrid: GBCe, 2014. 1 CD-ROM.

VESELY, W et al. Fault tree handbook. Washington: U.S. Nuclear Regulatory Commisision, 1981.

WILLIAMS, R. Utilizing Building Information Modeling for Facilities Management. 2013. Dissertação (Mestrado) - Bartlett School of Graduate Studies, University of London. Londres: mimeo, 2013.

Downloads

Publicado

2017-03-30

Como Citar

SILVA, F. D. da; SALGADO, M. S. O uso do FTA para avaliar o potencial da plataforma BIM na reabilitação de edifício. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 8, n. 1, p. 3–19, 2017. DOI: 10.20396/parc.v8i1.8649200. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8649200. Acesso em: 19 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos