Pontes térmicas em estruturas de concreto

análise das condições de formação de fungos filamentosos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v11i0.8656062

Palavras-chave:

Pontes térmicas, Fungos filamentosos, Simulação computacional

Resumo

A importância de considerar as pontes térmicas e seus impactos no cálculo de transmitância térmica é um assunto que tem sido discutido em regiões de clima com estação fria no Brasil. A presença de pontos vulneráveis no envelope do edifício pode ter consequências no desempenho térmico, além das implicações nas paredes e coberturas do edifício, como por exemplo a formação de fungos filamentosos. Várias normas e regulamentos tratam da temática. Esse estudo tem por objetivo discutir, por intermédio de simulação computacional, a necessidade das normas Brasileiras de desempenho considerarem a possibilidade de formação de fungos filamentosos nas edificações com baixo e elevado isolamento térmico. Na análise examina-se as condições termo-higrométricas próximas a estrutura de concreto armado do modelo da edificação onde ocorrem as pontes térmicas, e as superfícies dos fechamentos vertical, de alvenaria, para todas as fachadas. Os resultados mostram que existe uma elevada probabilidade de crescimento dos fungos filamentosos nas pontes térmicas quando o edifício é mais isolado, ou seja, apresenta baixa transmitância térmica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Julye Ramalho de Freitas, Universidade Federal de Pelotas

Mestrado em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal de Pelotas.  Pesquisadora no Laboratório de Conforto e Eficiência Energética na Universidade Federal de Pelotas.

Rodrigo Karini Leitzke, Universidade Federal de Pelotas

Cientista da Computação pela Universidade Federal de Pelotas.  Mestrado em andamento em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal de Pelotas.

Eduardo Grala da Cunha, Universidade Federal de Pelotas

Doutorado em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul.  Professora Associada na Universidade Federal de Pelotas.

Referências

ALLSOPP, Dennis; SEAL, Kenneth; GAYLARDE, Christine. Introduction to Biodeterioration. 2. ed. New York: Cambridge University Press, 2010, 238 p.

ASHRAE. ASHRAE Handbook: Fundamentals. American society of heating, refrigerating and air-conditioning engineers. Inc., Atlanta, 2009, 997 p.

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15.220-3: desempenho térmico de edificações - Parte 3: zoneamento bioclimático brasileiro e diretrizes construtivas para habitações unifamiliares de interesse social. Rio de Janeiro. 2005. Available at: http://labeee.ufsc.br/sites/default/files/projetos/normalizacao/Termica_parte3_SET2004.pdf

ABNT - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 15.575: Desempenho: Edifícios Habitacionais de até 5 pavimentos. parte 1: requisitos gerais. Rio de Janeiro, 2013. Available at: https://www.abntcatalogo.com.br/curs.aspx?ID=157

BRAZIL. Law 10.295, of 17 October 2001. It provides on the National Policy for Conservation and Rational Use of Energy and makes other provisions. Sub-Chief for Legal Affairs, Brasilia, 17 oct. 2001.

CUNHA, E. G. GIOIELLI, B. Estudo do efeito de pontes térmicas em estruturas de concreto armado no desempenho energético de edifício hoteleiro para 6 zonas bioclimáticas brasileiras. In: ENCONTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA DO AMBIENTE CONSTRUÍDO, 15., 2014, Maceió. 2014. Proceedings [...]. Maceió: ENTAC, 2014. p. 124-132.

CUNHA, E.; VAUPEL, K.; LÜKING, R. Verificação da Formação de Mofo e Bolor em Superfícies Interiores de Paredes Exteriores Situadas na Zona Bioclimática 3 de Acordo com a NBR 15220 e PNBR 02.136.01. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL ESPAÇO SUSTENTÁVEL "INOVAÇÕES EM EDIFÍCIOS E CIDADES". 7., São Paulo, 2008. Proceedings [...]. São Paulo, 2008. p. 51-65.

DALBEM, R.; FREITAS, J. M. R. ; CUNHA, E. G. . Conceito Passivhaus aplicado ao clima brasileiro. Revista de Arquitetura IMED, v. 4, p. 26-36, mar. 2015. DOI: https://doi.org/10.18256/2318-1109/arqimed.v4n1p26-36

EVANS, J. M.; DE SCHILLER, S. Verificación de puentes térmicos normas para definir soluciones admisibles. Avances en Energías Renovables y Medio Ambiente, v.14, p. 51-58, may 2010.

FREITAS, J. R.; CUNHA, E. G. Thermal bridges modeling in South Brazil climate: Three different approaches. Energy and Buildings. v. 169, p. 271-282, jun. 2018. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2018.03.044.

GUERRA, F. L. Biodeterioração de conjunto histórico do século XIX em Pelotas/RS: fungos filamentosos. 2012. 169p. Dissertation (Master in Architecture and Urbanism) - Graduate Program in Architecture and Urbanism, Federal University of Pelotas, Pelotas, 2012.

GUERRA, F. L.; CUNHA, E. G. da; SILVA, A. C. S. B.; KNOP, S. Análise das condições favoráveis à formação de bolor em edificação histórica de Pelotas, RS, Brasil. Revista Ambiente Construído. Porto Alegre, v. 12, n. 4, p. 7-23, dec. 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1678-86212012000400002.

GRUNEWALD, J.; NICOLAI, A.; ZHANG, J. S. On prediction of the mold fungus formation probability on critical building components in residential dwellings. In: REHVA WORLD CONGRESSE CLIMA 2007 WELLBEING INDOORS, 2007, Helsinki. Proceedings […]. Helsinki: FINVAC, 2007.

ISO - INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION. ISO 14.683 - Thermal bridges in building construction — Linear thermal transmittance — simplified methods and default values. Switzerland: ISO, 2007. Available at: https://www.iso.org/standard/40964.html

ISO - INTERNATIONAL ORGANIZATION FOR STANDARDIZATION ISO 10.211 - Thermal bridges in building construction — Heat flows and surface temperatures — Detailed calculations. Switzerland: ISO, 1995. Available at: https://www.iso.org/standard/65710.html

INMETRO. RTQ-R - Requisitos Técnicos da Qualidade para o Nível de Eficiência Energética de Edifícios Residenciais. Eletrobrás, Rio de Janeiro, 2010. Available at: http://www.pbeedifica.com.br/sites/default/files/projetos/etiquetagem/residencial/downloads/RTQR.pdf

IRAM - INSTITUTO ARGENTINO DE NORMALIZACIÓN. IRAM 11.603 - Aislamiento térmico de edifícios. Argentina: IRAM. 2002. Available at: http://www.vivienda.mosp.gba.gov.ar/varios/manual_ac_higrotermico.pdf

IRAM - INSTITUTO ARGENTINO DE NORMALIZACIÓN. IRAM 11.605 – Acondicionamiento térmico de edificios - Condiciones de habitabilidad en edificios - Valores máximos de transmitancia térmica en cierres opacos. Argentina: IRAM. 1996. Available at: http://www.vivienda.mosp.gba.gov.ar/varios/manual_ac_higrotermico.pdf

LEITZKE, R. K. et al. Optimization of the Traditional Method for Creating a Weather Simulation File: The Pelotas.epw Case. Journal of Civil Engineering and Architecture, v. 12, p. 741-756, oct. 2018. DOI: https://doi.org/10.17265/1934-7359/2018.10.006

MARTIN, K.; ERKOREKA, A.; FLORES, I.; ODRIOZOLA, M.; SALA, J. M. Problems in the calculation of thermal bridges in dynamic conditions. Energy and Buildings. v. 43, p. 529-535, feb. 2011. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2010.10.018

KIEBL, Kurt, SEDLBAUER, Klaus. Neue Erkenntnisse zur Beurteilung von Schimmelpilzen und Stand der Normenbearbeitung. Weimar. 2001.

LEVINSKYTĖ, A.; BANIONIS, K.; GELEŽIŪNAS, V. The Influence of Thermal Bridges for Buildings Energy Consumption of “A“ Energy Efficiency Class. Journal of Sustainable Architecture and Civil Engineering. v. 2, n. 15, p. 44-58, oct. 2016. DOI: https://doi.org/10.5755/j01.sace.15.2.15351

OLIVEIRA, R. F. Construir segundo requisitos Passivhaus: Modelação de Pontes Térmicas. 2013. 243p. Dissertation (Master in Civil Engineering) - Civil Engineering Department, University of Aveiro, Aveiro, 2013.

RAVEN, Peter; EICHHORN, Susan.; EVERT, Ray. Biologia Vegetal. 8 th. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan Ltda., 2014.

SANTOS, G.; MENDES, N. Hygrothermal bridge effects on the performance of buildings. International Communications in Heat and Mass Transfer. v. 53, p. 133-138, apr. 2014. DOI: https://doi.org/0.1016/j.icheatmasstransfer.2014.02.018

SEDLBAUER, K. Prediction of mould fungus formation on the surface of and inside building components. 2001. 247 p. Thesis (Post-PhD in Physics) – Fraunhofer Institute for Building Physics, Germany, 2001.

THEODOSIOU, T. G.; PAPADOPOULOS, A.M. The impact of thermal bridges on the energy demand of buildings with double brick wall constructions. Energy and Buildings. v. 40, p. 2083-2089, jan. 2008. DOI: https://doi.org/10.1016/j.enbuild.2008.06.006

Downloads

Publicado

2020-12-18

Como Citar

FREITAS, J. R. de; LEITZKE, . R. K.; CUNHA, E. G. da. Pontes térmicas em estruturas de concreto: análise das condições de formação de fungos filamentosos. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 11, p. e020027, 2020. DOI: 10.20396/parc.v11i0.8656062. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8656062. Acesso em: 24 set. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)