Abordagem urbana (para)métrica em áreas de habitação de interesse social

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/parc.v11i0.8657220

Palavras-chave:

Análise Urbana, CityMetrics, Caminhabilidade, Diversidade, Densidade

Resumo

Este artigo descreve relatos de uma experiência de abordagem computacional que visa a fornecer uma avaliação dinâmica e paramétrica de características (ou métricas) urbanas relacionadas à caminhabilidade, à diversidade de usos e à densidade em empreendimentos de baixa renda e em suas áreas circunvizinhas. Mais especificamente, este estudo utilizou de ferramentas do sistema computacional CityMetrics para análise e intervenção em dois empreendimentos de baixa renda - Minha Casa Minha Vida – da cidade de Juiz de Fora (MG), como um caso de estudo. Neste contexto, pretendeu-se identificar e avaliar um conjunto de fragilidades nas áreas abordadas e propor algumas melhorias nas configurações destes bairros, a fim de proporcionar cenários urbanos mais atrativos sob o ponto de vista da caminhada, usos e densidade. Assim, o objetivo final é contribuir para uma melhor compreensão dos problemas urbanos – em especial no contexto dos bairros de população de baixa renda - de acordo com princípios da caminhabilidade, da diversidade e da densidade. Do mesmo modo, fomentar a discussão sobre a concepção e, principalmente, a implementação de empreendimentos imobiliários de baixa renda nas cidades brasileiras, de maneira a facilitar a construção da informação e a gestão de soluções relacionadas ao escopo do planejamento urbano, sob a ótica da aplicação de ferramentas algoritmo-paramétricas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando Tadeu de Araujo Lima, Universidade Federal de Juiz de Fora

Doutorado em Urbanismo pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.  Professor Adjunto  da Universidade Federal de Juiz de Fora, Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Professor Visitante na Pennsylvania State University.

Carlos Frederico Ribeiro Costa, Universidade Federal da Paraíba

Mestrado em Ambiente Construído na Universidade Federal de Juiz de Fora. Doutorado em andamento em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal da Paraíba.

Ashiley Adelaide Rosa, Universidade Federal de Juiz de Fora

Arquiteta e Urbanista pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Mestrado em Ambiente Construído pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

Luiza Fischer Costa Vallone, Universidade Federal de Juiz de Fora

Graduação em andamento em Arquitetura e Urbanismo na Universidade Federal de Juiz de Fora.

Referências

BEIRÃO, J. CItyMaker / Designing Grammars for Urban Design. 2012. 272 f. Tese (Doutorado em Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura, Delft University of Technology, Delft, 2012.

BRASIL. Lei nº 12.424, de 16 de junho de 2011. Altera a Lei nº 11.977, de 7 de julho de 2009, que dispõe sobre o Programa Minha Casa, Minha Vida – PMCMV, e outras. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 17 jun. 2011. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/Lei/L12424.htm. Acesso em: 11 maio. 2019.

BREWSTER, M.; HURTADO, D.; OLSON, S.; YEN, J. Walkscore.com: A New Methodology to Explore Associations Between Neighborhood Resources, Race, and Health. In: APHA ANNUAL MEETING AND EXPOSITION, 137., 2009, Philadelphia. APHA Poster Presentation. Philadelphia: APHA. 2009. Disponível em: https://www.walkscore.com/professional/walkability-research.php. Acesso em: 23 ago. 2020.

CAIXA. Minha Casa Minha Vida - Habitação Urbana. 2019. Disponível em: http://www.caixa.gov.br/voce/habitacao/minha-casa-minha-vida/urbana/Paginas/default.aspx. Acesso em: 11 de maio. 2019.

CALTHORPE, P. The next American metropolis: ecology, community and the American dream. Nova York: Princeton Architectural Press, 1993.

CALTHORPE, P.; FULTON, W. The regional city: planning for the end of sprawl. Washington: Island Press, 2001.

CERVERO, R.; KOCKELMAN, K. Travel demand and the 3Ds: density, diversity, and design. Transportation Research Part D: Transport and Environment, v.2, n.3, p. 199-219, 1997. DOI: https://doi.org/10.1016/S1361-9209(97)00009-6

CHAKRABARTI, V. A country of cities. Nova York: Metropolis Books, 2013.

DANTZIG, G.; SAATY, T. Compact City: A plan for a liveable urban environment. São Francisco: W. H. Freeman, 1973.

DITTMAR, H.; OHLAND, G. (Org.). The new transit town: Best practices in Transit-Oriented Development. Washington: Island Press, 2004.

DOGAN, T.; SAMARANAYAKE, S.; SARAF, N. Urbano: A New Tool to Promote Mobility-Aware Urban Design, Active Transportation Modeling and Access Analysis for Amenities and Public Transport. In: ANNUAL SYMPOSIUM ON SIMULATION FOR ARCHITECTURE AND URBAN DESIGN - SimAUD, 9., 2018, Delft. Proceedings […]. Delft: Delft University of Technology, 2018. DOI: https://doi.org/10.22360/simaud.2018.simaud.028.

DUARTE, J. P.; BEIRÃO, J. N.; MONTENEGRO, N.; GIL, J. City Induction: A Model for Formulating, Generating, and Evaluating Urban Designs. In: ARISONA, S., ASCHWANDEN, G., HALATSCH, J., WONKA, P. (Eds.). Digital Urban Modeling and Simulation. Berlim: Springer Berlin Heidelberg, 2012. p. 73-98.

FARR, D. Urbanismo sustentável: Desenho urbano com a natureza. Porto Alegre: Bookman, 2013.

GEHL, J. Cidades para Pessoas. São Paulo: Perspectiva, 2013.

GLAESER, E. Os centros urbanos: a maior invenção da humanidade: como as cidades nos tornam mais ricos, inteligentes, saudáveis e felizes. Nova York: Penguin, 2011.

HILLIER, B.; HANSON, J. The social logic of space. Cambridge: Cambridge University Press, 1984.

IBGE. Cidades: Juiz de Fora. 2018. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mg/juiz-de-fora/panorama. Acesso em: 11 de maio. 2019.

HOEK, J. The MXI (Mixed use Index). An instrument for anti-sprawl policy? In: INTERNATIONAL SOCIETY OF CITY AND REGIONAL PLANNERS CONGRESS, 44., 2008, Dalian. Proceedings […]. Dalian: Urban Planning Society of China, 2008. Disponível em: http://www.isocarp.net/Data/case_studies/1195.pdf. Acesso em: 23 ago. 2020.

LEITE, C. Cidades sustentáveis cidades inteligentes: Desenvolvimento sustentável num planeta urbano. Porto Alegre: Bookman, 2012.

LIMA, F. Métricas Urbanas: Sistema (para)métrico para análise e otimização de configurações urbanas de acordo com métricas de avaliação de desempenho. Rio de Janeiro, 2017. Tese (Doutorado em Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

LIMA, F.; SILVA, G. (Para)metric representations and urban indicators: an application of CityMetrics in a neighborhood of João Pessoa, Brazil In: JANEIRO, P. A. (Ed.). Imagined-architectures: architecture graphical representation and "other images” “drawing (...) City (…) body, dwelling on earth”. Leiden: CRC Press, 2019. p. 37-44.

LIMA, F.; COSTA, F. R.; ROSA, A. Lógica algorítmica-paramétrica e urbanismo: uma revisão teórica e de modelos computacionais para projetos urbanos. Gestão e Tecnologia de Projetos, São Carlos, v.15, n.2, p.84-97, 2020. DOI: http://dx.doi.org/10.11606/gtp.162710

LIMA, F.; MONTENEGRO, N.; PARAÍZO, R.; KOS, J. Citymetrics: sistema (para)métrico para análise e otimização de configurações urbanas. Oculum Ensaios, v.16, n.2, p.409-427, 2019a. DOI: https://doi.org/10.24220/2318-0919v16n2a4163

LIMA, F.; VALLONE, L.; COSTA, C. F.; ROSA, A. (Para)metric Evaluation of Walkability, Diversity and Density in Low-income Neighborhoods: Using the CityMetrics toolbox. In: EDUCATION AND RESEARCH IN COMPUTER AIDED ARCHITECTURAL DESIGN IN EUROPE, 37.; IBEROAMERICAN SOCIETY OF DIGITAL GRAPHICS, JOINT CONFERENCE, 23., 2019, Porto. Proceedings [...]. Porto: Faculdade de Arquitetura da Universidade do Porto, 2019b. 257-266.

MONTENEGRO, N. CityPlan: Contributo para o desenvolvimento de uma metodologia e ferramenta computacional para apoio ao desenho urbano. 2015. 440 f. Tese (Doutorado em Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura, Universidade de Lisboa, Lisboa. 2015.

MURAT, M. G. O impacto no entorno das habitações de interesse social do Programa Minha Casa, Minha Vida em Juiz de Fora, Minas Gerais. Dissertação (Mestrado) - Departamento de Arquitetura e Urbanismo. Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo. Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, 2015.

NOURIAN, P.; REZVANI, S.; SARIYILDIZ, S.; HOEVEN, F. Configurbanist: Urban Configuration Analysis for Walking and Cycling via Easiest Paths. In: EDUCATION AND RESEARCH IN COMPUTER AIDED ARCHITECTURAL DESIGN IN EUROPE, 33., 2015, Viena. Proceedings [...]. Viena: Universidade Técnica de Viena, 2015. 553-564.

BERGHAUSER PONT, M.; HAUPT, P. Spacematrix: Space, Density and Urban Form. Rotterdam: NAi Publishers, 2010.

ROGERS, R. Cidades para um pequeno planeta. Barcelona: Gustavo Gili, 1997.

SEVTSUK, A., MEKONNEN, M. Urban Network Analysis Toolbox. International Journal of Geomatics and Spatial Analysis, v.22, n.2, p. 287–305, 2012. DOI: https://doi.org/10.3166/RIG.22.287-305.

STUCHI, R.; LEITE, C. Plano de Desenvolvimento Urbano Estratégico de Nova Friburgo 2050. Disponível em: https://stuchileite.wixsite.com/stuchileite/urb12-nova-friburgo. Acesso em 20 jul. 2019. Acesso em: 23 ago. 2020.

SUZUKI, H.; CERVERO, R.; IUCHI, K. Transforming Cities with Transit: Transit and Land-Use Integration for Sustainable Urban Development. Washington: World Bank, 2013.

VERNIZ, D.; DUARTE, J. P. Santa Marta Urban Grammar: Unraveling the spontaneous occupation of Brazilian informal settlements. Environment and Planning B: Urban Analytics and City Science, 2020. DOI: https://doi.org/10.1177/2399808319897625

ZAMBRANO, L. M. A. A experiência do Escritório Escola Itinerante do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFJF no condomínio Vivendas Belo Vale em Juiz de Fora – MG. Terceiro Milênio - Revista Crítica de Sociologia e Política, v.5, n.2, p. 85-112, 2015.

Downloads

Publicado

2020-12-16

Como Citar

LIMA, F. T. de A.; COSTA, C. F. R.; ROSA, A. A. .; VALLONE, L. F. C. Abordagem urbana (para)métrica em áreas de habitação de interesse social. PARC Pesquisa em Arquitetura e Construção, Campinas, SP, v. 11, p. e020024, 2020. DOI: 10.20396/parc.v11i0.8657220. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/parc/article/view/8657220. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Comunicações

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)